1 de junho de 1943

1 de junho de 1943

1 de junho de 1943

Junho

1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Guerra no mar

Submarino alemão U-418 afundado com todas as mãos fora do Cabo Ortegal

Mediterrâneo

Pantelleria atacada pelo ar e pelo mar



Eventos históricos em julho de 1943

    3º dia de batalha em Kursk: alemães ocupam Dubrova Erich Hartmann atira em 7 aeronaves russas no Kursk Liberator bombardeiros afundam U-517 Submarino alemão U-951 afundado por cargas de profundidade, próximo ao Cabo de São Vicente, no Atlântico Norte, 4º dia de batalha em Kursk: O modelo geral usa a última reserva do tanque

Reunião de interesse

8 de julho O líder do Nationaal-Socialistische Beweging (Movimento Nacional Socialista Holandês), Anton Mussert, encontra-se com Heinrich Himmler

    Frota de invasão dos EUA passa Bizerta Tunísia 5º dia de batalha em Kursk: alemães ocupam Verchopenje Ataque aéreo britânico afunda U-435 6º dia de batalha em Kursk Forças americanas, britânicas e canadenses invadem a Sicília na Segunda Guerra Mundial (Operação Husky) 7º dia de batalha em Kursk

Evento de Interesse

11 de julho Contra-ataque pela divisão blindada de Hermann Goering na Sicília

    A 45ª Divisão dos EUA ocupa o aeroporto Comiso Sicília US 82. Divisão Aerotransportada atingida por "fogo amigo" na Sicília. Massacres de poloneses na Volhynia. Batalha de Kolombangara (Segunda Batalha do Golfo de Kula) O Comitê Nacional Freies Deutschland se forma

Evento de Interesse

12 de julho Papa Pio XII recebe o embaixador alemão, barão von Weizsacker

    Ofensiva soviética em Orel Segunda Guerra Mundial: Batalha de Prokhorovka - os russos derrotam as forças alemãs em uma das maiores batalhas de tanques 11º Jogo de Beisebol All Star: AL vence por 5-3 em Shibe Park, Filadélfia A maior batalha de tanques da história termina com a derrota da Rússia de Alemanha em Kursk, quase 6.000 tanques participam, 2.900 perdidos por bombas da RAF da Alemanha Base de foguetes da Alemanha em Peenemünde

Evento de Interesse

20 de julho Chefes de Estado-Maior dos EUA questionam o almirante Chester Nimitz sobre o desembarque na Ilha Gilbert

Filme Premier

21 de julho & quotStormy Weather & quot, dirigido por Andrew L. Stone, estrelado por Bill Robinson, Lena Horne e Fats Waller cantando & quotAin't Misbehavin '& quot estreia nos EUA

Evento de Interesse

22 de julho As forças dos EUA lideradas pelo General George S. Patton libertam Palermo, na Sicília

    Batalha de Koersk, URSS termina com derrota nazista (6.000 tanques) 45ª Divisão de Infantaria dos EUA ocupa a costa norte da Operação Termini Gomorra: RAF começa a bombardear Hamburgo (até 3 de agosto), criando uma tempestade de fogo e matando 42.600 pessoas. Primeiro navio de guerra com o nome de um afro-americano lançado - USS Leonard Roy Harmon, um contratorpedeiro da classe Buckley

Queda de Benito Mussolini

25 de julho Benito Mussolini demitido como primeiro-ministro italiano e preso sob a autoridade do rei Victor Emmanuel III

    Grupo de oposição Zwaantje se forma em Delfzijl RAF bombardeia fábrica de aviões Fokker em Amsterdã, Tishmoningo, Oklahoma (recorde estadual) Grupo de comando de Otto Skorzeny chega em Roma 772 Bombardeiros britânicos atacam Hamburgo

Evento de Interesse

28 de julho O ditador fascista italiano Benito Mussolini renuncia


Estabelecimento de relações diplomáticas, 1778.

As relações diplomáticas foram estabelecidas em 6 de agosto de 1778, quando Conrad Alexandre Gérard apresentou ao Congresso suas credenciais como Ministro-Plenipotenciário e Cônsul-Geral da França. Benjamin Franklin foi nomeado o primeiro ministro plenipotenciário dos EUA na França em 14 de setembro de 1778 e foi credenciado pelo governo francês em 23 de março de 1779.

Estabelecimento da missão diplomática americana na França, 1779.

Uma missão diplomática americana em Paris foi estabelecida pela primeira vez em 23 de março de 1779, quando Benjamin Franklin apresentou ao tribunal francês sua carta de crédito como Ministro-Plenipotenciário.

Diplomatic Relations Interrupted, 1798.

Em 7 de julho de 1798, após o chamado "caso XYZ", o Congresso dos EUA revogou os tratados de 1778 e uma convenção consular pré-existente. Os franceses, no entanto, não aceitaram a revogação como juridicamente vinculativa até depois da ratificação do Tratado de Amizade e Comércio de 1800.

Retomada das relações diplomáticas e culturais com a França, 1801.

Após a eclosão da quase-guerra, os Estados Unidos e a França assinaram um Tratado de Amizade e Comércio em 30 de setembro de 1800 (também conhecido como Tratado de Morfontaine), que foi revisado e posteriormente ratificado por ambos os lados em 31 de julho de 1801 .

Elevation of American Legation to Embassy Status, 1893.

A legação americana em Paris foi elevada à condição de embaixada em 8 de abril de 1893. James B. Eustis, que serviu como enviado extraordinário e ministro plenipotenciário desde 20 de março de 1893, foi o primeiro embaixador americano na França. Ele continuou a servir como embaixador até ser chamado de volta em 24 de maio de 1897.

Embaixador americano separado do governo francês, 1940.

A Alemanha invadiu a França em 15 de maio de 1940 e, com o colapso da resistência francesa, o governo francês deixou Paris em 10 de junho para seguir para Bordéus. O embaixador americano, William C. Bullitt, permaneceu em Paris para supervisionar a evacuação de civis americanos e britânicos, enquanto o pessoal da embaixada americana acompanhava o governo francês. O Secretário de Estado dos Estados Unidos, Cordell Hull, designou Anthony J. Drexel Biddle, Jr., em 13 de junho, como Embaixador Adjunto do Governo dos Estados Unidos próximo à sede do Governo Francês, cargo que desempenhou até 24 de junho, quando o Departamento o instruiu a sair França e reassumiu suas funções como embaixador do governo polonês no exílio. Após a ocupação de Bordéus, o pessoal da embaixada mudou-se com o governo francês para as vizinhanças de Clermont-Ferrand, onde Bullitt se juntou a ela por volta de 29 de junho, antes de partir em 11 de julho.

Mudança da embaixada americana para Vichy, 1940.

Em 16 de junho de 1940, o primeiro-ministro francês Paul Reynaud renunciou em favor do marechal Henri Philippe Pétain, que solicitou termos de armistício da Alemanha e supervisionou a rendição da França em 22 de junho de 1940. Em 10 de julho de 1940, o Parlamento francês se reuniu em Vichy e concedeu poderes plenos e extraordinários ao Marechal Pétain, incluindo o poder de redigir uma nova Constituição. A embaixada americana se mudou para perto da sede do novo regime de Vichy no verão de 1940. William D. Leahy apresentou suas credenciais como Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário do Governo Francês em Vichy em 8 de janeiro de 1941, cargo que ocupou até 1º de maio, 1942.

Relações diplomáticas interrompidas pela França, 1942.

A França de Vichy rompeu relações diplomáticas com os Estados Unidos em 8 de novembro de 1942, quando o primeiro-ministro Pierre Laval informou ao encarregado dos EUA em Vichy, S. Pinkney Tuck, sobre a decisão de seu governo. Esta decisão francesa seguiu a invasão anglo-americana do norte da África francesa.

Reconhecimento limitado dos EUA do Comitê Francês de Libertação Nacional, 1943.

Em 3 de junho de 1943, o Comitê Francês de Libertação Nacional (FCNL) foi estabelecido em Argel sob a liderança dos co-presidentes Charles de Gaulle e Henri Giraud. Em 24 de agosto de 1943, o presidente Roosevelt instruiu o secretário de Estado interino Adolf A. Berle a encaminhar uma mensagem ao ministro dos EUA, Robert D. Murphy (representante pessoal de Roosevelt em Argel), que seria distribuída aos membros da FCNL dois dias depois. A mensagem anunciava que o governo dos EUA "reconhece o Comitê Francês de Libertação Nacional como administrando os territórios que reconhecem sua autoridade". A mensagem, no entanto, "não constituía o reconhecimento de um governo da França ou do Império Francês pelo Governo dos Estados Unidos", mas significava "o reconhecimento do Comitê Francês de Libertação Nacional como funcionando dentro de limitações específicas durante a guerra, ”Depois do qual“ o povo da França ... procederá no devido tempo para selecionar seu próprio governo e seus próprios funcionários para administrá-lo ”.

Reconhecimento dos EUA do Governo Provisório da República Francesa, 1944.

Em 16 de maio de 1944, o Representante Americano em Exercício na FCNL em Argel, Selden Chapin, informou ao Secretário Hull que a Assembleia Consultiva Provisória da FCNL havia aprovado uma resolução unânime no sentido de que a FCNL seria agora referida como o Governo Provisório do República Francesa (PGFR). Em 19 de outubro de 1944, o Secretário Hull informou ao Representante Americano na FCNL, Jefferson Caffery, que o Presidente havia decidido reconhecer a PGFR como "a autoridade de facto estabelecida em Paris sob a liderança do General De Gaulle, na época de [ o] anúncio dos franceses da criação de uma zona do interior ”. Em 23 de outubro de 1944, o Departamento de Estado emitiu um comunicado à imprensa anunciando o reconhecimento do PGFR pelo governo dos EUA, e que Caffery assumiria o cargo de Embaixador dos EUA na França. No mesmo dia, em Paris, Caffery e representantes dos governos britânico, soviético e canadense receberam o ministro das Relações Exteriores da França, Georges Bidault. Eles lhe enviaram cartas estendendo o reconhecimento diplomático de seus governos e Bidault retribuiu reconhecendo-os como embaixadores devidamente credenciados na França.

Reabertura da Embaixada Americana em Paris, 1944.

Após a libertação de Paris no final do verão de 1944, a Embaixada Americana em Paris foi reaberta ao público em 1 de dezembro de 1944. Jefferson Caffery foi nomeado Embaixador na França em 25 de novembro de 1944, e estava encarregado enquanto aguardava a apresentação de sua carta de crédito, ocorrida em 30 de dezembro de 1944.


Junho de 1939 - junho de 1943

Concluído em 1925, o neoclássico War Memorial Auditorium foi talvez a sala de espetáculos mais elegante de Nashville. Durante seu período no War Memorial, o Opry começou a cobrar entrada - 25 centavos por pessoa.

No entanto, os fãs desordeiros de Opry acabaram se desgastando e o Opry foi forçado a encontrar um novo local, mas o show voltaria por um breve período décadas depois. Quando o Grand Ole Opry House foi devastado por uma enchente em maio de 2010, o War Memorial reabriu suas portas para o Opry por um período enquanto os reparos eram feitos.


História da Bielo-Rússia


Minsk no início do século 20
Rua Gubernatorskaya

A história da Bielorrússia remonta à Idade da Pedra. Esta linha do tempo da Bielo-Rússia mostra como os eventos históricos da Bielo-Rússia moldaram o país hoje.

Bielo-Rússia na Idade da Pedra (100.000-3.000 aC)

Os primeiros sinais de assentamentos na antiga Bielo-Rússia datam de aproximadamente 100.000-35.000 anos.

Os assentamentos mais significativos da Idade da Pedra foram descobertos na região de Gomel. Sítios descobertos desde o período Paleolítico na aldeia de Yurovichi (área de Kalinkovichi) existiam há cerca de 26 000 anos. Os locais descobertos na aldeia de Berdysh (área de Chechersk) datam de 23.000 a 24.000 anos. Também foram descobertas relíquias culturais antigas nas regiões de Mogilev, Grodno e Minsk.

Bielorrússia na Idade do Bronze (séculos 8 a 6 a.C.)

Artefatos que datam da Idade do Bronze foram encontrados em assentamentos em toda a Bielo-Rússia.

Bielo-Rússia na Idade do Ferro e Idade Média (século 8/7 aC-século 8 dC)

No início da Idade do Ferro, havia três assentamentos principais na Bielorrússia em torno das principais bacias dos rios Dneiper, Dvina e Pripyat.

Primeiros estados a serem formados em território bielorrusso (séculos 7 a 13 DC)

A colonização da Bielo-Rússia pelos eslavos começou nos primeiros séculos DC. Ao longo dos séculos seguintes, eles se estabeleceram em toda a região, substituindo a cultura báltica anterior.

Nos séculos 6 a 9, os eslavos orientais formaram as primeiras associações políticas - as uniões de tribos.

O século 9 nos dá os primeiros relatos registrados de Polotsk e do Ducado de Polotsk no território da moderna Vitebsk e na parte norte das regiões de Minsk. Ela permaneceu como a força dominante na região até o século XIII.

O Grão-Ducado da Lituânia, Rus e Samogotia (séculos 13 a 16)

O Grão-Ducado da Lituânia, Rus e Samogotia era um estado poderoso abrangendo a Bielo-Rússia, a Lituânia, as áreas de Kiev, Chernigov e Volyn da Ucrânia e da Rússia ocidental, do Báltico ao Mar Negro.

O Grão-Ducado começou a sua ascensão ao poder sob o reinado de Mindovg (Mindaugas) no século 13 e só começou a perder sua autoridade após uma série de guerras no século 16.

Em 1569, o Grão-Ducado e o Reino da Polônia assinaram a União de Lublin: em igualdade de condições, o Ducado e a Coroa unidos em um estado federativo - Rzecz Pospolita. Significou o início de um novo capítulo na história da Bielorrússia.

Rzecz Pospolita (1569-1795)

Este foi um período particularmente turbulento na história da Bielorrússia. O estado foi atraído para guerras na Europa e com a Rússia, incluindo:

Rzecz Pospolita levou a longas guerras que enfraqueceram o estado, e este perdeu sua independência. Em 1772, as províncias ocidentais da Bielo-Rússia foram anexadas ao Império Russo e em 1795 Rcecz Pospolitsa foi dividido entre a Rússia, Áustria e Prússia.

O Império Russo (1772-1917)

Como resultado da divisão do Rzecz Pospolita em três partes, as terras da Bielorrússia tornaram-se parte do Império Russo. Nestes novos territórios, o governo russo começou a seguir uma política de russificação.

1794 à Primeira Guerra Mundial - uma série de conflitos, incluindo:

Na década de 1880, a organização revolucionária Gomon foi estabelecida por estudantes bielorrussos em São Petersburgo. Este foi o precursor do primeiro partido político nacional bielorrusso, Gromada, formado em 1903.

Em 1906, a reforma agrária Stolypin começou. O deslocamento em massa das classes camponesas (de 1906 a 1916) levou mais de 33.000 pessoas a se mudarem do território bielorrusso para a Sibéria.

Primeira Guerra Mundial (1914-1918)

1915 - 1916 - O território bielorrusso foi palco de batalhas sangrentas entre as forças alemãs e russas.

3 de março de 1918 - assinatura do Tratado de Brest-Litovsk, marcando a saída da Bielorrússia da Primeira Guerra Mundial. Os territórios bielorrussos foram ocupados pelas forças alemãs até 1918.

Revolução na Rússia (1917-1919)

Março de 1917 - a revolução na Rússia resultou na abdicação do czar Nicolau II.

Novembro de 1917 - os bolcheviques tomam o poder na Rússia.

Março de 1918 - a República Popular da Bielorrússia declarou independência. Isso durou até a retirada alemã no final daquele ano.

1 de janeiro de 1919 - criação da República Socialista Soviética da Bielo-Rússia.

Guerra Russo-Polonesa (1919-1921)

1921 - o Tratado de Paz de Riga resultou na divisão da Bielo-Rússia entre a República Socialista Soviética da Bielo-Rússia e a Polônia.

1921-1941

1921-1928 - Nova Política Econômica (NEP) introduzida na Bielo-Rússia.

1921-1930 - a parte polonesa da Bielorrússia sujeita à polonização.

1922 - A SSR da Bielorrússia tornou-se parte da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS).

1932-1933 - fome provocada pela política econômica soviética e introdução da agricultura coletiva (Kolkhoz).

1936-1940 - o grande expurgo. Mais de 86.000 bielorrussos sofreram opressão política e mais de 28.000 foram condenados à morte no campo de Kuropaty, perto de Minsk.

Guerra Mundial 2

17 de setembro de 1939 - duas semanas após a eclosão da Segunda Guerra Mundial, o Exército Vermelho mudou-se para a Bielorrússia Ocidental.

Junho de 1941 - início da Grande Guerra Patriótica na Bielo-Rússia.

Junho-julho de 1941 - a resistência em Brest contra os invasores alemães durou 6 semanas. A cidade foi ocupada até que as tropas soviéticas a libertaram em 1944.

Setembro de 1941 - Bielo-Rússia totalmente ocupada pelo exército alemão. Os invasores começam a estabelecer a chamada “nova ordem” baseada no terror.

Junho de 1941 - os alemães estabeleceram o gueto de Minsk e transferiram judeus bielorrussos, alemães e tchecos para lá. As execuções em massa de prisioneiros do gueto de Minsk em Tuchinki ocorreram até outubro de 1943.

Fim de 1941 - O movimento partidário começa na Bielo-Rússia e se torna o maior movimento na Europa antes de 1944.

1943 - O comissário geral alemão Kube é assassinado em Minsk.

Fim de junho - julho de 1944 - a Operação Bagration viu a libertação da SSR da Bielorrússia pelo Exército Vermelho dos invasores fascistas. Em 3 de julho, Minsk é libertado.

Fevereiro de 1945 - a conferência de Yalta expulsou poloneses da região oeste da Bielo-Rússia. A região foi oficialmente reconhecida como parte da República Socialista Soviética da Bielo-Rússia.

1945 - 1994

Maio de 1945 - terminou a Grande Guerra Patriótica do povo soviético contra os agressores fascistas.

1945 - Belarus torna-se membro da Organização das Nações Unidas (Nações Unidas)

1954 - Belarus ingressa na Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO)

Abril de 1986 - O desastre do reator nuclear de Chernobyl polui grandes áreas dos territórios bielorrussos.

27 de julho de 1990 - O Conselho Supremo da RSS da Bielorrússia adotou a Declaração de Soberania de Estado da República Socialista Soviética da Bielorrússia.

25 de agosto de 1991 - A Declaração de Soberania de Estado da República Socialista Soviética da Bielo-Rússia recebeu o status de lei constitucional. A mudança praticamente proclamou a independência da RSS da Bielorrússia.

19 de setembro de 1991 - O nome do estado foi adotado - República da Bielo-Rússia.

8 de dezembro de 1991 - A dissolução da União Soviética foi anunciada oficialmente em uma reunião dos chefes de estado da Rússia, Ucrânia e Bielo-Rússia em Viskuli, Oblast de Brest.

15 de março de 1994 - A nova Constituição da Bielo-Rússia foi adotada pelo Conselho Supremo da República da Bielo-Rússia, com a introdução da presidência.

1994 - A primeira eleição presidencial na república independente foi realizada. Aleksandr Lukashenko se tornou o primeiro presidente da República da Bielo-Rússia. O chefe de estado foi empossado em 20 de junho de 1994.

14 de maio de 1995 - as eleições parlamentares e o primeiro referendo na história da Bielorrússia independente foram realizadas. O referendo teve como objetivo dar à língua russa um estatuto de igualdade com a língua bielorrussa, estabelecimento de uma nova bandeira nacional e um novo emblema nacional da República da Bielorrússia, integração económica com a Federação Russa.

7 de junho de 1995 - Um decreto do Presidente da Bielo-Rússia aprovou o novo Emblema e Bandeira do Estado da República da Bielo-Rússia.

2 de abril de 1996 - Os presidentes da Bielo-Rússia e da Rússia, Aleksandr Lukashenko e Boris Yeltsin, assinaram o Tratado de criação da Comunidade da Bielo-Rússia e da Rússia, e em 2 de abril de 1997 foi assinado o tratado da União da Bielo-Rússia e da Federação Russa. Esta data é comemorada como o Dia da Unidade dos Povos da Bielo-Rússia e da Rússia.

19-20 de outubro de 1996 - foi realizado o 1º Congresso do Povo Bielo-russo. Depois disso, tornou-se uma forte instituição social. Os representantes de todo o país se reuniram para discutir as principais tendências de desenvolvimento social e econômico do país.

24 de novembro de 1996 - Realiza-se um referendo. Emendas e adendos foram introduzidos à Constituição da República da Bielo-Rússia para criar um parlamento bicameral, expandir os poderes do presidente. O Dia da Independência foi mudado para 3 de julho - o dia da libertação da Bielorrússia dos invasores nazistas durante a Grande Guerra Patriótica.

8 de dezembro de 1999 - foi assinado o tratado para estabelecer o Estado da União entre a Bielo-Rússia e a Rússia e adotado um programa de ação para implementar o acordo.

10 de outubro de 2000 - Bielo-Rússia, Cazaquistão, Quirguistão, Rússia e Tadjiquistão assinaram o tratado sobre o estabelecimento da Comunidade Econômica da Eurásia (EurAsEC).

27 de novembro de 2009 - Os chefes de estado da Bielo-Rússia, Cazaquistão e Rússia assinaram documentos para criar a União Aduaneira a partir de 1º de janeiro de 2010.

18 de novembro de 2011 - É adotada a declaração sobre a integração económica da Eurásia. O tratado assinado pela Bielo-Rússia, Rússia e Cazaquistão para criar o Espaço Econômico Único entrou em vigor em 1º de janeiro de 2012.

22 de julho de 2012 - o satélite bielorrusso (BKA) projetado para permitir o sensoriamento remoto da Terra foi lançado no espaço sideral a partir do local de lançamento espacial de Baikonur.

29 de maio de 2014 - O tratado da União Econômica da Eurásia (EEU) foi assinado pelo presidente da Bielo-Rússia, Aleksandr Lukashenko, pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, e pelo presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, em Astana. O documento entrou em vigor em 1 de janeiro de 2015.


1 de junho de 1943 - História

Fontes de referência do 1º Batalhão de Rádio, FMF (Linhagem Militar Histórica)

Tenente-coronel Palmer "Pete" Brown (USMC aposentado)
Coronel James L. McIntire, Jr. (USMC aposentado)
Coronel James R. Quisenberry (USMC aposentado)
Coronel John K. Hyatt, Jr. (USMC aposentado)
MGySgt. Bernard A. Shorkey (USMC aposentado)
Juiz John H. Maynard (RIP da Segunda Guerra Mundial)
Tenente Coronel James S. Rayburn (USMC Aposentado)
Coronel Carl W. Kachaukas (USMC aposentado)
Dicionário da Guerra do Vietnã por James Olson
A Batalha de Okinawa por Masahide Ota
Enciclopédia histórica do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos, de Harry A. Gailey
Livro de listas do Corpo de Fuzileiros Navais, de Albert A. Nofi
Marinho! The Life of Chesty Puller de Burke Davis
MCCA News Letters (Issues Fall 1990 Vol. 1 No. 1 Winter 1990-91 Vol. 1 No. 2)
Os Pelotões de Inteligência de Rádio do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos da Segunda Guerra Mundial, pelo Coronel James L. McIntire, Jr. (não publicado)
Livreto do Pelotão de Inteligência de Rádio do Juiz John Maynard (não publicado)

2º Pelotão de Inteligência de Rádio - 14 de junho de 1943

O 2º Pelotão de Inteligência de Rádio foi ativado em 14 de junho de 1943 em Camp Linda Vista, Camp Elliott, Califórnia, localizado a poucos quilômetros ao norte de MCRD, San Diego, Califórnia. Os comandantes da unidade eram os seguintes:

1º Tenente Marcus J. Couts 09112/0200 USMC 14 de junho de 1943 5 de maio de 1944
2º Tenente Walter C. Smith 010462/0225 USMC 6 de maio de 1944 27 de janeiro de 1945
2º Tenente Jack Evans 043139/0225 USMC 28 de fevereiro de 1945 8 de março de 1945
Capitão Marcus J. Couts 09112/0225 USMC 28 de maio de 1945 28 de setembro de 1945

American Campaign Streamer

  1. Defesa de Guadalcanal
  2. Consolidação das Ilhas Salomão
  3. Operação Wester Carolines
  1. 1 de dezembro de 1943 a setembro de 1944 (enquanto designado para o Batalhão de Sinal, III Corpo de Fuzileiros Navais)
  2. 14 de junho de 1943 a 2 de setembro de 1945 (como componente da Naval Communications Intelligence Organization)

Feridos e mortos em ação na Segunda Guerra Mundial
(20 a 23 de setembro de 1944 Ilha Peleliu Palau Group , Ilhas Carolina)

Nome (MOS)
Keith K .. Bean (776 Operador de interceptação de alta velocidade)
Carter D. Bucy (administração 405)
Edward W. Clark (641 Telephoneman)
Glenn C. Erwin (641 Telephoneman)
Julius f. Mais difícil (operador de interceptação de alta velocidade 739)
John H. Maynard (766 operador de rádio de alta velocidade)
H. Riffle (desconhecido)
Morto em ação
Pesquisa da Segunda Guerra Mundial
N ° de serviço de nome (MOS) DOD
PFC. William J. Hughes Jr. 00500585 (desconhecido) 23 de setembro de 1944
Cpl. Josephe A. Prete 00440073 (739 Intercept Operator) 20 de setembro de 1944
Cpl. Stephen J. Weber 00454532 (desconhecido) 20 de setembro de 1944

Ativação / Desativação
14 de junho de 1943 Ativado e designado como 2º Pelotão de Inteligência de Rádio.

Dezembro de 1943 Transferido para o Pacific Theatre.

Janeiro de 1944 Participou nas Ilhas Salomão (Guadalcanal).

31 de julho de 1944 Reatribuído para a 1ª Divisão da Marinha, FMF.

Agosto de 1944 Mudado para as Ilhas Carolina.

Setembro de 1944 Participou da Batalha da Ilha Peleliu -

Durante a Batalha da Ilha de Peleliu, a 1ª Divisão de Fuzileiros Navais, a FMF perdeu mais de cinquenta por cento de sua força de infantaria e o 2 ° Pelotão do RI também sofreu um forte golpe com três fuzileiros navais mortos e oito feridos. De acordo com o então coronel Chesty Puller, os comunicadores estavam morrendo bravamente enquanto montavam seu ataque contra uma força japonesa bem fortificada. Sua unidade perdeu cerca de 76 por cento em comparação com mais de 50 por cento nos outros dois regimentos de infantaria de ataque.

O juiz John Maynard me informou que os fuzileiros navais de sua unidade foram feridos ao mesmo tempo. Eles foram designados para ajudar a descarregar equipamentos e suprimentos perto da área da praia. Grupos de trabalho desse tipo são normais quando as coisas ficam quentes e pesadas e quando os fuzileiros navais estão morrendo em grande número, mesmo os fuzileiros navais especialmente treinados descobrem que também são atiradores. Então o coronel Chesty Puller disse que não havia cozinheiros ou padeiros durante a Batalha de Peleliu, apenas fuzileiros navais.

Eu havia notado em dois documentos diferentes que estava revisando que a data para os fuzileiros navais feridos era 20 de setembro, enquanto a data para os mortos em ação era 22 de setembro. Como o juiz Maynard havia sido um deles, pedi uma explicação do que aconteceu e ele de fato esclareceu. Parece que todos foram atingidos ao mesmo tempo e dois deles morreram naquele momento, mas um dos feridos morreu poucos dias depois a bordo do navio-hospital. De alguma forma, todos os KIAs foram listados como mortos na mesma data, que foi 22 de setembro de 1944. Maynard passou a dizer que os feridos, incluindo ele mesmo, foram levados de volta para as Ilhas Solomanas e recuperados na Ilha de Pavuvu, que estava no Russell Island Group, cerca de cinquenta milhas ao norte de Guadalcanal.

2º Pelotão de Inteligência Separado por Rádio, 20 de outubro de 1944

20 de outubro de 1944 Redesignado 2o Pelotão de Inteligência de Rádio Separado.

Novembro de 1944 Realocado de volta a Pearl Harbor, Território do Havaí.

8 de março de 1945 Desativado enquanto ainda estava no Território do Havaí.

24 de maio de 1945 Reativado em Wahiawa, Território do Havaí.

28 de setembro de 1945 Desativado no Território do Havaí -

O pessoal foi designado para outros Pelotões de Interceptação de Rádio, localizados em Estações de Rádio Naval em Guam e na China. Eles permaneceram lá durante parte da ocupação inicial da China, e a maioria deles retornou aos Estados Unidos perto do final de janeiro e fevereiro de 1946.

1ª Companhia de Rádio - 15 de setembro de 1958

15 de setembro de 1958 Reativado em Camp Smith, Território do Havaí, como a 1ª empresa de rádio.

Junho de 1959 Transferido de Camp Smith para Kaneohe Bay, Marine Corps Air Station.

1st Composite Radio Company - 8 de setembro de 1959

8 de setembro de 1959 Redesignado como 1st Composite Radio Company.

2 de janeiro de 1962 Desdobrado para Pleiku, Vietnã do Sul como Destacamento Um sob o comando do então Capitão John K. Hyatt, Jr.

O Major Richard J Smith retomou o comando da 1st Composite Radio Company de 2 de junho de 1959 a 14 de julho de 1964

17 de setembro de 1963 Redesignado como 1st Radio Company, Kaneohe Bay, Hawaii.

1º Batalhão de Rádio - 14 de julho de 1964

14 de julho de 1964 Redesignado como 1º Batalhão de Rádio, FMF na Baía de Kaneohe sob o comando do então Major Henry Vod der Heyde.

Fevereiro de 1967 Desdobrado em Danang, Vietnã do Sul como Subunidade Um.

1º de março de 1969 A subunidade um foi fundida no 1º Batalhão de Rádio, FMF, Camp Horn, Danang, Vietnã do Sul

Outubro de 1970 A Elements (Subunidade 2) auxiliou a unidade do Exército dos EUA em Udorn, Tailândia. Uma Comenda da Unidade do Exército foi autorizada.

Abril de 1971 Redistribuído para a Estação do Corpo de Fuzileiros Navais, Kaneohe, Havaí.

Abril de 1971 Subunidade 2, 1º Batalhão de Rádio desativado e fundido novamente no 1º Batalhão de Rádio, FMF, Kaneohe, Havaí.

O Major L. K. Russell estava no comando da Sub-Unidade 2 e o Tenente Coronel Ed Resnick era o 1º Comandante do Batalhão de Rádio. Pouco tempo depois, data desconhecida, o tenente-coronel John K. Hyatt Jr. assumiu o comando.

Abril de 1972 Os elementos retornaram ao Vietnã do Sul em apoio à 9ª Brigada Anfíbia da Marinha sob o comando do Brigadeiro General Miller no exterior do U.S.S. Blue Ridge e outros navios da marinha. Vários membros foram autorizados a receber a fita de ação de combate durante este período.

Abril de 1975 A Elements participou de evacuações no sudeste da Ásia.

Maio de 1975 Elementos participaram da recuperação do SS Mayaguaez.

Prêmios de Unidade Adicionais e Honras

Comenda da Unidade da Marinha - 31 de outubro de 1968 a 31 de julho de 1969 pelo apoio a vinte e cinco grandes operações de combate na República do Vietnã.

  1. 1 de agosto de 1969 9 de março de 1970 para Operações de Combate Pinestone Canyon, Iroquouis Grove, Arlington Canyon, Idaho Canyon, Georgia Tar, Fulton Square e Durham Peak em apoio à Base de Combate Vadnergrift, Montanha Dong Ha e Base de Combate Dong Ha, Con Theien, Colina 327, Colina 37, Colina 55, An Hoa e Danang.
  2. 10 de março de 1970 a 3 de abril de 1971 para o Lago Imperial de Operações de Combate, Floresta de Pickens, Cataratas de Catawaba, Cataratas de Tulare e Riacho Upshur.

Streamer de serviço do Vietnã com duas estrelas de prata

Streamer do Serviço de Defesa Nacional 1969 1970

Comenda de Unidade Meritória do Exército Elementos do 1º Batalhão de Rádio, FMF servindo na 7ª Estação de Campo de Pesquisa de Rádio, Udorn, Tailândia (11 de novembro de 1970 a 26 de fevereiro de 1971).

Comenda da Unidade Presidencial das Filipinas
Elementos do 1º Batalhão de Rádio FMF servindo no 9º MAB durante 21 de julho de 1972 15 de agosto de 1972.

Os integrantes do 1º Batalhão de Rádio, destacamento da FMF que serviu no 9º MAB de abril de 1972 até o outono (data desconhecida), desempenham suas funções de maneira condizente com o legado que herdaram. Eu, pessoalmente, nunca trabalhei com uma unidade mais dedicada e profissional que se esforçasse de maneira única ao chegar e, assim, produzisse informações valiosas para o início de sua implantação. Durante este período, eles continuaram a fornecer inteligência tática crítica em apoio ao 9º MAB, às Forças Navais e ao Exército do Vietnã do Sul durante um período crítico na história desta guerra. Eles apoiaram as seguintes operações de combate durante este período:

Capitão James Westley Ayers 2502, 26 de maio de 1967
Cpl. Stephen Lee Traughber 2575, 10 de setembro de 1967
LCpl. Larry Allan Jones 2571, 24 de abril de 1968
Sgt. Paul Jay Kingery 2571, 13 de maio de 1968
MGySgt. Edward Reynold Storm 2578, 28 de dezembro de 1969
Sgt. Larry Wade Duke 2571, 10 de março de 1970
Sgt. Robert Hrisoulis 2571, 21 de janeiro de 1971

O tenente-coronel John K. Hyatt, Jr. foi substituído pelo tenente-coronel Carl W. Kachaukas em meados de 1973. Assim, eles continuaram a treinar arduamente e seguir em frente, modernizando tanto seu equipamento quanto seu treinamento. E assim, desde o início humilde de um tamanho de pelotão a uma companhia e então ao nível de batalhão, vimos uma parte única da história militar ser formada. Nosso legado nos foi passado pelos pioneiros de outra época e, da mesma forma, o passamos para uma nova geração que levará esta unidade a patamares ainda maiores.

Portanto, hoje podemos nos orgulhar de que outras pessoas tenham feito um esforço para alcançar todos os nossos ex-membros e recuperar o passado para o futuro. A página da Internet do 1º Batalhão de Rádio é como nenhuma outra, tiramos o chapéu e agradecemos especialmente a Rick Swan por sua dedicação e visão. Portanto, para aqueles que conheço e para aqueles que estou apenas começando a ficar aquático, sem que apoiemos seus esforços, pois ele realizou uma maneira única de nos unir como uma fonte coletiva de informações históricas.


Arquivo nº 244: & quotCornhusker CAP News Vol. 1, nº 10 de junho de 1943.pdf & quot

Johnson é Homenageado
Por Nebraska Wing
O banquete com o qual o Nebraska
asa honrada l ^ t. Coronel Earle L. Johnson,
n a t i o n a l c o m a n d e r, i n O m a h a on M a y 2 2
provou ser o maior evento da história
o t n e b r a s k a C A P.

O evento foi co-patrocinado pela Omaha
capítulo da NAA, e convidados especiais em
C l u d e d C o l. G e o r g e V. M i l e t t. J r. »C o m
comandante do 507º pára-quedismo internacional
regimento ai Alliance, Nebraska, e uma vintena de
pára-quedistas.

A b o u t 4 5 0 p e r s on s a t e n d e d o a ff a i r. Isto
foi precedido por um desfile e revisão em
com mais de 400 membros e cadetes do CAP

participou, e em que o Omaha CAP
banda de cadetes fez sua primeira aparição pública
ance. O estande de revisão estava na escada
da catedral do Rito Escocês.

Os palestrantes do jantar incluíram Bacalhau.
Johnson, coronel Mlllett e MaJ. Harry B.
S i d l e s, N e b r a s k a w i n g c on M n a n d e r. C a p t.
R u d y M u e l l e r, w i n g s u p l y o f fi c a r w a s
mestre de cerimônias.

Os oficiais pára-quedistas e homens estavam em
troduziu, Um deles, Cpl. Wolfgang
Sk> arz, refugiado alemão e ex-um
Pianista concertista europeu, tocou dois pianos
números.

Esses convidados estavam no stand de revisão enquanto as unidades de Omaha do CAP desfilavam

for the national commander May 22. In the front row, left to right, are Brig. Gen.

Guy N. Uennioger, Lt. Col. Eerie L. Johnson, Lt. CoU T. J. Grayson, Lt* Col* Oscar*

lorker and Maj* Harry B. Sidles. Boar row—C. H. Bay, Col. Leo J. Crosby, Lt. CoL W.
F. Bniett, Maj. Beed Davis, CoL George T. Mlllett, and Capt Gould Dietz.

Guests at the speakers' table included:
B r i g . G e n . a n d M r s . G u y N . H e n n l n g e r,
Lt Cod. and Mrs. T. J. Grayson, Lt Col. and
M r s . O s c a r Yo r k e r, a l l o f L i n c o l n L t . C o l ,
and Mrs. William Bruett, Maj. and Mrs.
R e e d D a v i s , M r s . S i d l e s , M r s , M u e l l e r,
Commissioner and Mrs. Harry Knudsen,

Capt and Mrs. Gould Dietz and C. H. Day.
Out state delegations attended from Fre
m o n t , B l a i r, W a h o o , G r a n d I s l a n d , C r e t e ,
L i n c o l n , L e x i n g t o n a n d Wa h o o ,
OESONUIO AND MASTEB
VOICE THANKS TO CAP

In appreciation of CAP hospitality, Geronimo, the paratrooper dog of the 507th

Parachute Infantry regiment, has sent the
wing his autograph, and Oeronimo's master.
Unip. Kenneth Williams, has sent a letter of
thanks.

S O M E I N F O R M AT I O N
O N F L I G H T C E R T I F I C AT E S

New CAP enlistment blanks (CAP Form

GM-83A gives us further information on

12-0) have been distributed to the Squad
ron commanders. Now the enlistment pro
cedure prescribed in CAP Rules. Part 1.

"CAP Certificates of Essentiality for Flight

will become effective.
The new form is to be made out on the

typewriter in duplicate. This will save
much clerical time previously spent in
copying data onto the old service record

forms which will no longer be issued. Local
unit commanders will endorse both copies

and send them to Wing Headquarters.
After a provisional member completes the

are not eligible to apply for further flight
training under the C. A. A. regulations may
apply through CAP channels. Those who

cannot tjufllify through CAA may secure
permissipn to build up flight experience for
CAP mlsaionB by applying through CAP

channels If they are not soon subject to

draft, if they. can qualify for CAP flight
duty within, six months, and if they can
spend a minimum ' of two months a year

prescribed 25 hours of training (temporar

(either oij one tour of duty or by iDtermjt-

i l y o m i t t i n g t h e c o u r s e o n A r t i c l e s o f Wa r
to be covered in a training manual which
will be mailed with the third installment of

tent servico) ou ('AP active-duty missions
and cay leave their normal employment for

such duty. Workers frozen in war jobs will
not he GliRlblo,

CORNHUSKER CAP NEWS
Published each month by .the Nebraska Wing:
Headquarters of the Civil Air P^rol. Omces
at S02 South Nineteenth Street, Omaha. Neb.

press a growing belief tliat the Germans
may attempt some '^funny business" with
their 11,000-mile planes. For example, what

GERONIMO AND MASTER
(Continued frmn Paee4.)

if they should send a couple of long-r^e

Extra copies may be obtained by writing
to Wing Headquarters. Five cents each.

with instructiims then to attempt to seize an

Wing Staff
Commanding^ Officer JIarry B. Sidles

airport and refuel 'before starting back
casa. What protection does your airport

Executive Officer -M. JL Meyers

have against such an attempt?

Adjutant JDorothy G. Orr
Operations Officer . Tic M. Scliroeder
TiaiMng Officer G. Crawford Follmer

InteiUgenee Officer . Xavnrence Yonngman

Supply Officer Budy Hueller
Transportation Officer Earle C. Reynolds
Communications Officer Harry" Uurlte

En^neering Officer . >ViUiam A. Fraser, Jr.
Liaison
editor

Assistente. Editor Irring Greene
Flioto Editor Bobert C. Fisk
The CAP NEWS is printed, by the Citizen

Printing Co., 2308-10 N Street^ Omaba, Nebr.

bombers to do whatever damage they could,

PUTS IN AN APPEARANCE
Our tireless Wing Operations Officer, Vic

Schroeder, 1^ started another i»«tject We

atribuições
signments of paramount importance:

And here's Williams* aceobiponying'letter
Gentlemen:

have just received the first issue of "The

those responsible tor' idle si^dld hospital

Courier PiUot," a publication designed to ref

ity shown the fellows and ii^elf while we

late intereatlng experiences of Courier .Pi

were yottr guests in Onttha/ l^y 23rd: The

lots. As Capt. Sdiro^det says: "CaI? Cour^

reottarlu of lejatitude ^e jumpers

ier service takes light aircraft into a new
fi e l d o f a c t i v i t y. I t i s h i s t o r y i n t h e m a k

ing for light airplanes thd Vear and tear
of ..dally flints regardless of weather brin^
about new problems,, and experience alone

will solve them. The pun^ose of thisi bul•letin is to gather the various experiences' in.

All CAP units in Nebraska have three as

written form and benefit others in Courier

S e r v i c e i m m e d i a t e l y. & quot

cliente
e
sempre
forget
Verdade

k^wB reason (if^m not qpQi^Bg tpf my^
self, in this , case) but the'.gettuine fri^U-

ness and tvA ^ihiii^lap^aefaM^ed^ |ia
pensated

Qeroninto Was geiij« ^ ta.« few
days ago. ^nt the strep l^ecti^ thdt we

First, develop strong cadet units.
Second, to offer an opportunity for in
fantry dfili practice to all men who are

Outlined below are the, general ordera

believed car^ has. to the-sttrfai^

covering .interior guard duty. Esuihmend-

again and under dally-matm^t froif'

about to be inducted into military service.

ber should inemorize them.

the vetBrinarian with legs .that are badly,

Third, make whatever plans and prepara
tions are necessary for the security of your
local airport

I.. To take charge, of this post aiid jbXI .
G o v e r n m e n t p r o p e r t y i n v i e w.

Wlii'le in Nelirasica recently. National
Commander Johnson stressed the import
ance of those first two assignments. Ele

said that Gen. H. H, Arnold, chief of the

air force, considers the cadet training pro
gram of greatest importance, and urged
that the program be pursued with great
zeal. We have not made .a real good job of
the cadet program in Nebraska, In fact
s o m e u n i t s h a v e s i d e - s t e p p e d i t e n t i r e l y,
feeling perhaps, that it was too much work.
But we can no longer do this. Any unit
that will get a cadet program in motion is
apt to find very soon that in this field the
greatest dividends and satisfactions are to
be found.

In the matter of training men soon to be
inducted, it is not at all necessary that
these men join the CAP, Col, Johnson sug
gested that the CAP contact the selective

2. To walk my post in a military d^ner, keeping always • cm the alert -and ob
serving everything that takes plaibe within

sight or h^ing.
3. To report all violations of orders I. am
instructed' to enforce.
4 To r e p e a t a l l c a l l s f r o m p o s t s . m o r e

distant from the guardhouse than my own.
5. To quit my post only when properly
relieved.
6 . To r e c e i v e , O b e y, a n d p a s s o n t o t h e
sentinel who relieves me all orders from

the commanding officer, officer of the day,
officers and non-commissioned officers of
t h e g u a r d o n l y.
7 . To t a l k t o n o o n e e x c e p t i n l i n e o f
d u t y.
8 . To g i v e t h e a l a r m i n c a s e o f fi r e o r
transtorno.

9 To c a l l t h e c o r p o r a l o f t h e g u a r d i n
any case not covered by instructions.
1 0 . To s a l u t e a i l o f fi c e r s a n d a l l c o l o r s

service boards to learn the names of the men
who are soon to be drafted, then invite the
men to attend drill classes and get prelim

inary training that will help them advance
more quickly when they do go to the aimy.
There have been many reports of CAP mem

ed officers. And the army is grateful for

the fact that men have received pre-inductlon training.

As for airport security, military men ex

not stop , this time -until I m posHive that

the^ will be no renoipeaxTmce.
1& .closing may I ag^ thank, you for all
of ua very sihcereiy li»r a w^k-end we will
.never foi^t You know t never will-^e's
a wondOrful wife. . ,

Yours very truly, '
KENNETH C. Wil-LIAMS.

Bditor's Note: Williams was married"
while in Omaha.

F I'R.S(T r oS QS qAa dR O N B Cl lHtAnN G E S
F m U u D r e i r. .
u e i ) . .
R. J. Cunniiigptismi Is transferred
from Flight -M^o. 1 to Flight No. 2,. e. Ken
Ewing from No. 2 to No: Iv in the communicati<ms section. Lt Angelo Bonacci has
•been made leader of Flight No. 3.
First Sgt Roy Highfill has been promoted
to the squadron staff as liaison officer for

CAPC, and ^aj^ Harry B, Sidles issued him
a temporary commission as second lieuten^ant, pending offlclad confirmation fr<»n na

II. To be espociaily watchful at niglit,

t i o n a l h e a d q u a r t e r s . S g t . P. K . P a t r i c k h a s

and, during the time for, challenging, to
challenge all perscms on or near my post

t)een appointed first-sergeant of the squadr
ron. Sgt. Robert Fisk has been tr^ferred

and to allow no one to pass without proper

to headquarters c<»npahy^ and will continue,

in charge of the photographic section.

bers who. tlianks to this preliminary train
ing, have quickly become non-coommission-

swollen. We brieve tiiat ■fi(:2ia9'win been
checked in time but m^ics^ .attention .will

Sgt. Cecil Henkels has been transferred
Looking over the news bulletins from

different wing&, we see that the CAP Squad

from fliglit sergeant of fli^t No. 1 to the

airport. The field will be known as Brown

same post in ]^ight No. 3. K. Booker has
been promoted to flight-sej^eaaC of Flight
No. 1 D. C. Bradford has been appointed

Deer CAP Airport, Inc,, Brown Deer, Wis.

leader of the guard section for'Flight No. 1.

rons in Milwaukee area now have their own

Here is the Dp>ai)d«at>tbem sqaadron o! the Glenn Ii« Hartin-^ebraska company, pictured dnring Friday afternoon drill at
Dewey park.

As the CAP paraded for the national commander, It. CoL Earle L. Johnson, in Omaha Hay 22. About one>third of the pro«
ce«slon is shown here. In the rear is the wing executive officer, Capt. M. >1* Heyers, followed by the wing staff, the color guard,
and Omaha sqnadron Ko. 1
N E W A P P L I C AT I O N S

ested in buying one of these albums for

Squadron use should send their order to

CAP Rules) the local unit commander will

Wing Headquarters. Special discount of
40% is offered through the squadron sup
ply offices.

A C T I V E - D U T Y A P P L I C AT I O N S

W A N T E D AT H E A D Q U A R T E R S
Milhares

are now serving with the armed forces or
i n w a r In d u s tr i e s , w i th th e r e s u l t th a t m a n y
members who filed applications for active-

advise Wing Headquarters and the mem

ber'^ identification card will be sent through
channels. In the case of an applicant

whose previous experience covers the re

»CAN BE KO QUESTION OF CAP

duty assignment (CCD Form No. 624—^Re
vised July, 1942) are no longer available for
such asatgnment and the central files for
these applications are of little value. Lá

quired subjects, the unit commander may en
dorse to this effect over the space where he

m P O E TA N C E ' — G E N . H E N N I K G E B
The views of Brig. Gen. Guy N. Hennin-

signs the application and the card will be

g e r, N e b r a s k a d i r e c t o r o f s e l e c t i v e s e r v i c e ,

forwarded as soon as investigation is com

on the Ciyil Air Patrol are expressed in a

f o r e , a n d e ff e c t i v e i m m e d i a t e l y, a l l C i v i l A i r

Patrol member^ who wish to volunteer for

active duty will submit promptly applica
tions for active-duty assignment regardless
of whether they have previously nsade application.
On the back of each such form will be

typed (a) age, (b) selective service status,
and (c) marital status.
Activerduty applications will be executed,
in duplicate and forwarded through local
unit headquarters to Wing Headquarters,
which headquarters will retain the carbon

copy and forward the original to National
Headquarters (GM-S6 dated June 5, 1943),.
These directions do not apply to courier
applications.

We have had several requests, recently
ior information concerning requirements
for coastal patrol duty. Contact your squad- •

ron commander for necessary qualifications
and other pertinent information on active'

d u t y m i s s i o n s . T h e r e a r e a s s i g n m e n t s f o r.
pilots, pilot-observers, radio operators, • me

letter which he sent to MaJ. Harry B. Sidles
following the CAP dinner May 22.

TRANSCRIBED CODE
L E S S O N S AVA I L A B L E

Wp have secured a few seta of records
which embody the most modern and scien
tific approach to the problem of sending and

appreciation for the courtesies extended
Mrs. Henninger and I on the occasion of

receiving messages in International Morse
Code. John H. Cose, Director of Instruc
tion as: RCA Institutes, made these records
: and- prepared a booklet which accompanies
the album. Mr. Cose has used the same sys
tem employed at RCA Institutes for instruc
ting both members of the armed forces and
civilians in the use of International Morse
Code. •

The course is made up of six ten-inch
green label Victor lessons, housed In an at
tractive album. List price of the album
is ?6.5(J.
Since this is one of our prescribed di

rectives^ and there are so many members in
terested in this training, we feel that the

1 hasten to thank you and to express my

the CAP banquet and other festivities in
Omaha Saturday evening. Both of us en
joyed ourselves every minute of the time
and 1 only hope I shall have an opportunity
to reciprocate the favors and courtesies.
I want to congratulate you on the out
standing organization you have gotten to
g e t h e r. I t j u s t s t r i k e s m e t h a t y o u r s i s o n e
civilian organization which displays an out
standing degree of interest and there can
be no question about its importance in the
guerra

With kind personal regards and best
wishes, I am.
Atenciosamente,

records are a valuable addition to the ma

chanics, radio mechanics, clerk-typists,
servicemen, and guards.

the Civii Air Patrol. Any Squadrons, inter

terial outlined in the training directives of

Page 4
C A P C A D E T S H AV E
INTENSIVE TRAINING PROGRAM
The CAP Cadet Squadron No. 1, sponsor

ed by Omaha CAP Squadron 1, now has a
well developed training program in fuH
swing. The Cadeis are given Ibe same train
ing as the regular senior Civil Air Patrol
membros

Special emphasis is placed on pre-fiigbt
studies such as air navigation, meteorology,
scr>'ice of aircraft and civil air regulations.

Johnson Sees Big
Courier Expansion

June, 1943
T H R E E S TA F F O F F I C E R S

I N N AVA L R E S E R V r

A prediction that the CAP courier serv
ice, in which the Nebraska wing plays an
important role, will grow tremendously
during the coming months was made by Lt.
Col. Earle L. Johnson, national commander
of the CAP, In Omaha, May 22.

These subjects are supplemented with mili
tary training in infantry drill» leadership
and command, duties of command and staff
officers, military correspondence, etc.

"At present 21,000 miles of courier flights
a r e s c h e d u l e d d a i l y, " t h e c o l o n e l s a i d .
"Eventually the courier planes probably
will be flying nearly 150,000 miles per day

Cadet classes on various directives are

now being held on five nights out of the
week and officers of the CAP are invited to

visit any of them at any time. Instructors
are all well qualified and the classes are
making splendid progress. Commutiicalions
class meets Monday evenings at the Elec
tronic-Radio Institute with Matt Frampton,
i n s t r u c t o r. F i r s t A i d c l a s s m e e t s T u e s d a y
evenings at the Jewish Community Center

with Red Cross Instructpr Joe Fisk, gen
eral

meets Wednesday evenings at the Paxton
H o t e l w i t h S g t K . R . B u c h e r a s i n s t r u c o r,
Air Navigation class is taught by Lt. Stan
ley Marsh at the Mutual Benefit & Health

Ins. Bldg., on Thursday nights and Photog
raphy class meets at the Paxton Hotel with

Harold L. Gasklll, also on Thursday nights.
The regular weekly meetings are held on
Friday evenings at the same time and place
as the senior Civil Air Patrol sponsoring
squadron, at which time military directives
are taught

The Cadets are starting a program of ex
pansion with a goal of ISO membership by
the end of June. Any CAP member who
knows of a boy who can pass the following
qualifications would do that boy . a favor if
h e i n t e r e s t e d h i m i n t h e C A P C a d e i s . Para

qualify for membership a boy must be either

a junior or senior in high school, have a
strong desire to learn about modern avia

tion, be physically fit, have parents who are
U. S. citizens and be able to furnish at least

three character references. Cadet applica
tion blanks can be secured from Cadet Sgt,
Roland Reifschnelder, adjutant, at any Fri
day night meeting. Since it is planned to
have the Cadets meet at the same place as
the Civil Air Patrol, it is suggested that
Cap members invite likely Cadet candidates
to attend meetings with them. Also. Cadets
with six monhs or more service can now
sponsor new Cadets. U is hoped that this

The Civil Air Patrol represents civilian
aviation as It exists today, he observed, and
he feels that the CAP status Is greatly
strengthened since the organization has been
juaae an air corps auxiliary.
"Ours Is truly a group of volunteer sold
i e r s , " h e s a i d . " A n d t h e a r m y, n a v y a n d
marines have been greatly Impressed by
their sincerity and willingness to sacrifice.

TEXAS WING PLANNING
AIRPORT NEAR DALLAS
Te x a s i s a b o u t t o j o i n t h e l i s t o f W i n g s

"Our pilots in the submarine patrc^ fly

project will be called "Byrd Field," in honor
of their wing commander, and will be locat

87,000 miles per day in single-engined
p l a n e s , o v e r t h e w a t e r . To d a t e 4 0 m e n
have gone down at sea and 24 of these lost
their lives. They are credited with sinking
some submarines single-handed, with call

ed about 7 miles southeast of Dallas.

AT T E N T I O N O U T- S TAT E R S

ing army and navy planes to 174 others,
with saving 67 ships by causing submarines

If this issue of the NKWS. seems to be
an all Omaha edition, please take note

to dive, and with saving 300 tives. Seventy
CAP planes have been lost at sea.

As important as any assignment that the
CAP has ever been given, said Col. Johnson,
is that of developing cadet units and train

from the Squadrons out in the State.
This publication Is for your interest and
the folks on this end of the line would

like to hear atout you for a change.

ing those cadets. This can not be stressed
too much, he said, and army air corps offi
cials are very anxious to have the CAP
realize the importance of the assignment
Col. Johnson also suggested that the
CAP can help by giving military drill in
struction to men who are soon to be draft

ed. It's not necessary that the soon-to-beinductees join the organization, he said,
The CAP can contact the local draft hoards
for the names of men whose numbers soon

are to be calied, and then invite those men
to participate in a special drill program.

Further CAP Rules Announced
The second instalment of the revised
CAP rules have just been released by the
n a t i o n a l c o m m a n d e r. C o l . E a r l e L . J o h n s o n .
It includes organization charts, sets up the
procedure for accepting and accrediting new

members, outlines additional military train
ing courses, and includes CAPC rules.

I N A P P R E C I AT I O N
This issue of The News was made

A member of the North Platte squadron,
Albert Saburo Kushlhashi, who lives near
H e r s h e y, o f f e r e d h i s s q u a d r o n t h e u s e o f
land sufficient to grow enough potatoes to
pay for a plane, according to a report to

headquarters. The catch was that the squad
ron members would actually have to raise
the potatoes, so—.

The Missouri wing ot the CAP held state

i n g O f fi c e r, a n d E n s i g n To m E p s e n , O p e r a
t i o n s O f fi c e r, a r e a w a i t i n g t i i e i r o r d e r s .

having their own CAP airports. This new

wide maneuvers at Mexico during the week

D . P r a s e r, S u p p l y O f fi c e r, w i l l r e p o r t s o o n
f o r a c t i v e d u t y. L t ( j . g . ) D d Vo l t z , Tr a i n

"The organization now numbers 77,MO
and is growing at the rate of 100 per day.

Cadet squadron will be the fiuest In this
pari Of the country.

T h r e e S t a ff m e m b e r s o f O m a h a S q u a d r o n
No. 1 have been comiaissioned in the Unltr
ed States Naval Reserve. Lt. (j. g.) George

of May 30. National Commander Johnson
was present for part of the demonstrations.

possible through the sponsorship of
the following:
PAT R I C K D R A P E J RY C O .
2037 Farnam Street.
RELIANCE FINANCE
4719 So. 24th St.

ALLIS CHALMERS MFG, CO.
Omaha Branch.

RITSSELL SPORTING GOODS CO.
1816 Farnam St
OMAHA BEDDING CO.
101 So, 10th St.


Loose Lips Do Sink Ships

Andrew Jackson May was a Democratic Congressman for landlocked Kentucky in the United States. He represented his district from 1931 to 1947 and ended up during the war becoming Chairman of the powerful Committee on Military Affairs (1939 to 1947).

May had not entered politics fully until into his mid-50s. He’d had a successful career in law before that, where he had been a practicing lawyer and, later, a circuit judge.

By 1943, the American submarine fleet had transformed itself from a mostly ineffective force that employed poor strategy, inferior tactics, and was hampered by faulty torpedoes into a deadly fighting force equipped with more modern and effective weapons and submarines.

Andrew J. May

This meant the US submarine fleet started to have a real impact on the Japanese war machine.

In June 1943, Congressman May was returning from a tour of some American bases in the Pacific. At a press conference, he made the foolish revelation of how American submarines had so successfully evaded Japanese attacks.

He went onto reveal that American submarines could dive much deeper than the Japanese had realized. So the Japanese had been setting their depth charges at far too shallow a depth.

Kentucky Representative Andrew J. May (left) and Texas Representative Maury Maverick (right)

It was a foolish thing for Congressman May to say, made even more incredible by the fact that his position as Chairman of the Committee on Military Affairs meant he was privy to a lot of classified information. You would have thought he would have known better.

But the damage was already done, as some equally irresponsible newspapers carried the story the very next day. Of course, in no time at all, the Japanese reacted by setting their depth charges to explode that much deeper.

Solons inspect new Army Bomber. Washington, D.C. March 10. Members of the House Military Affairs Committee with U.S. Chief of staff General Mailin Craig inspecting the new 4-Engine Boeing Bomber which arrived at Bolling Field today. This ship is first of 13 which will be delivered to the Army Air Corps in the newer future. In the photograph, left to right, can’t be seen: Rep. Andrew Edmiston, West Virginia Rep. Charles I. Faddis, Pa. Capt. C.E. O’Connor, pilot of the ship Rep. Andrew J. May, Kentucky Maj. Gen. Malin H. Craig

It is said the Navy estimated that they lost ten submarines and 800 crewmen because of this. If this is true, it would mean that Congressman May inadvertently caused 1 in 5 of all US submarine casualties for the whole of World War Two.

Later, US Vice Admiral Charles A. Lockwood, commander of the US submarine fleet in the Pacific, said with much sarcasm, “I hear Congressman May said the [Japanese] depth charges are not set deep enough. He would be pleased to know that the [Japanese] set them deeper now.”

Charles A. Lockwood

But this seems to be contradicted by a US Navy assessment report after the war. This document stated that the Japanese forces failed to uncover the true maximum depth capability of American submarines during the war.

Could it be that some of the later casualties were due to the Japanese introducing a new depth charge, the Type 3 Model 1 DC, in 1943?

This depth charge could go deeper than earlier Japanese models, to a depth of nearly 475 feet. This is about 80 feet deeper than the previous standard issue Japanese depth charge (Type 95).

Imperial Japanese Army Type 3 submergence transport vehicle-I Yu 1

Another significant point is that the newer depth charges sank 50% faster than the previous Type 95s (10 feet per second versus 6 feet per second).

To engage a US submarine that was running deep at 360 feet, it would take the older depth charge nearly a minute to get down to that depth. However, the newer Type 3 Model 1 DC could achieve this in just 36 seconds.

An example of an anti-submarine net,

Could this introduction be of a newer, more effective depth charge be the simple reason why there was a supposed increase in US submarine casualties?

One wonders if this could all be an urban myth or some distortion of the facts? There is no record or mention of Congressman May ever being reprimanded for his unguarded comment.

Kentucky Congressman Andrew J. May

Maybe the Navy, the arms industry, and certain politicians used Congressman May’s indiscreet comment to lay the blame at his doorstep for increased US submarine casualties. Such actions might have been motivated by revenge for his shady dealings regarding munitions contracts.

May did continue as Congressman for Kentucky’s 7 th District and kept his position as Chairman of the Committee on Military Affairs until losing both three years later due to a separate scandal.

His eventual downfall was quite spectacular. In July 1947, he was convicted of accepting bribes to influence the awarding of munitions contracts during World War Two. He was sentenced to nine months in prison.

Rep. Andrew J. May, Democrat of Kentucky, urges the investigation of the Tennessee Valley Authority

He tried everything he could to avoid prison, but in 1950 he was forced to serve his sentence. Despite all that had happened, in 1952 he received a full pardon from President Truman, but his political career was in ruins. He went back to practicing law and died in obscurity.

Yet even this latter part of the story is open to question as the reason for May’s pardon is never stated. Often the source of his pardon is quoted as being Tempo magazine’s article “Artful Dodger”in the December 5, 1949 edition. Which for obvious reasons does not fit into the timeline of the story correctly.

So you be the judge: true story, exaggeration, or simply a colorful urban myth?


The Zoot Suit Riots of 1943

On the evening of June 3, 1943, a group of U.S. sailors told police that they had been attacked by a gang of zoot suit-wearing young “Mexicans” in downtown Los Angeles. The next day, as many as 200 uniformed sailors, seeking revenge, took taxis and buses to the Mexican American barrio section of East Los Angeles. Over the next few days, the servicemen attacked dozens of zoot suit-wearing pachucos, beating them and stripping them of their clothing. As the streets became littered with piles of burning zoot suits, word of the mayhem spread. Local newspapers referred to the servicemen as heroes helping police put down a “Mexican crime wave.”

On the night of June 7, the violence peaked as thousands of servicemen, now joined by white civilians, roamed downtown Los Angeles, attacking zoot-suited Latinos, as well as people of other minority groups, regardless of how they were dressed. The police responded by arresting more than 600 young Mexican Americans, many of whom had actually been victims of the servicemen’s assaults. To the disgust of the Latino community, only a handful of servicemen were arrested.

Perhaps the most vivid depiction of the night’s events came from author and expert on California politics and culture Carey McWilliams:

At midnight on June 8, the joint U.S. military command placed the streets of Los Angeles off-limits to all military personnel. Military police were dispatched to assist the LAPD in restoring and maintaining order. On June 9, the Los Angeles City Council enacted an emergency resolution making it illegal to wear a zoot suit on city streets. While peace had been mostly restored by June 10, similar racially-motivated anti-zoot suit violence occurred over the next few weeks in other cities, including Chicago, New York, and Philadelphia.


Genuine Old Newspapers From the Date of Your Choice

Historic Newspapers is the world’s largest private archive in ownership of over 200,000 old newspapers. It is an unparalleled collection of US newspapers. We house well-known titles such as the New York Times, and regional papers from each state, including Sunday papers free of any extra charges that usually apply to Sunday editions. Spanning the last two centuries, anyone can buy old newspapers and gift them to those fascinated by history.

This extensive collection has been assembled due to our network of national and local libraries, government departments, and universities that in years gone by, used to hold a newspaper from every day. Our papers offer an unrivalled insight into the past, giving individuals the resources to find old newspapers from 1920 onward.

The popularity of giving and receiving old newspapers continues to rise as their rarity grows. This in turn further increases both the monetary and sentimental value for the owners. As only genuine originals are held in the archive, once an original newspaper title for a certain date has been sold, it’s unlikely to be replaced. This makes birthday newspapers a fantastic gift, as a newspaper from a person’s birth date provides a fantastic trip down memory lane. We also have many copies of discontinued newspapers, which make extra special gifts since new copies will never be printed again.

Papers from important dates in an individual’s life are eye-opening. We offer a range of carefully selected gifts for all manner of occasions. We make incredible baseball and football history books from our newspapers, whilst our day you were born gifts are unique treasures to take anyone on a nostalgic trip back to the past.


Assista o vídeo: Hermann Goth General. 3 Panzer Army of the Wehrmacht. Hermann Hoth # 3