10 invenções militares que usamos todos os dias

10 invenções militares que usamos todos os dias


Assistir a um F-16 venezuelano abatendo um Bronco OV-10

Postado em 29 de abril de 2020 15:44:36

A Venezuela e os Estados Unidos nem sempre tiveram uma relação tão contenciosa. O país foi tradicionalmente inundado com fundos da venda de petróleo e, quando você tem esse dinheiro, todo mundo quer ser seu amigo. Em 1982, a Venezuela assinou um acordo para quinze caças F-16A e seis F-16B dos EUA.

O país precisaria deles apenas alguns anos depois.

A ameaça ao governo da Venezuela não veio de um invasor externo, veio de dentro. Em 1992, o Movimento Bolivariano Revolucionário tentou derrubar o governo de Carlos Andrés-Perez, que sobreviveu a duas dessas tentativas em apenas um ano & # 8217s. Ambos eram liderados por um cara chamado Hugo Chávez, cujos apoiadores estavam irritados com a dívida pendente do país e os gastos fora de controle.

TFW, você está prestes a destruir a economia mais rica da América do Sul.

As Forças Armadas venezuelanas, sob o comando do Tenente-Coronel Hugo Chávez, lançaram duas tentativas de golpe em 1992. O segundo golpe, ocorrido em novembro daquele ano, viu líderes da Força Aérea e da Marinha assumirem o comando enquanto Chávez ainda estava no governo prisão para a primeira tentativa. Eles aprenderam com os erros da tentativa anterior e tomaram as principais bases aéreas - mas não todos os pilotos.

Os rebeldes Chavez & # 8217 usaram OV-10 Broncos para apoiar as operações rebeldes, mas os pilotos leais já estavam no ar e estavam voando F-16s. Foi isso que levou ao confronto abaixo, filmado no terreno por um civil.

O vídeo acima mostra um F-16 do governo entrando no Bronco antes de pisar no freio de velocidade e disparar seu canhão de 20 mm. A explosão lançou o OV-10 em chamas. Há outro ângulo do duelo, tomado por uma equipe de notícias local.

Embora os dois golpes tenham falhado, Chávez acabou se tornando presidente, mas por meios legítimos em 1998. Ele conquistou a presidência da Venezuela com 56% dos votos. Após sua eleição, as relações da Venezuela com os Estados Unidos azedaram e o país não pôde mais manter sua frota de F-16 devido a um embargo de armas imposto pelo governo de George W. Bush.

Agora, a Força Aérea venezuelana depende do caça multifuncional Sukhoi-30, de fabricação russa, para a maior parte de suas missões de caça. Ele ainda tem pelo menos 19 F-16s, mas tem pouca capacidade para cuidar da aeronave envelhecida.

Mais em We are the Mighty

Mais links de que gostamos

PODEROSAS TENDÊNCIAS

10 novas invenções incríveis das quais você nunca vai ouvir falar

Algumas invenções são tão onipresentes que é difícil imaginar que começaram como uma ideia rabiscada no papel e depois como um pedido de patente submetido, digamos, ao Escritório de Marcas e Patentes dos EUA (USPTO). Folha de alumínio, ataduras adesivas, a caneta esferográfica, o mouse do computador, o forno de micro-ondas - são apenas alguns exemplos de grandes ideias que se tornaram produtos indispensáveis ​​que agora consideramos naturais.

No entanto, dos 520.277 pedidos que os inventores registraram no USPTO em 2010, as chances são de que nem mesmo a metade receberá patentes, e muito menos se tornará sucesso comercial [fonte: USPTO]. Para cada novo gadget que se torna um nome familiar e muda nossas vidas, existem milhares de outros que definham nos arquivos de escritórios de patentes, não apreciados, exceto talvez como curiosidades. Alguns deles são engenhosos, mas contaminados com pequenas mas fatais falhas. Outros são muito estranhos para ganhar uma aceitação generalizada. Alguns estão simplesmente à frente de seu tempo.

Com esse espírito, aqui estão 10 dos avanços tecnológicos mais extraordinários dos últimos anos - invenções que ultrapassam os limites da inovação, mas parecem improváveis ​​de ganhar aceitação generalizada. Aproveite-os com uma advertência: havia pessoas que zombavam da ideia de que a carruagem motorizada um dia substituiria a conveniência de ter um cavalo, e outras que achavam que ninguém jamais precisaria ou desejaria carregar um telefone no bolso. Aproveitar.

O capacete usado pelos militares dos EUA mudou drasticamente ao longo dos anos. Na Primeira Guerra Mundial, os capacetes M1917 / M1917A1, também conhecidos como capacetes & quotDoughboy & quot ou & quotdishpan & quot, protegeram as cabeças dos soldados de infantaria americanos. Eles foram substituídos em 1941 pelo "potenciômetro de aço" M-1, o capacete padrão na Segunda Guerra Mundial, no conflito coreano e durante a Guerra do Vietnã. Na década de 1980, os capacetes militares dos EUA evoluíram para uma estrutura de uma peça composta por várias camadas de fibra balística Kevlar 29.

O capacete de um futuro próximo, entretanto, pode conter algo mais do que proteção extra contra estilhaços. Um pesquisador da Universidade do Estado do Arizona, que trabalha com uma bolsa da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa dos EUA (DARPA), está tentando desenvolver um capacete militar equipado com tecnologia para regular o cérebro dos soldados. A tecnologia é ultrassom pulsado transcraniano, que fornece ondas sonoras de alta frequência para regiões específicas do cérebro. Sob a influência dessas ondas sonoras, os neurônios enviam impulsos para seus alvos, exercendo controle sobre eles. No campo de batalha, isso tem implicações enormes. Usando um controlador, um soldado pode liberar pulsos de ultrassom para estimular diferentes áreas do cérebro. Por exemplo, ele ou ela pode querer estar mais alerta depois de ficar acordado por muitas horas ou relaxar quando chegar a hora de fechar os olhos. O soldado pode até ser capaz de aliviar o estresse ou esquecer a dor, eliminando a necessidade de morfina e outros narcóticos.

Claro, algumas pessoas pensam que esse tipo de neurotecnologia é pura ficção científica. Outros temem que o Tio Sam esteja tentando dominar a mente de seus soldados. Afinal, uma coisa é ter um sargento instrutor gritando no seu ouvido. Outra coisa é ter um dentro da cabeça [fonte: Dillow].


GPS, drones, microondas e outras tecnologias cotidianas nascidas no campo de batalha

A guerra nunca é um assunto tão fácil de discutir, pois divide muitas pessoas - física, emocional, inteligente e eticamente. Como os americanos marcam 26 de maio como um dia para lembrar todos aqueles que caíram - que deram suas vidas para preservar a nossa - nós damos uma olhada em algumas das tecnologias que foram inventadas ou desenvolvidas durante a guerra, que agora foram adotadas por civis usar.

É difícil descrever qualquer bem que sai da guerra, mas a pesquisa e o desenvolvimento - militar e comercial - levaram a muitas contribuições em tecnologia do pós-guerra. Coisas modernas como energia nuclear, computadores, zíperes, remédios, armaduras, dinheiro e até mesmo o saquinho de chá podem ser atribuídas a conflitos que remontam à Guerra Civil (ou anteriores). Aqui estão alguns daqueles que ainda usamos hoje.

Navegação

O Sistema de Posicionamento Global (GPS) é tão comum que todo smartphone o utiliza para encontrar sua localização. Mas essa rede de satélites foi originalmente criada pelo Departamento de Defesa dos EUA na década de 1970 (como um sucessor dos sistemas de navegação baseados em rádio) para fins militares, como dar a submarinos posições precisas para mísseis lançados. O presidente Ronald Reagan ordenou que o GPS fosse disponibilizado aos civis assim que fosse concluído, enquanto o presidente Bill Clinton declarou mais tarde que o sinal de GPS da mais alta qualidade também deveria estar disponível.

Telegrafia

Considere a telegrafia elétrica o equivalente do século 19 ao e-mail moderno. Embora o telégrafo (especificamente aquele desenvolvido por Samuel Morse) já tivesse sido estabelecido antes da Guerra Civil, a rede de fios que se estendia por todo o país melhorou muito durante a guerra. O telégrafo permitia que a informação viajasse mais rápido do que a cavalo, fornecendo às tropas ordens essenciais de centros de comando distantes. Tecnologia como o telégrafo fez da Guerra Civil um dos primeiros conflitos de “alta tecnologia” da história.

Penicilina

Embora as pesquisas sobre o que agora é conhecido como penicilina remontem ao final dos anos 1800 (sua descoberta completa ocorreu na década de 1920), o antibiótico não foi colocado em uso até a Segunda Guerra Mundial, onde ajudou a tratar feridas infectadas de soldados. O remédio, um dos mais seguros, ainda hoje é muito usado para combater bactérias.

Radar, Forno Microondas

Originalmente um acrônimo para Radio Detection and Ranging, este sistema usa ondas de rádio para encontrar velocidade, altitude, alcance e direção de objetos em movimento, como aviões, veículos terrestres, mísseis, etc. Embora desenvolvido antes da Segunda Guerra Mundial, pesquisa e desenvolvimento para fins militares . O conceito é simples: um prato ou antena envia ondas de rádio que ricocheteiam no objeto, retornando-as ao local de origem da transmissão (que é então usada para calcular o posicionamento do objeto). Hoje, ele é usado para uma variedade de fins, militares e civis, incluindo controle de tráfego aéreo e previsão do tempo. (Inadvertidamente, foi descoberto que as microondas transmitidas por equipamentos de radar durante a Segunda Guerra Mundial também podiam cozinhar alimentos, o que levou à criação do forno de microondas no pós-guerra.)

Viagem aérea

As viagens aéreas podem ser muito difamadas atualmente, mas poderia ter sido pior se não fosse pela invenção do motor a jato. Embora a pesquisa tenha começado na década de 1920, ela não foi colocada em uso até a Segunda Guerra Mundial pelos Aliados e pelas potências do Eixo (o alemão Messerschmitt ME 262 é considerado o primeiro caça a jato do mundo). Como a guerra aérea desempenhou um papel importante na Segunda Guerra Mundial, ela também acelerou o desenvolvimento e o avanço de coisas como cabines pressurizadas (os aviões estavam começando a voar mais alto) e controle de tráfego aéreo - coisas que desempenham um papel fundamental nas viagens aéreas modernas .

Nylon, Sintético

O nylon é um material sintético durável que foi desenvolvido pela DuPont como uma alternativa aos tecidos naturais que se tornaram escassos devido à Segunda Guerra Mundial (a seda, por exemplo, foi reservada para uso pelos militares como parte dos esforços civis do tempo de guerra). Hoje, ainda é um dos polímeros mais usados ​​para roupas e outros produtos. Além do náilon, a Segunda Guerra Mundial também viu avanços na borracha sintética e no combustível sintético.

Comida enlatada

O enlatamento, como meio de preservação de alimentos, remonta à época de Napoleão e era usado tanto por militares quanto por civis. Mas os alimentos enlatados tornaram-se itens essenciais na Guerra Civil e na Primeira Guerra Mundial, pois eram eficientes na alimentação dos soldados. O enlatamento tornou-se importante para os civis na Segunda Guerra Mundial devido ao racionamento de alimentos. Produtos enlatados ainda ocupam os corredores dos supermercados de hoje, embora muitos especialistas em saúde alertem que eles não oferecem benefícios nutricionais devido ao teor de sal.

Quando os militares pediram um novo veículo motorizado leve, receberam propostas de vários fabricantes. No final das contas, o contrato foi concedido à empresa Willys-Overland Motors, que criou o Willys MB, o predecessor do Jeep Wrangler moderno (embora a política, legalidades e disputas de marcas registradas tenham tornado a história muito mais complicada do que isso). Independentemente disso, muitos dos designs de assinatura do Jeep podem ser rastreados até o Jeep militar da década de 1940.

Relógio de pulso

Os relógios de pulso eram importantes nas forças armadas, pois muitos oficiais os usavam para planejar estrategicamente suas manobras. Hoje, os relógios de pulso não são apenas dispositivos funcionais, mas acessórios da moda.


Após 45 anos, Boina Verde enfrenta seu passado no Vietnã - parte cinco

Postado em 29 de abril de 2020 15:53:28

Enquanto caminhávamos de Saigon para Buon Ma Thuot (ou, como eu sabia, Ban Me Thuot), as terras agrícolas baixas se transformaram em colinas suaves cobertas por campos de café sendo cultivados por fazendeiros locais que viviam ao longo das margens, assim como a borracha as plantações haviam sido durante o meu tempo antes.

A noite começou a cair e nos deparamos com uma série de tempestades na orla das Terras Altas Centrais - minha mente deu voltas e me lembrei de como a escuridão e a chuva realmente se tornaram uma coisa boa, pois mascararam o movimento e o ruído e nos ajudaram a enganar o inimigo sobre onde nós éramos e o que estávamos fazendo.

A chuva diminuiu quando nos aproximamos de Ban Me Thuot e as ruas da cidade estavam cobertas por arcos de luzes - deve ter havido um festival ou algo assim, mas todos brincaram que era uma recepção de gala para o meu retorno. A larga avenida em que entramos nos levou à rotatória central com uma peça central que tinha um arco majestoso com um tanque soviético T-55 celebrando a & # 8220liberação & # 8221 da cidade pelas forças norte-vietnamitas.

Depois de um pouco de confusão para encontrar um hotel, nos acomodamos em um diretamente na rotatória e, em seguida, vagamos até o monumento. Alguns adolescentes locais estavam tirando fotos uns dos outros e depois perguntaram se poderíamos tirar uma foto em grupo para eles. As pessoas são iguais em todo o mundo - aproveitando a vida e tirando o máximo proveito dela.

Fiquei maravilhado com o quanto o BMT cresceu e floresceu ao longo dos anos e como se tornou uma área muito metropolitana agora, em oposição à pequena cidade adormecida de que me lembrava.

Na manhã seguinte, partimos para o Campo Leste, onde antes ficava nosso acampamento. O acampamento havia desaparecido há muito tempo, os prédios demolidos e a selva havia retomado o local. O pequeno campo de pouso de terra e petróleo adjacente ao acampamento tornou-se um aeroporto regional, muito parecido com os de qualquer pequena cidade dos Estados Unidos. A colina a sudeste do acampamento que usamos para uma visão de retransmissão de rádio era claramente visível e trouxe de volta as memórias que são contadas no vídeo. Alguns deles engraçados e outros um pouco assustadores. A terra de argila vermelha ainda está lá - acho que ainda tenho um par de uniformes de selva com aquele barro embutido neles em minha casa em Fayetteville.

Enquanto eu estava perto de onde nosso acampamento estava, com borboletas no fundo, memórias de tempos passados ​​voltaram - como um amigo disse outro dia, algumas boas e outras ruins. É disso que a vida é feita, boas e más memórias, e é como lidamos com elas que conta.

Siga a jornada de 10 partes de Richard Rice e # 8217s:

Este artigo apareceu originalmente no GORUCK. Siga @GORUCK no Twitter.

Mais links de que gostamos

PODEROSA HISTÓRIA

Aqui está uma lista de 30 invenções entre 1800 e 1899

1. Invenção: Bateria

Data da invenção: 1800
Inventado por: Alessandro Volta


Bateria elétrica de Volta. Fonte: GuidoB / wikimwdia commons

Uma bateria é um reator químico que armazena energia, que pode ser usada na eletrificação. Como um reator químico, a função primária de uma bateria é a produção de elétrons mobilizados para atravessar ou alimentar um dispositivo externo. Hoje em dia, as baterias são necessárias em todos os lugares e têm sido uma invenção melhor para o mundo atual.

O conhecido inventor da bateria é Alessandro Volta. Ele nasceu em Como, Itália, no ano de 1745. Nascido em uma casa rica, ele cresceu para se tornar um físico e químico treinado.

Suas baterias foram feitas com discos de cobre e zinco e foram separadas por roupas embebidas em água salgada. A eletricidade foi conduzida para os fios conectados a ambos os discos, por meio de uma corrente estável.
Ele foi o primeiro cientista a patentear a bateria. Com sua invenção, ele se tornou o pioneiro na geração de energia e provou que a eletricidade pode ser gerada por meio químico. Outros designs seguiram a bateria, mas ele é mais conhecido por ter inventado a bateria.

2. Invenção: Estetoscópio

Data da invenção: 1816
Inventor: Rene Laennec


Estetoscópio. Fonte: pinterest

Quando os médicos precisavam verificar os batimentos cardíacos dos pacientes, eles se limitavam a colocar os ouvidos com cuidado no coração do paciente. Não havia meio de ausculta, e o velho meio sempre não produz os resultados desejados.

Em 1816, um homem chamado Rene Laennec pensou em como ouvir atentamente os sons no peito. Ele não podia usar o método usual para examinar seu paciente gordo. Ele começou enrolando uma folha de papel em forma de tubo, colocando cada extremidade no coração e na orelha do paciente.

A folha de papel foi posteriormente substituída por um tubo oco feito de madeira ao longo dos anos. O tubo de madeira foi alterado e foram feitas melhorias nesta invenção. René chamou seu dispositivo de Estetoscópio.

Hoje, um estetoscópio se tornou uma peça vital para os médicos. O estetoscópio moderno pode amplificar os sons no peito.

3. Invenção: fósforos

Data da invenção: 1826
Inventor: John Walker


Fósforos. Fonte: jef-infojef / Wikimedia Commons

Antes desta invenção, acender o fogo era quase uma coisa desconhecida para todos. O fogo já existe há milhares de anos, mas ninguém sabia como criar ou iniciar um de maneira ideal. A primeira ideia de acender um fogo foi criada por um farmacêutico britânico, John Walker, em 1826.

Esta invenção veio por acidente quando Walker teve que raspar a gota revestida enquanto misturava produtos químicos com seu bastão de mistura. A vareta bateu contra a lareira de sua casa e bum, ele a quebrou. Walker vendeu seu primeiro jogo de fósforos em 1827, embalado em uma caixa e veio com um pedaço de lixa.

Todos os outros desenvolvimentos vieram com essa ideia.

4. Invenção: Microfone

Data da invenção: 1827
Inventor: Charles Wheatstone


Microfone. Fonte: Fiddlersgreen

Charles Wheatstone é formalmente conhecido como físico e pai de muitos dispositivos. Ele veio de Gloucester, na Inglaterra, e nasceu em 6 de fevereiro de 1802. Mais tarde, depois de inventar o microfone, ele se tornou professor de filosofia em 1834.

Sua invenção se baseava em como transmitir ondas sonoras por meio de meios de um lugar a outro, independente da distância. Sua curiosidade em inventar algo que transmitisse sons levou à invenção do microfone. Um microfone pode propagar ondas sonoras fracas para se tornar audível.

Wheatstone é um nome conhecido no campo da física. Mais tarde, ele contribuiu para muitas invenções.

5. Invenção: Máquina de escrever

Data da invenção: 1829
Inventor: W. A Burt


Máquina de escrever. Fonte: Britannica

A primeira geração da máquina de escrever foi inventada em 1829 naquela época, não havia outro meio pelo qual as pessoas pudessem escrever cartas ou documentar qualquer coisa além da escrita. Uma máquina de escrever é uma máquina manual com teclados, usada para digitar dados.

Um inventor americano chamado William Burt foi o primeiro a patentear a máquina de escrever. Desde o início da década de 1850, a máquina de escrever tornou-se muito útil em escritórios e casas de mídia. Posteriormente, seria melhorado por contribuições como Samuel Soule, Carlos Glidden e Christopher Sholes.

Eles foram os principais contribuintes para o sucesso estrondoso da invenção, após desenvolver variedades da máquina de escrever.

6. Invenção: Máquina de Costura

Data da invenção: 1830
Inventor: Barthelemy Thimonnier


Máquina de costura. Fonte: ABC

Durante o período em que a revolução ainda estava na França, o ano é 1830. Em uma cidade localizada no sul de Paris vivia um alfaiate. Ele era popularmente conhecido como Bart. Ele desenvolveu a primeira ferramenta mecânica conhecida como máquina de costura.

A máquina da época era uma agulha de tambor em forma de gancho operada em forma de ponto de corrente. Posteriormente, foi rejeitado e a oficina de Bart foi destruída depois que ele começou a executar grandes contratos para os militares.

Normalmente, os alfaiates locais da época ganhavam dinheiro costurando com as mãos nuas, o único meio bruto com o qual tinham de se contentar. O medo de perder seus empregos para a máquina mecânica os fez odiar a invenção de Bart. Este foi o primeiro tipo de máquina de costura projetada. A nova atualização também foi reconhecida após a máquina de costura de Bart.

7. Invenção: Ceifeira Mecânica

Data da invenção: 1831
Inventor: Cyrus McCormick


Ceifeira mecânica. Fonte: Britannica

Antes do início do século 18, a agricultura era um pouco tediosa porque todos tinham que trabalhar com as mãos. Com enxadas artesanais rudimentares, o processo de cultivo sempre foi longo e exigiu energia até que a revolução industrial veio em socorro do homem.

Nascido em uma fazenda remota na Virgínia, EUA, em 1809, Cyrus McCormick cresceu na fazenda com seus pais. A colheita da safra demorava muito e era necessária uma mudança. Ele assumiu o projeto de seu pai décadas depois de tentar inventar a máquina mecânica para substituir as foices.

Em 1831, Cyrus construiu com sucesso uma ceifeira eficiente para substituir centenas de mão-de-obra.

8. Invenção: Plantador de milho

Data da invenção: 1834
Inventor: Henry Blair


Ceifeira de milho. Fonte: pinterest

Henry Blair foi o conhecido inventor da segadora de milho, a máquina mecânica que acelerou o plantio do milho. Nascido em 1807, ele cresceu em Maryland como dormitório de um fazendeiro. Ele é o segundo afro-americano a patentear uma invenção e está sendo referido como um homem livre.

A popularidade veio em 1834, quando o plantador de milho que ele inventou economizou muito tempo e energia no plantio. O plantador de milho também ajudava a controlar as ervas daninhas. Henry teve de se declarar um homem livre antes de patentear o plantador de milho.

9. Invenção: Máquina de lavar louça

Data da invenção: 1886
Inventora: Josephine Cochran


Lava-louças. Fonte: Wikipedia

Esta invenção nasceu de um interesse pessoal e foi vendida em todo o mundo depois de chamar muita atenção. A inventora da patente, Josephine Cochran, nasceu em uma casa rica e habilidosa. Ela tinha 47 anos quando pensou em criar uma solução para seus pratos rachados.

Ela e o marido eram conhecidos por entreter os visitantes na maioria das vezes em que ela precisava de uma solução para seus pratos, sempre quebrando e rachando. Sua amiga a ajudou a desenvolver uma máquina para lavar pratos sujos em vez de pagar seu pessoal e ainda perder pratos.

O primeiro conjunto de lava-louças produzido por Cochran foi batizado em sua homenagem. Posteriormente, ganhou fama com a ajuda de seu marido empresário.

10. Invenção: Bicicleta

Data da invenção: 1839
Inventor: Kirkpatrick Macmillan


Bicicleta. Fonte: Guia de graças

Antes da introdução das máquinas de rodas, não havia meios mecânicos de se locomover ou viajar. Kirkpatrick Macmillan concluiu a invenção da primeira bicicleta a pedal. A ideia por trás de seu projeto era um cavalo de pau que ele admirava.

Ele foi criado em Dumfriesshire, Escócia, e serviu como aprendiz de ferreiro com seu pai. Ele adquiriu algumas habilidades que lhe permitiram construir uma bicicleta estável. Depois de percorrer com sucesso 14 milhas em uma hora, ele não estava pronto para patentear a primeira bicicleta a pedal para fins comerciais.

Outras bicicletas a pedal feitas a partir desse primeiro projeto ajudaram a liberar o potencial da bicicleta como meio de transporte.

11. Invenção: Calculadora Mecânica

Data da invenção: 1932
Inventor: Charles Babbage


Calculadora mecânica. Fonte: Engenharia interessante

A história das calculadoras pode ser traçada desde 1822, quando Babbage começou com um pequeno modelo de calculadora. Sua invenção poderia somar, diferenciar ou multiplicar números e poderia imprimir tabelas matemáticas. A máquina era chamada de máquina de diferença naquela época.

Ele levou três anos para criar a máquina de diferença. Depois que a máquina diferente foi construída com sucesso, o governo britânico o abordou para ajudar a desenvolver uma máquina semelhante. Este projeto levou vários anos, como um projeto de engenharia usual.

O referido projeto foi interrompido por falta de fundos. Mas então, uma porção de trabalho já foi feita. O projeto completo mais tarde pesaria cerca de 13 toneladas métricas. Por essa invenção, Charles Babbage foi frequentemente considerado um dos pais do computador.

12. Invenção: Telégrafo

Data de invenção: 1834
Inventor: Samuel Morse


Telégrafo. Fonte: Hp. Baumeler / Wikimedia Commons

O primeiro telégrafo foi construído por Samuel Morse, uma invenção que mais tarde seria trabalhada por outros inventores. Morse nasceu em 1791 e tinha 43 anos quando criou o primeiro telégrafo. Durante a era da revolução industrial, houve a necessidade de acessar mensagens de longa distância.

O telégrafo foi a primeira máquina a transmitir sinais às estações por meio de uma conexão com fio. Morse é americano e seu primeiro telégrafo foi enviado de Washington D.C. para Maryland. O telégrafo foi aceito em toda a Europa, no ano de 1866, linhas telegráficas foram estabelecidas através do Atlântico conectando a Europa.

Recentemente, a disponibilidade de internet, fax e telefone limitou o uso do telégrafo. Mas foi o meio pioneiro de transmissão de informações e abriu caminho para inovações em comunicação.

13. Invenção: Selo Postal

Data de invenção: 1837
Inventor: Rowland Hill


Selo. Fonte: British Library

Nascido e criado na Inglaterra, Rowland Hill trabalhava como professor quando inventou os selos postais. Depois de alguns anos autenticando sua inovação, o primeiro selo do mundo foi emitido em 1840 na Inglaterra. Rowland foi posteriormente nomeado cavaleiro como uma recompensa por sua invenção.

Suas primeiras taxas de selo foram julgadas pelo peso em vez do tamanho. Antes do selo postal existir, os meios mais antigos não eram confiáveis ​​para fazer o trabalho. Ele descreveu seu selo postal com suas próprias palavras, quando convocado perante a Comissão de Inquérito dos Correios.

14. Invenção: Giroscópio

Data de invenção: 1852
Inventor: Leon Foucault


Giroscópio. Fonte: Kenyon College

Leon Foucault foi um físico francês nascido em 1819. Ele é o primeiro a patentear o giroscópio, um projeto que poderia dizer o plano de rotação da Terra, dependendo da latitude de sua localização. Ele nasceu em 1819 e, em 1852, inventou o primeiro giroscópio conhecido.

Levou algum tempo, mas sua abordagem era clara: ele fez um giroscópio de uma bola giratória giratória com um anel pesado. O período de rotação dependia da latitude do local. A técnica por trás da investigação quase não foi fácil de provar, pois as forças de atrito desaceleraram o sistema de fiação.

Essa ideia é comum entre crianças com um giroscópio de brinquedo.

15. Invenção: Dirigível

Data da invenção: 1852
Inventor: Henri Giffard


Dirigível. Fonte: ThoughtCo

Nascido na França em 8 de fevereiro de 1825, Giffard cresceu e se tornou engenheiro e pai de algumas inovações. Ele fez a primeira aeronave, após a qual outros desenvolvimentos se seguiram. Um gás suficiente alimentou o dirigível com uma hélice.

O tamanho deste primeiro dirigível consiste em 125 metros de comprimento e 25 metros de diâmetro. O motor é um tipo de vapor de 3 cavalos de potência. A máquina a vapor foi ligada à hélice e voou dezessete milhas a 5 metros / hora.

Com o passar dos anos, diferentes designs e estruturas de dirigíveis começaram a aparecer. Giffard possuiu esta invenção e se tornou uma nave de vigilância útil para os militares alguns anos depois.

16. Invenção: Planador

Data da invenção: 1854
Inventor: George Cayley


Planador. Fonte: fiddlersgreen
George Cayley nasceu e foi criado em Yorkshire, Inglaterra. Ele é o primeiro engenheiro e inventor conhecido a patentear o planador. Suas habilidades em engenharia aeronáutica facilitaram as coisas para ele durante esse tempo.

Seu primeiro planador foi uma aeronave com membranas, construída como a imagem de um pássaro. Ele viu a necessidade de patentear sua invenção depois de voar com sucesso o planador por alguns quilômetros com alguém no avião no momento do vôo.

Ele morreu pouco depois de patentear o planador e, depois disso, vários desenvolvedores viram a necessidade de melhorar o design do planador. Colaboradores populares depois que George fez o primeiro planador foram Otto Lilienthal e os irmãos Wright.

17. Invenção: Frasco de vácuo

Data da invenção: 1892
Inventor: James Dewar


Frasco de vácuo. Fonte: BBC

Os frascos de vácuo eram populares para conservar líquidos frios. O inventor, James Dewar, é especialista em criogenia, a ciência do frio. Nos últimos tempos, a garrafa térmica tem sido uma parte valiosa de quase todos, ajudando-nos a manter nossos líquidos quentes.

Dewar teve que evitar que os líquidos frios evaporassem, ele tentou vários meios usando diferentes materiais. Ele acabou projetando um vácuo feito com um frasco de parede dupla. Entre a parede de ambos os vidros, não há espaço para ar.

O vácuo garantiu que o líquido armazenado no frasco mantivesse sua temperatura devido à ausência de ar. Outros designs dos frascos de vácuo tinham revestimentos de prata nas paredes de vácuo para evitar a transmissão de calor.

18. Invenção: Gramofone

Data da invenção: 1887
Inventor: Emile Berliner


Gramofone. Fonte: Wikipedia

Emile Berliner não era americano, como algumas pessoas pensam. Ele se mudou de seu país, a Alemanha, para Washington D.C. Muito antes de a música começar a ser gravada em um disco, não havia como ter um reprodutor de música pessoal para tocar suas melhores músicas repetidamente.

Emile parou de gravar em cilindros em 1887, ano em que também o patenteou. Ele fez músicas em discos e complementou com um gramofone para tocar o disco. Um objeto semelhante a uma agulha preso ao braço do gramofone transmitia os sons e vibrações para o gramofone.

Seu gramofone ganhou mais fama depois que ele criou uma empresa e convenceu os artistas a gravar com seus aparelhos.

19. Invenção: Semáforo

Data da invenção: 1868
Inventor: John Knight


Luzes de trânsito. Fonte: Science ABC

Foi um ano para os londrinos esquecerem, pois o número de feridos e mortes causadas por acidentes foi superior a 2.000. Um trabalhador ferroviário, John Knight, propôs um sistema de sinalização nas rotas de transporte. Sua proposta foi apoiada por sua invenção dos primeiros semáforos já feitos.

As luzes se tornaram uma boa pechincha para Knight e o governo. Os semáforos foram usados ​​pela primeira vez nas ruas George e Bridge. As luzes consistem em tipos de cores vermelho e verde para parar e prosseguir com a sinalização respectiva.

Essas luzes não duraram até 1870, mas foram um trampolim para a tecnologia recentemente aprimorada no transporte moderno.

20. Invenção: Telefone

Data da invenção: 1876
Inventor: Alexander Graham Bell


Telefone. Fonte: IMGBIN

Uma das invenções mais notáveis ​​que mudou o mundo e ajudou na comunicação harmoniosa entre as pessoas. Graham Bell nasceu na Escócia, mas se tornou americano mais tarde. Ele é o primeiro cientista a receber a patente pela invenção do telefone.

Apesar de seu incontável número de invenções, Bell adorava ser considerado um professor de surdos. Ele nasceu em 1847, filho de uma professora e mãe organista deficiente. Enquanto crescia, ele não se via como um aluno brilhante, mas tinha talento para resolver problemas.

Certa vez, ele fez um removedor de casca para o pai de seu amigo, que trabalha em uma fazenda de trigo.

21. Invenção: Arruela de carpete

Data da invenção: 1876
Inventor: Melville Bissell


Máquina de lavar carpete. Fonte: Bissell

Melville nasceu em Michigan e era um comerciante na época em que inventou a máquina de lavar carpete. Ele é dono de uma loja de utensílios de mesa com sua esposa, Anna. Antes da revolução industrial, os pisos eram feitos de material de madeira ou cimento, por isso era fácil de trocar e limpar com vassouras.

Quando os tapetes e carpetes começaram a vender, e bater o tapete era uma tarefa tão difícil, houve a necessidade de projetar um limpador para eles. A loja de Melville foi coberta com carpete e todos os produtos vieram em caixas de madeira que contêm serragem. A serragem se espalharia por toda parte e se tornou uma preocupação para Anna.

Melville fez um limpador de carpete para ela, para que seus negócios funcionassem sem problemas. Ele fez para ela uma caixa de madeira aberta com rodas que são empurradas com a ajuda de uma longa alça.

22. Invenção: Motocicleta

Data da invenção: 1885
Inventor: Gottlieb Daimler


Motocicleta. Fonte: Wired
O desenvolvimento do primeiro motor de combustão que funcionava sobre duas rodas e duas outras rodas de suporte foi obra do engenheiro alemão Gottlieb. Ele patenteou sua invenção de impulsionar um veículo de madeira com motor a combustão sobre rodas em 1885. As duas rodas adicionadas para suporte fizeram as pessoas condenarem a motocicleta.

O motor de combustão era do tipo a gasolina de quatro tempos. Production of motorcycles followed shortly after the invention of the bicycle. Gottlieb’s son was first to ride the motorcycle for nearly 10km. The support wheels on the first motorcycle would later be removed after recent improvements from other contributors.

23. Invention: Escalator

Date of Invention: 1892
Inventor: Jesse Reno


Escalator. Source: untappedcities.com

The history of escalators could be traced back to the amusement park, where it first started for amusement purposes. A similar design that relates to Reno’s escalator was a machine designed in 2859. His escalator is a transport aid machine that works on a conveyor belt.

Its primary function is to move people from one height or distance to the other. Jesse Reno received the due credit for inventing the machine like this in 1892, a time where the industrial revolution was shaping Europe and America. It promoted urbanization and productivity as it is widely used today.

Reno’s novelty ride at Coney Island was created in 1895, designed from the original design.

24. Invention: Roller Coaster

Date of Invention: 1898
Inventor: Edwin Prescott


Roller coaster. Source: popsci

One of the major attractions in any amusement park to date is still the roller coaster. Some kids usually have the best time of their lives when they’re on a rollercoaster ride. The history of this fun machine is a simple science of centrifugal force, coined out by Edwin Prescott, a specialist in mechanics who hails from South Dakota.

It was first named the centrifugal railway when it was invented in 1898. It was dependent on centrifugal force and a loop that only allows 4 to 5 riders every 5 minutes.

The improved machines followed suit after Edwin’s.

25. Invention: Diesel Engine

Date of Invention: 1893
Inventor: Rudolf Diesel


Diesel engine. Source: DieselNet

Having studied engineering at the Munich Polytechnic Institute, Rudolf Diesel was a talented German engineer who grew up in France. His initial aim of inventing the diesel engine was to assist small business owners. Today, diesel engines are preferred in some parts of the world for major automobile producers.

The majority of the trucks and heavy-duty vehicles park on diesel engines, even plants. It is widely accepted by industrialists nowadays. Before inventing the diesel engine, he once worked as a thermodynamics engineer in France. This invention took helped the 1st and second industrial revolution era.

It cannot be erased from the history of innovations, save for Diesel’s death.

26. Invention: Automobile

Date of Invention: 1885
Inventor: Karl Benz


Automobile. Source: Pinterest

One of the world’s largest automobile brand to date started in Germany and are still relevant. The history of vehicles or automobiles could be traced back to 1885 when Karl Benz took it upon himself to design a life-changing motor, powered by a combustion engine. The patent for inventing the automobile was received in 1886.

He built all the parts of the automobile himself, including the spark plugs, carburetor, gear, clutch, ignition, and water radiator.

The first automobile to be produced by Karl Benz was a three-wheel vehicle called Motorwagen. The combustion engine depended on hydrocarbon to start. He also built the first-ever known four-wheeled vehicle in 1891 and started his business, which he called Benz and Company. He’s the first recognized, licensed driver in the world.

27. Invention: Barbed Wire

Date of Invention: 1868
Inventor: Michael Kelly


Barbed wire. Fonte: Wikipedia

Recent tales about how the barbed wire came into existence were traced to different inventors and contributors, but one known man was the brain behind this innovation. Michael Kelly was granted a patent of the barbed wire invention in 1868. Nowadays, barbed wires are used for fencing houses more than farmlands.

Barbed wires were handy in the 1800s it changed things in the west in its early days. Wires were used for fencing farmlands when wooden fences were expensive to afford.

It was essential to fence one’s farmland back then else, livestock will eat up the crops. On the other hand, lumber was short on supply deforestation would be on a high demand if wooden fences continued. Kelly turned things around with his invention.

The method of fencing was changed from wooden fences to wired fencing when barbed wire became common in the west.

28. Invention: Stapler

Date of Invention: 1841
Inventor: Samuel Slocum


Stapler. Fonte: Wikipedia
Pins are not only used for pushing threads into clothes, when the first set of conventional pins were made in 1835, little did we know that everything came to fall in place for today’s purpose. Slocum invented the pin making machine the pins came in solid heads and were used to tack a joint or make something firm. His eagerness to get pins stocked to papers led to his staple invention.

The essence of making the stapler was to create a machine that forces pins into paper from a grooved in a plate. The first stapler looks very different from what we know now. It was solely used for holding papers together when papers became everyone’s writing material.

29. Invention: Portland Cement

Date of Invention: 1824
Inventor: Joseph Aspdin


Portland cement. Source: Edubilla

Joseph Aspdin is an Englishman who grew up as a bricklayer to become a builder later in life. He is the first to patent a chemical process known for making Portland cement. This is one of the inventions that shook the world it came at the right time it was needed.

Portland cement is one essential substance needed for every construction. The chemical process involved stirring clay and limestone together to almost 1,400 degrees centigrade. It is later grinded to powder and mixed with sand to make a concrete, mix with sand and gravel.

The first major construction built with Portland cement is the Thames Tunnel, later it was used to build the London sewage system. After these, it was widely accepted.

30. Invention: Tin Can

Date of Invention: 1810
Inventor: Peter Durand


Tin can. Source: Interesting Enginnering

The tin can was first invented in 1810 it is surprising and unusual how well it has helped in food preservation and drinks storage in modern days. Little did Peter Durand knew he was doing the world a great favor when he first invented the tin can. The first company to produce tin can in quantities came after it was first developed.

John Hall and Bryan Dorkin took credit for mass production of the tin can, but they weren’t adequate to go round. Decades later, Henry Evans made a faster machine that could double the output. Durand’s tin can was hard to open, except if you have a hammer to bust it open.

Subsequent production had to focus on thinner walls and a key can opener that can still be found in modern cans like that of sardines.


Conteúdo

The dates listed in this section refer to the earliest evidence of an invention found and dated by archaeologists (or in a few cases, suggested by indirect evidence). Dates are often approximate and change as more research is done, reported and seen. Older examples of any given technology are found often. The locations listed are for the site where the earliest solid evidence has been found, but especially for the earlier inventions, there is little certainty how close that may be to where the invention took place.

Lower Paleolithic Edit

The Lower Paleolithic period lasted over 3 million years, and corresponds to the human species prior to the emergence of Homo sapiens. The original divergence between humans and chimpanzees occurred 13 (Mya), however interbreeding continued until as recently as 4 Ma, with the first species clearly belonging to the human (and not chimpanzee) lineage being Australopithecus anamensis. This time period is characterized as an ice age with regular periodic warmer periods – interglacial episodes.

  • 3.3-2.6 Mya: Stone tools – found in present-day Kenya, they are so old that only a pre-human species could have invented them. [3] The otherwise earliest known stone tools (Oldowan) were found in Ethiopia[4] developed perhaps by Australopithecus garhi ou Homo habilis[5][6]
  • 2.3 Mya: Earliest likely control of fire and cooking, by Homo habilis[7][8][9]
  • 1.76 Mya: Advanced (Acheulean) stone tools in Kenya by Homo erectus[10][11]
  • 1.5 Mya: Bone tools in Africa. [12]
  • 900-40 kya: Boats. [13][14]
  • 500 kya: Hafting in South Africa. [15]
  • 400 kya: Pigments in Zambia[16]
  • 400-300 kya: Spears in Germany[17][18] likely by Homo heidelbergensis
  • 350-150 kya: Estimated origin of language[19]

Middle Paleolithic Edit

The dawn of Homo sapiens around 300 kya coincides with the start of the Middle Paleolithic period. Towards the middle of this 250,000-year period, humans begin to migrate out of Africa, and the later part of the period shows the beginning of long-distance trade, religious rites and other behavior associated with Behavioral modernity.

  • c. 320 kya: The trade and long-distance transportation of resources (e.g. obsidian), use of pigments, and possible making of projectile points in Kenya [20][21][22]
  • 279 kya: Early stone-tipped projectile weapons in Ethiopia [23]
  • c. 200 kya: Glue in Central Italy by Neanderthals. [24] More complicated compound adhesives developed by Homo sapiens have been found from c. 70 ka Sibudu, South Africa [25] and have been regarded as a sign of cognitive advancement. [26]
  • 170-83 kya: Clothing (among anatomically modern humans in Africa). [27] Some other evidence suggests that humans may have begun wearing clothing as far back as 100,000 to 500,000 years ago. [28]
  • 164-47 kya: Heat treating of stone blades in South Africa. [29]
  • 135-100 kya: Beads in Israel and Algeria[30]
  • 100 kya: Compound paints made in South Africa [31][32][33]
  • 100 kya: Funerals (in the form of burial) in Israel [34]
  • 90 kya: Harpoons in the Democratic Republic of the Congo. [35]
  • 77 kya: Beds in South Africa [36]
  • 70-60 kya: Oldest arrows (and evidence of bow-and-arrow technology), and oldest needle, at Sibudu, South Africa [37][38][39][40][41]

Upper Paleolithic to Early Mesolithic Edit

50 ka has been regarded by some as the beginning of behavioral modernity, defining the Upper Paleolithic period, which lasted nearly 40,000 years (though some research dates the beginning of behavioral modernity earlier to the Middle Paleolithic). This is characterized by the widespread observation of religious rites, artistic expression and the appearance of tools made for purely intellectual or artistic pursuits.

  • 49-30 ka: Ground stone tools – fragments of an axe in Australia date to 49-45 ka, more appear in Japan closer to 30 ka, and elsewhere closer to the Neolithic. [42][43]
  • 47 ka: The oldest-known mines in the world are from Swaziland, and extracted hematite for the production of the red pigment ochre. [44][45]
  • 45 ka: Shoes, as evidenced by changes in foot bone morphology in Eurasia [46] Bark sandals), dated to 10 to 9 ka were found in Fort Rock Cave in the US state of Oregon in 1938. [47] Oldest leather shoe (Areni-1 shoe), 5.5 ka. [48]
  • 44–42 ka: Tally sticks (see Lebombo bone) in Swaziland[49]
  • 43.7 ka: Cave painting in Indonesia[50][51]
  • 37 ka: Mortar and pestle in Southwest Asia[52]
  • 36 ka: Weaving – Indirect evidence from Czechia, [53]Georgia[54] and Moravia. [55] The earliest actual piece of woven cloth was found in Çatalhöyük, Turkey. [56][57]
  • 35 ka: Flute in Germany [58]
  • 33-10 ka: Star chart in France[59] and Spain[60]
  • 28 ka: Rope[61]
  • 28 ka: Phallus in Germany [62]
  • 26 ka: Ceramics in Europe [63]
  • 23 ka: Domestication of the Dog in Siberia. [64]
  • 19 ka: Bullroarer in Ukraine[65]
  • 16 ka: Pottery in China[66]
  • 14.5 ka: Bread in Jordan [67][68]

The end of the Last Glacial Period ("ice age") and the beginning of the Holocene around 11.7 ka coincide with the Agricultural Revolution, marking the beginning of the agricultural era, which persisted until the industrial revolution.

Neolithic and Late Mesolithic Edit

During the Neolithic period, lasting 8400 years, stone remained the predominant material for toolmaking, although copper and arsenic bronze were developed towards the end of this period.

  • 12-11 ka: Agriculture in the Fertile Crescent[69][70]
  • 12–11 ka: Domestication of sheep in Southwest Asia[71][72] (followed shortly by pigs, goats and cattle)
  • 11-8 ka: Domestication of rice in China[73]
  • 11 ka: Constructed stone monument – Göbekli Tepe, in Turkey[74]
  • 9000 BC: Mudbricks, and clay mortar in Jericho. [75][76][77]
  • 8000–7500 BC: Proto-city – large permanent settlements, such as Tell es-Sultan (Jericho) and Çatalhöyük, Turkey. [78]
  • 7000 BC: Alcohol fermentation – specifically mead, in China [79]
  • 7000 BC: Sled dog and Dog sled, in Siberia. [80]
  • 7000 BC: Tanned leather in Mehrgarh, Pakistan.
  • 6500 BC: Evidence of lead smelting in Çatalhöyük, Turkey[81]
  • 6000 BC: Kiln in Mesopotamia (Iraq) [82]
  • 6th millennium BC: Irrigation in Khuzistan, Iran[83][84]
  • 6000-3200 BC: Proto-writing in present day Egypt, Iraq, Serbia, China and Pakistan. [85]
  • 5000 BC: Copper smelting in Serbia[86]
  • 5000 BC: Seawall in Israel[87]
  • 5th millennium BC: Lacquer in China [88][89]
  • 5000 BC: Cotton thread, in Mehrgarh, Pakistan, connecting the copper beads of a bracelet. [90][91][92]
  • 5000–4500 BC: Rowing oars in China [93][94]
  • 4500–3500 BC: Lost-wax casting in Israel[95] or the Indus Valley[96]
  • 4400 BC: Fired bricks in China. [97]
  • 4000 BC: Probable time period of the first diamond-mines in the world, in Southern India. [98]
  • Around 4000 BC: Paved roads, in and around the Mesopotamian city of Ur, Iraq. [99]
  • 4000 BC: Plumbing. The earliest pipes were made of clay, and are found at the Temple of Bel at Nippur in Babylonia. [100] Earthen pipes were later used in the Indus Valley c. 2700 BC for a city-scale urban drainage system, [101] and more durable copper drainage pipes appeared in Egypt, by the time of the construction of the Pyramid of Sahure at Abusir, c.2400 BCE. [102]
  • 4000–3500 BC: Wheel: potter's wheels in Mesopotamia and wheeled vehicles in Mesopotamia (Sumerian civilization), the Northern Caucasus (Maykop culture) and Central Europe (Cucuteni–Trypillia culture). [103][104][105]
  • 3630 BC: Silk garments (sericulture) in China [106]
  • 3500 BC: Domestication of the horse in the Eurasian Steppes. [107][108][109]
  • 3500 BC: Wine as general anesthesia in Sumer. [110]
  • 3500 BC: Seal (emblem) invented around in the Near East, at the contemporary sites of Uruk in southern Mesopotamia and slightly later at Susa in south-western Iran during the Proto-Elamite period, and they follow the development of stamp seals in the Halaf culture or slightly earlier. [111]
  • 3400-3100 BC: Tattoos in southern Europe [112][113]

Edição da Idade do Bronze

The beginning of bronze-smelting coincides with the emergence of the first cities and of writing in the Ancient Near East and the Indus Valley. The Bronze Age is taken as a 2000-year long period starting in 3300 BC and ending in 1300 BC.

  • 3300 BC: City in Sumer.
  • 3300 BC: Writing – Cuneiform in Sumer, Mesopotamia (Iraq) [114]
  • 3300 BC: Copper-tin bronze in Sumer.
  • Before 3200 BC: dry Latrines in the city of Uruk, Iraq, with later dry squat Toilets, that added raised fired brick foot platforms, and pedestal toilets, all over clay pipe constructed drains. [115][116][117]
  • 3200 BC: Sailing in ancient Egypt[118][119]
  • Before 3000 BC: Devices functionally equivalent to dice, in the form of flat two-sided throwsticks, are seen in the Egyptian game of Senet. [120] Later, terracotta dice resembling modern ones were used at the Indus Valley site of Mohenjo-Daro (Pakistan). [121]
  • 3000 BC: Tin extraction in Central Asia[122]
  • 3000 BC: Bronze in Mesopotamia [123]
  • 3000-2560 BC: Papyrus in Egypt [124][125][126]
  • 3000 BC: Comb in Persia. [127]
  • 3000 BC: Reservoir in Girnar, Indus Valley (India). [128]
  • 3000 BC: Distillation in Indus Valley (modern-day Pakistan). [129]
  • 3000 BC: Sea-going ships by Austronesians (modern-day Southern China, Taiwan) [130][131][132]
  • 3000 BC: Receipt in Ancient Mesopotamia (Iraq) [133]
  • 2800 BC: Latest possible data for invention of ploughing, Kalibangan, Indus Valley (India). [134]
  • c. 2600 BC: Planned city in Indus Valley (India, Pakistan). [135][136]
  • By 2650 BC: The Ruler, or Measuring rod, in the subdivided Nippur, copper rod. Shell, Terracotta, Copper, and Ivory rulers were in use by the Indus Valley Civilisation in what today is Pakistan, and North West India, prior to 1500 BCE. [137]
  • c. 2600 BC: Public sewage and sanitation systems in Indus Valley sites such as Mohenjo-Daro and Rakhigarhi. [138]
  • c. 2600 BC: Public bath in Mohenjo-daro, Indus Valley (Pakistan). [139]
  • 2600 BC: Levee in Indus Valley (India, Pakistan). [140]
  • By 2556 BC: Docks in either Egypt or the Indus Valley. A harbor structure has been excavated in Wadi al-Jarf, which is believed to have been developed during the reign of the Pharaoh Khufu (2589–2566 B.C). [141][126] A competing claim is from Lothal dockyard in India, [142][143][144][145][146] constructed at some point between 2400-2000 BC [147] however, more precise dating does not exist.
  • 3000-2500 BC: Rhinoplasty in Egypt. [148][149]
  • 2500 BC: Puppetry in the Indus Valley. [150][151]
  • 2500 BC: Dictionary in Mesopotamia
  • c. 2400 BC: Copper pipes, the Pyramid of Sahure, and adjoining temple complex at Abusir, was discovered to have a network of copper drainage pipes. [102]
  • after 2400 BC: Protractor in Lothal, Indus Valley (Present day India). [152][153]
  • after 2400 BC: Weighing scales in Lothal, Indus Valley (India). [154]
  • 2400 BC: Touchstone in the Indus Valley site of Banawali (India). [155]
  • Around 2000 BC: Water clock by at least the old Babylonian period (c. 2000 – c. 1600 BC), [156] but possibly earlier from Mohenjo-Daro in the Indus Valley. [157]
  • 2000 BC: Musical notation in Sumer[158]
  • 2000 BC: Chariot in Russia and Kazakhstan[159]
  • 2000 BC: Glass in Ancient Egypt[160]
  • 2000 BC: Fountain in Lagash, Sumer (modern Iraq)
  • By at least 1500 BC: Sundial in Babylonia.
  • 1500 BC: Seed drill in Babylonia[161]
  • 1500 BC: Scissors in Ancient Egypt[162]
  • before 1400 BC: Rubber, Mesoamerican ballgame. [163][164]
  • 1300 BC: Lathe in Ancient Egypt [165]
  • 1400-1200 BC: Concrete in Tiryns (Mycenaean Greece). [166][167] Waterproof concrete was later developed by the Assyrians in 688 BC, [168] and the Romans developed concretes that could set underwater. [169] The Romans later used concrete extensively for construction from 300 BC to 476 AD. [170]

Idade do Ferro Editar

The Late Bronze Age collapse occurs around 1300-1175 BC, extinguishing most Bronze-Age Near Eastern cultures, and significantly weakening the rest. This is coincident with the complete collapse of the Indus Valley Civilisation. This event is followed by the beginning of the Iron Age. We define the Iron Age as ending in 510 BC for the purposes of this article, even though the typical definition is region-dependent (e.g. 510 BC in Greece, 322 BC in India, 200 BC in China), thus being an 800-year period.

It's worth noting the uncertainty in dating several Indian developments between 600 BC and 300 AD, due to the tradition that existed of editing existing documents (such as the Sushruta Samhita and Arthashastra) without specifically documenting the edit. Most such documents were canonized at the start of the Gupta empire (mid-3rd century AD).


Press Room

NASA is synonymous with space exploration, astronauts and moon landings. This federal agency is made up of a team of scientists who are constantly studying and experimenting to make advances in the fields of aeronautics and aerospace research. That quest for innovation has led to the invention of some common products that many of us use every day. The list may surprise you.

Insulation

Mylar, a heat-reflecting plastic shield coated in aluminum, was designed by NASA in the 1950&rsquos to protect spacecrafts from the sun&rsquos heat. The intense fluctuations in cold and heat experienced in space made it extremely difficult to regulate the temperature of the space shuttle and the astronauts on board. Mylar insulation solved the issue. An integral component in spaceship and spacesuit design, Mylar has been incorporated into our lives in a variety of ways. Most insulation used by residential and commercial contractors is Mylar based. A somewhat less expected use of the product involves marathons. The silver blankets that you see wrapped around finishers of marathons all over the world is made from Mylar. The insulation provides the perfect solution for exhausted athletes who can quickly develop hypothermia after completing a race.

Cordless vacuum

When they were looking for a self-contained, portable drill to cut core samples on the moon, NASA reached out to Black and Decker. The company had already designed a line of cordless tools, but the products needed a little tweaking. The push from NASA was enough to refine the quality and battery life of these power tools. Black and Decker used the improved technology to create the first cordless vacuum, which they named the Dustbuster.

Super Soaker

Invented by a former NASA engineer, this amped up water gun quickly became a fan favorite of adolescent boys everywhere. Lonnie Johnson worked on NASA&rsquos Galileo mission to Jupiter before leaving the agency to develop the Super Soaker. These incredibly powerful water cannons helps kids all over the country drench their opponents faster and further than ever before.

Memory foam

Also known as Temper Foam, this mattress innovation was stumbled on when NASA was contracted to improve crash cushioning and seat cushions for airplane pilots and passengers. With extensive commercial uses, Memory foam was initially designed to make landings safer for astronauts. Doctors use this absorbent foam to reduce pressure on body parts and reduce friction on prosthetic limbs.

Scratch resistant glasses

Space can be a dusty and dirty place. NASA engineers needed to find a way to keep those dirt particles from destroying the astronaut&rsquos space helmets and equipment. A substance called diamond-like carbon, or DLC, was developed to provide a protective film over the helmet visors. The Foster-Grant sunglass company recognized that this innovation could improve the quality of their glasses. They teamed up with NASA and created a plastic coating that creates a barrier which is 10 times more scratch-resistant than traditional plastic lenses.

Treadmill

Astronauts spend extensive periods of time in zero-gravity environments. Long term weightlessness can lead to muscle atrophy and a decrease in bone density. For this reason, astronauts must exercise regularly and extensively while in space. NASA engineers created treadmills and other workout machines to allow the astronauts to work out while on their space missions. The cardiovascular equipment that we all use at the gym was developed based on NASA&rsquos inventions.

Invisible braces

When you think of heat-seeking missiles, you don&rsquot typically think of braces. NASA developed transparent polycrystalline alumina (TPA), the material that invisible braces are made from, when searching for an incredibly durable yet lightweight component to help track missiles it was building. A company called Ceradyne used that technology to create the braces that are seen on teenagers all over the country. Stronger than steel and translucent, this aesthetically pleasing invention is a big improvement over the traditional stainless steel &lsquometal mouth&rsquo look of its predecessor.

Infrared ear thermometer

The invention of the infrared sensors created by NASA used to get temperature readings of celestial objects in space was a significant advancement in space research. Medical researchers recognized the value of this technology and used it to develop the optical sensor used in today&rsquos ear thermometers. When placed in the ear, they provide a rapid temperature reading. These thermometers are less invasive and more accurate than the mercury thermometers used in the past.

Water filters

Water filtration devices have been around since the 1950&rsquos. Bulky and time-consuming, these products were not useful to astronauts on board a space craft. NASA engineers developed a portable and compact device that could kill and filter out any bacteria present in the astronaut&rsquos water supply. These advancements in water filtration are used by companies to provide clean water to millions of people every day.

The next time you reach for your sunglasses or get into a water gun fight, take a second to give a &lsquothanks&rsquo to the NASA engineer who helped invent them.


9 Things Invented For Military Use That You Now Encounter In Everyday Life

A surprising number of military inventions have found their ways into our civilian lives. Here are just a few military-turned-everyday items.

1. GPS

When you rely on the GPS app on that Android phone to keep yourself from getting lost, you’re using the same Global Positioning System satellites set up by the U.S. Department of Defense in the early 1990s. At President Clinton’s behest, the system became available to civilian users in 1996.

2. Freeze drying

Dippin’ Dots, anyone? The technology that’s now used to make freeze-dried ice cream was first used widely during World War II as a way of preserving medical supplies that otherwise required refrigeration.

3. EpiPen

EpiPens, the auto-injecting syringes that allow you to give yourself a quick shot of epinephrine to stave off an allergic reaction, sprung from a similar device designed to protect soldiers from nerve agents and chemical weapons.

4. Cargo pants

British soldiers began sporting cargo pants in the 1930s because they offered a convenient way to carry vital military gear like ammunition. American troops adopted them just a few years later, and the general public began to wear them in the 1990s.

5. Duct tape

In 1942, duct tape was invented for the military as a way to seal ammunition cases so that water couldn’t get in. Soldiers during WWII quickly realized that it worked well for fixing army gear, too.

6. Jerrycan

You know those canisters you use in order to get gasoline to put in your lawnmower? They were initially developed for the German military in the 1930s.

7. Jeep

The Jeep has come a long way since it was first manufactured for American troops to use on reconnaissance missions in WWII. Now celebrating its 70th anniversary, some new models of the world’s oldest SUV come equipped with luxuries such as leather-wrapped steering wheels, DVD players, and touchscreen media consoles.

8. Computers

ENIAC, the first electronic computer that was capable of being programmed to serve many different purposes, was designed for the U.S. military during WWII. The army paid for the computer to be built so they could use it in their Ballistic Research Laboratory.

9. Microwave


2. Plastic Surgery

The British sailor Walter Yeo, before and after Harold Gillies’s groundbreaking skin graft. Source: Wikimedia Commons

During the height of World War I, a young British sailor named Walter Yeo was wounded horribly in the 1916 Battle of Jutland. His upper and lower eyelids were burned off. Nearly a year later, he found himself in a facial injury ward started by the father of modern plastic surgery, Harold Gillies.

A native of New Zealand, Gillies had come to Europe as part of the Royal Army Medical Corps. In 1917, he performed what is known as the world’s first plastic surgery, grafting a flap of skin over Yeo’s disfiguring wounds.