Discurso de Ann Romney em 28 de agosto de 2012 - História

Discurso de Ann Romney em 28 de agosto de 2012 - História

ROMNEY: Olá! Que boas-vindas.

Obrigada. E obrigado, Luce. Mal posso esperar para ver o que faremos todos juntos. Isso vai ser tão emocionante!

Só para que todos saibam, o furacão atingiu o continente e acho que devemos aproveitar este momento e reconhecer que outros americanos estão em seu caminho e apenas torcer e rezar para que todos permaneçam seguros e nenhuma vida seja perdida e nenhuma propriedade seja perdida. Portanto, todos nós devemos ser gratos por este grande país e pelos nossos primeiros respondentes e por tudo que nos mantém seguros neste país maravilhoso.

Bem, eu quero falar com você esta noite, não sobre política e não sobre festa. E embora haja muitos assuntos importantes que ouviremos serem discutidos nesta convenção e durante toda a campanha esta noite, quero falar com vocês do fundo do coração sobre nossos corações.

Não quero falar sobre o que nos divide, mas sobre o que nos mantém unidos como uma família americana. Quero falar com você esta noite sobre aquela grande coisa que nos une, aquela grande coisa que nos traz nossa maior alegria quando os tempos são bons e o mais profundo consolo em nossas horas sombrias.

Esta noite, quero falar com você sobre o amor. Quero falar com você sobre o amor profundo e duradouro que tenho por um homem que conheci em um baile há muitos anos. E o amor profundo que tenho e sei que compartilhamos por este país. Quero falar com você sobre esse amor tão profundo, que só uma mãe pode imaginar. O amor que temos por nossos filhos e os filhos de nossos filhos. E quero que pensemos esta noite sobre o amor que compartilhamos por esses americanos, nossos irmãos e irmãs, que estão passando por momentos difíceis, cujos dias nunca são fáceis, as noites são sempre longas e cujo trabalho parece nunca ter terminado. Eles estão aqui entre nós esta noite neste corredor. Eles estão aqui em bairros em Tampa e em toda a América. Os pais que ficam acordados à noite, lado a lado, imaginando como conseguirão pagar a hipoteca ou o aluguel. O pai solteiro que está trabalhando horas extras hoje à noite para que seus filhos possam comprar algumas roupas novas para voltar a estudar, pode fazer uma viagem escolar ou praticar um esporte para que seus filhos possam se sentir, você sabe, como as outras crianças.

E as mães trabalhadoras que amam seus empregos, mas gostariam de trabalhar um pouco menos para passar mais tempo com as crianças, mas isso está simplesmente fora de questão com esta economia. Ou que tal aquele casal que gostaria de ter outro filho, mas se pergunta como eles vão pagar? Estive em todo o país e conheço muitos de vocês. E tenho visto e ouvido histórias de como é difícil progredir agora. Você sabe o que? Eu ouvi suas vozes. Eles me disseram, estou correndo no lugar e simplesmente não podemos ir em frente. Às vezes, acho que, tarde da noite, se fôssemos todos em silêncio por apenas alguns momentos e escutássemos com atenção, poderíamos ouvir um suspiro coletivo das mães e pais de toda a América que sobreviveram mais um dia e saberiam que eles farão isso por meio de outro amanhã. Mas no final daquele dia, eles simplesmente não têm certeza de como. E se você ouvir com atenção, vai ouvir as mulheres suspirando um pouco mais do que os homens. É assim mesmo, não é? São as mães que sempre tiveram que trabalhar um pouco mais para fazer tudo certo. São as mães desta nação, solteiras, casadas, viúvas, que realmente mantêm o país unido. Nós somos as mães. Nós somos as esposas. Somos as avós. Somos as irmãs mais velhas. Somos as irmãzinhas e somos as filhas.

Você sabe que é verdade, não é? Amo vocês, mulheres!

E eu ouço suas vozes. Esses são meus fãs favoritos lá.

São vocês que precisam fazer um pouco mais e sabem o que é ganhar um pouco mais, ganhar o respeito que merecem no trabalho e depois voltar para casa para ajudar com o relatório do livro só porque tem que ser feito . Você sabe como são aqueles telefonemas noturnos com um pai idoso e aquelas viagens de fim de semana prolongadas só para ver como estão.

Você conhece o caminho mais rápido para o pronto-socorro local e quais médicos realmente atendem o telefonema quando você liga à noite e, a propósito, eu sei tudo sobre isso. Você sabe como é sentar-se naquela cerimônia de formatura e se perguntar como foi que tantos dias longos se transformaram em anos que passaram tão rapidamente. Você é o melhor da América. Você ... Você é a esperança da América. Não haveria uma América sem você. Esta noite, nós os saudamos e cantamos seus louvores! Não tenho certeza se os homens realmente entendem isso, mas não acho que haja uma mulher na América que realmente espera que sua vida seja fácil. À nossa maneira, todos nós sabemos melhor. Você sabe o que, e isso é bom. Não queremos facilidade. Mas os últimos anos foram mais difíceis do que precisavam ser. São todas as pequenas coisas, o preço da bomba que você não podia acreditar e as contas do supermercado que só aumentam, todas aquelas coisas que antes eram de graça, como esportes escolares, agora são mais uma conta a pagar. São todas as pequenas coisas que se tornam grandes. E as coisas grandes, os bons empregos, a chance de estudar na faculdade e a casa que você quer comprar ficam mais difíceis. Tudo ficou mais difícil. Somos muito espertos e sabemos que não existem respostas fáceis, mas não somos burros o suficiente para aceitar que não existem respostas melhores.

E é aí que entra esse garoto que conheci em um baile do colégio. Seu nome é Mitt Romney e você realmente deveria conhecê-lo. Eu poderia te dizer por que me apaixonei por ele; ele era alto, ria muito. Ele estava nervoso. Garotas gostam disso. Isso mostra que o cara está um pouco intimidado. Ele era bom com meus pais, mas também ficava muito feliz quando eles não estavam por perto.

Eu não me importo com isso. Mas, mais do que tudo, ele me fez rir. Alguns de vocês podem não saber disso, mas eu sou a neta de um mineiro de carvão galês. Ele estava determinado - ele estava determinado a que seus filhos saíssem das minas. Meu pai conseguiu seu primeiro emprego quando tinha seis anos em um pequeno vilarejo no País de Gales chamado (inaudível). Limpando garrafas no (inaudível).

Quando ele tinha 15 anos, meu pai veio para a América. Em nosso país, ele viu esperança e uma oportunidade para escapar da pobreza. Ele se mudou para uma pequena cidade no grande estado de Michigan. Michigan!

Lá ele começou um negócio, que ele mesmo construiu, aliás.

Ele criou uma família e se tornou prefeito de nossa cidade. Meu pai costumava lembrar a meus irmãos e a mim como éramos afortunados por crescer em qualquer lugar como a América. Ele queria que tivéssemos todas as oportunidades que surgissem com a vida neste país e, por isso, incentivou-nos a dar o nosso melhor e dar o nosso melhor. Dentro das casas que margeiam as ruas do centro da cidade, havia muitos pais ensinando a seus filhos e filhas esses mesmos valores. Eu não sabia na época, mas um desses pais era meu futuro sogro, George Romney. O pai de Mitt nunca se formou na faculdade. Em vez disso, ele se tornou carpinteiro. Ele trabalhou muito e depois se tornou o chefe da empresa de automóveis e, em seguida, o governador de Michigan. Quando Mitt e eu nos conhecemos e nos apaixonamos, estávamos determinados a não permitir que nada atrapalhasse nosso futuro. Eu era episcopal, ele era mórmon. Éramos muito jovens, ambos ainda na faculdade. Houve muitos motivos para atrasar o casamento. E você sabe o quê, nós simplesmente não nos importamos. Nós nos casamos e nos mudamos para um apartamento no subsolo.

Fomos juntos para a aula, dividimos as tarefas domésticas, comemos muito macarrão e atum. Nossa apenas era uma porta apoiada em cavaletes, nossa mesa de jantar era uma tábua de engomar dobrável na cozinha. Mas aqueles foram os melhores dias.

Então nosso primeiro filho apareceu. De repente, uma garota de 22 anos com um bebê e um marido, que está indo para a escola de negócios e de direito ao mesmo tempo, e eu posso te dizer, provavelmente como qualquer outra garota que se encontra em uma nova vida longe de família e amigos com um novo bebê e um novo marido, que me ocorreu que eu não tinha absolutamente nenhuma ideia no que estava me metendo. Bem, isso foi há 42 anos. Eu sobrevivi. Agora temos cinco filhos e 18 lindos netos.

Ainda estou apaixonada por aquele garoto que conheci no baile do colégio e ele ainda me faz rir.

Eu li em algum lugar que Mitt e eu temos um casamento de livro de histórias. Bem, deixe-me dizer-lhe uma coisa. Nos livros de história que li, nunca houve longas tardes chuvosas de inverno em uma casa com cinco meninos gritando ao mesmo tempo, e esses livros nunca pareciam ter um capítulo chamado M. S. ou câncer de mama. Um casamento de livro de histórias? Não, de forma alguma. O que Mitt Romney e eu temos é um casamento de verdade. Eu conheço este homem bom e decente pelo que ele é. Ele é caloroso, amoroso e paciente. Ele tentou viver sua vida com um conjunto de valores centrados na família, na fé e no amor ao próximo. Desde que nos casamos, eu o vi passar incontáveis ​​horas ajudando outras pessoas. Já o vi largar tudo para ajudar um amigo em apuros e estava presente quando chegavam telefonemas noturnos de pânico de um membro de nossa igreja cujo filho foi levado ao hospital.

Você pode não concordar com as decisões de Mitt sobre questões ou sua política - a propósito, Massachusetts é apenas 13% republicano, então não é como se isso fosse um choque para mim. Mas - deixe-me dizer isso a todos os americanos que estão pensando em quem deve ser nosso próximo presidente. Ninguém vai trabalhar mais. Ninguém vai se importar mais. E ninguém moverá céus e terras como Mitt Romney para tornar este país um lugar melhor para se viver.

É verdade - é verdade que Mitt teve sucesso em cada novo desafio que assumiu. Quer saber, realmente me surpreende ver sua história de sucesso sendo atacada. Esses são realmente os valores que tornaram nosso país grande? (PARTICIPANTE): Não.

Como mãe de cinco meninos, queremos criar nossos filhos para ter medo do sucesso?

Enviamos nossos filhos para o mundo com o conselho de tentar fazer o certo?

E vamos ser honestos. Se os últimos quatro anos tivessem sido mais bem-sucedidos, será que realmente achamos que haveria esse ataque ao sucesso de Mitt Romney?

Claro que não. Mitt seria o primeiro a dizer que ele é o homem mais feliz do mundo. Ele teve dois pais amorosos que lhe deram valores fortes e o ensinaram o valor do trabalho. Ele teve a chance de obter a educação que seu pai nunca teve. Mas, como seu parceiro nesta jornada incrível, posso dizer que Mitt Romney não obteve sucesso. Ele o construiu. Ele ficou em Massachusetts após a graduação e conseguiu um emprego. Eu vi as longas horas que começaram com aquele primeiro emprego. Eu estava lá quando ele tinha um pequeno grupo de amigos falando sobre começar uma nova empresa. Eu estava lá quando eles lutaram e me perguntei se a ideia toda simplesmente não iria funcionar. A reação de Mitt foi trabalhar mais duro e seguir em frente.

Hoje, a empresa se tornou mais uma grande história de sucesso americana. Isso fez com que aqueles que começaram a empresa tivessem um sucesso além de seus sonhos? Sim, tem. Isso nos permitiu dar a nossos filhos uma chance de uma boa educação e fez aquelas longas horas de relatórios e deveres de casa valerem cada minuto. Isso nos deu a profunda satisfação de poder ajudar outras pessoas de maneiras que nunca poderíamos ter imaginado. Isso é importante. Eu quero que você ouça o que vou dizer. Mitt não gosta de falar sobre como ajudou outras pessoas porque vê isso como um privilégio, não um ponto de discussão político.

Não somos diferentes dos milhões de americanos que silenciosamente ajudam seus vizinhos, suas igrejas e suas comunidades. Eles não fazem isso para que os outros pensem mais deles. Eles fazem isso porque não há alegria maior. Dê e será dado a você.

Mas porque esta é a América, aquela pequena empresa que cresceu ajudou tantos a ter uma vida melhor, os empregos que cresceram com o risco que assumiram se tornaram educação universitária e primeiro lar. Esse sucesso ajudou bolsas de estudo, pensões e fundos de aposentadoria. Este é o gênio da América. Sonhos realizados, ajude outros a lançar novos sonhos.

A cada passo de sua vida, esse homem que conheci em um baile do colégio ajudou a erguer outras pessoas. Ele fez isso com as Olimpíadas, quando muitos queriam desistir. Ele fez isso em Massachusetts, onde guiou o estado da crise econômica ao desemprego em apenas 4,7%. Sob Mitt, a escola de Massachusetts para os melhores do país. Ao melhor. Ele começou algo que eu realmente amo. Ele começou a bolsa de estudos John and Abigail Adams, que dá aos 25% dos melhores graduados do ensino médio uma bolsa de estudos gratuita de quatro anos. Este é o homem de que a América precisa.

Este é um homem que vai acordar todos os dias com a determinação de resolver os problemas que os outros dizem que não podem ser resolvidos, que consertar o que os outros dizem é irreparável, este é o homem que trabalhará mais arduamente que ninguém para que possamos trabalhar um pouco menos difícil.

Não posso te dizer o que vai acontecer nos próximos quatro anos. Mas só posso ficar aqui esta noite como esposa, mãe e avó, uma americana, e fazer-lhe este compromisso solene. Este homem não falhará.


Ann Romney diz às mulheres que seu marido 'não nos deixará na mão'

Ann Romney faz um apelo direto às mulheres americanas em nome do marido.

Ann Romney & # x27s Melhores momentos: & # x27Eu te amo, mulheres! & # X27

TAMPA, 28 de agosto de 2012 - Ann Romney, esposa do candidato republicano à presidência, disse aos americanos esta noite que eles podiam confiar em seu marido e, em um apelo direto às mulheres, disse: "Este homem não nos decepcionará."

“Às vezes eu acho que tarde da noite, se todos ficássemos em silêncio por apenas alguns momentos e escutássemos com atenção, poderíamos ouvir um grande suspiro coletivo das mães e pais de toda a América”, disse Romney. "E se você ouvir com atenção, vai ouvir as mulheres suspirando um pouco mais do que os homens."

"São as mães desta nação - solteiras, casadas, viúvas - que realmente mantêm este país unido", disse ela, momentos antes de olhar para o chão da convenção e gritar: "Eu amo vocês, mulheres!"

Falando sobre o marido, ela prometeu: "Ele nos levará para um lugar melhor, assim como me levou para casa em segurança depois do baile", onde eles se conheceram há mais de quatro décadas.

"Este homem não falhará", disse Ann Romney. "Este homem não vai nos decepcionar."

A Sra. Romney também deu uma cotovelada forte, argumentando contra as críticas que seu marido enfrentou ao longo de seu tempo no setor privado com a Bain Capital, uma firma de private equity.

"É verdade que Mitt teve sucesso em cada novo desafio que assumiu. Fico espantado ao ver sua história de sucesso sendo realmente atacada. Esses são realmente os valores que tornaram nosso país grande?

"E sejamos honestos", continuou ela, "se os últimos quatro anos tivessem sido mais bem-sucedidos, será que realmente achamos que haveria esse ataque ao sucesso de Mitt Romney? Claro que não."

Enquanto os cinco filhos de Romney observavam sua mãe, vários claramente tinham lágrimas nos olhos.

A Sra. Romney falou longamente sobre sua vida com o homem com quem se casou aos 19 anos, um homem que ela disse que as pessoas não entendiam de verdade.

“Eu li em algum lugar que Mitt e eu temos um 'casamento de livro de histórias'. Bem, nos livros de histórias que li, nunca houve longas, longas e chuvosas tardes de inverno em uma casa com cinco meninos gritando ao mesmo tempo. E esses livros de histórias nunca pareciam ter capítulos chamados MS ou câncer de mama ", disse ela, referindo-se às doenças que tem sobreviveu. "Um casamento de livro de histórias? Não, de jeito nenhum. O que Mitt Romney e eu temos é um casamento de verdade."

Após terminar seu discurso, a Sra. Romney foi saudada no palco pela candidata. Eles acenaram para a multidão, antes de se juntarem aos filhos para assistir ao discurso do governador de Nova Jersey, Chris Christie.

O discurso de Romney foi feito para oferecer uma visão única da vida e personalidade de seu marido, algo que os eleitores podem não estar familiarizados - especialmente aqueles que ainda não tomaram uma decisão entre ele e o presidente Obama. A campanha esperava que Romney fosse, como eles gostam de dizer, sua "arma secreta", sua melhor aposta para pintar um retrato mais lisonjeiro e em tons de pele do candidato antes do dia das eleições.

Horas antes de subir ao palco, a Sra. Romney disse a Diane Sawyer da ABC News que estava nervosa.

"Sabe, eu estava um pouco trêmulo quando saí. Estou tipo, oh, este é um auditório muito grande, este será obviamente o maior discurso da minha vida. Mas assim que me estabelecer, estou como se eu me sentisse bem, me senti muito bem ", disse a sra. Romney.

Questionada sobre se o marido tinha algum conselho para ela, a Sra. Romney disse que ele a aconselhou a "apenas dar a impressão de que o rosto de alguém está ali, como se você estivesse falando com alguém".


Neste dia da história, 28 de agosto

O discurso histórico que foi um apelo ao fim do racismo nos Estados Unidos foi proferido em frente ao Lincoln Memorial durante a Marcha em Washington, uma manifestação política organizada por grupos de direitos humanos e políticos. Mais de 200.000 pessoas se reuniram em Washington DC para exigir empregos e igualdade para os afro-americanos. O discurso I Have a Dream do Dr. King tornou-se um símbolo do movimento americano pelos direitos civis e é um dos discursos mais conhecidos da história.

1963 Evergreen Bridge abre para o tráfego pela primeira vez

A ponte flutuante mais longa do mundo, a Ponte Evergreen Point ou Ponte Governador Albert D. Rosellini, está na Rota 520, no estado de Washington. É construído no Lago Washington e conecta Seattle com a cidade de Medina. A ponte tem 4.750 metros de comprimento, metade dos quais sobre a água.

1955 Emmett Till é assassinado no Mississippi

O garoto afro-americano de 14 anos foi brutalmente assassinado por homens brancos depois de, alegadamente, ter flertado com uma mulher branca um dia antes. Till, que era de Chicago, estava visitando a família em Money, Mississippi, quando foi sequestrado, mutilado e seu corpo jogado no rio.

1937 Toyota Motor Corporation é formada

A montadora foi fundada em 1933 como subsidiária da Toyoda Automatic Loom Works, Ltd. A divisão era chefiada por Kiichiro Toyoda, filho do fundador da Toyota, Sakichi Toyoda.

1845 Primeira edição da Scientific American chega às bancas

A revista científica foi fundada pelo inventor e artista americano Rufus M. Porter. A revista começou como um boletim informativo semanal e agora é a revista mais antiga publicada continuamente nos Estados Unidos.


Conteúdo

Seleção de local Editar

Em 14 de agosto de 2009, o Comitê Nacional Republicano nomeou um Comitê de Seleção de Local de oito membros para iniciar o processo de seleção de uma cidade-sede para a convenção de 2012. [6] Notícias do início de 2010 indicaram que Tampa, bem como Salt Lake City, Utah e Phoenix, Arizona, foram selecionados como candidatos finalistas para o local da convenção. [4] [7] [8] A decisão foi anunciada em 12 de maio de 2010, quando Tampa foi escolhida como cidade-sede. [9]

Edição do Comitê Anfitrião

O Comitê Anfitrião de Tampa Bay de 2012, uma organização sem fins lucrativos 501 (c) (3), foi o comitê anfitrião oficial da convenção presidencial designado federalmente, encarregado da tarefa de levantar os fundos necessários para realizar a convenção. [10] O Comitê Anfitrião foi composto por 10 proeminentes executivos da Flórida, líderes cívicos e outros líderes comunitários. Al Austin foi presidente do conselho e Ken Jones atuou como presidente e diretor executivo. [11] [12] O Comitê Anfitrião alcançou sua meta de arrecadação de fundos em 27 de agosto de 2012, tendo arrecadado mais de $ 55.000.000 para sediar a Convenção Nacional Republicana de 2012.

Objetivos e temas Editar

O tema da convenção foi "Um Futuro Melhor". [13] Cada dia também tinha seu próprio tema: a segunda era "We Can Do Better", a terça era "We Built It", a quarta era "We Can Change It" e a quinta era "We Believe in America". Além desses temas diários, o Comitê Nacional Republicano anunciou que apresentaria uma série de workshops sobre políticas a serem hospedados pelo ex-presidente da Câmara, Newt Gingrich, chamados de "Universidade Newt". [14] Um objetivo principal da convenção, descrito tanto como o "maior obstáculo eleitoral" de Romney e como a "tarefa mais urgente" de Romney, que preocupava os principais republicanos, era combater os esforços para retratá-lo como um elitista inabalável e para reabilitar a imagem de sua carreira empresarial. [15] A convenção durou de 27 a 30 de agosto de 2012. De acordo com o site da convenção, ela hospedou 2.286 delegados, 2.125 suplentes e 15.000 membros credenciados da mídia. O CEO da convenção foi William D. Harris. [16] Várias figuras republicanas notáveis ​​optaram por não comparecer à convenção, incluindo os ex-presidentes George W. Bush e George H. W. Bush, e o ex-vice-presidente Dick Cheney. No entanto, um vídeo de tributo a George W. Bush, que ficou fora da arena política desde que deixou o cargo três anos antes, foi exibido na convenção na noite de quarta-feira, na qual os membros da família de Bush o elogiaram. Na homenagem, o pai de Bush, George H.W. Bush disse sobre George W. Bush: "Nunca houve uma mancha de escândalo em torno de sua presidência. E acho que esquecemos a importância disso." [17]

Edição de Segurança

A convenção foi designada como Evento de Segurança Especial Nacional, o que significa que a autoridade final sobre a aplicação da lei foi para o Serviço Secreto e Departamento de Segurança Interna. [18] O governo federal forneceu $ 50 milhões para a segurança da Convenção. [19] Grande parte do dinheiro foi para a delegação de policiais adicionais. Outras despesas incluíram tecnologia de vigilância expandida e um veículo SWAT blindado. [20] [21] Tampa Bay revelou especificamente que gastou US $ 1,18 milhão em ligações de vídeo entre a polícia terrestre e helicópteros. [22] [23] [24] A cidade pagou $ 16.500 à Florida State Fairgrounds Authority em troca do uso policial do recinto de feiras local como um centro de comando. [25]

Dani Doane, da Heritage Foundation, descreveu a presença da polícia como "enervante" e "como um estado policial". [26] [27] Outros relataram uma semana tranquila com pequenos protestos e poucas prisões. [28] [29] A polícia distribuiu garrafas de água durante o evento [30] e em um ponto serviu aos manifestantes uma lancheira. [31]

Edição de plataforma

Um comitê, presidido pelo governador da Virgínia Bob McDonnell, se reuniu em Tampa para esboçar uma plataforma partidária. Em 21 de agosto de 2012, o comitê divulgou um documento de 60 páginas para aprovação na convenção. A plataforma foi entusiasticamente aprovada na convenção em 28 de agosto. [32] [33] As políticas incluem: [34]

  • Uma Emenda da Vida Humana proibindo o aborto (com exceções, se houver, a serem determinadas pelo Congresso) [35] e legislação "para deixar claro que as proteções da Décima Quarta Emenda se aplicam aos nascituros". [36]
  • Uma emenda constitucional que define o casamento como a união de um homem e uma mulher. O direito do governo federal e de cada estado de negar o reconhecimento legal aos casamentos do mesmo sexo. [32]
  • Para o Medicare: aumente a idade de elegibilidade e mude para um plano de contribuição definida no qual o governo paga um valor fixo em vez de cobrir os custos de um indivíduo. [37]
  • Um novo programa de "trabalhadores convidados" [38], detenção de longo prazo para "estrangeiros perigosos, mas indesejáveis". [39]
  • A abstinência deve ser a única forma de planejamento familiar para adolescentes financiada pelo governo. [37]
  • Maior transparência do Federal Reserve por meio de auditorias e investigação da viabilidade de retornar a uma moeda de valor fixo. [40]
  • Acabar com o imposto de renda federal revogando a Décima Sexta Emenda se o sistema de tributação atual for alterado significativamente. [41]
  • Opondo-se às regulamentações sobre negócios para conter as mudanças climáticas, restringindo o poder da Agência de Proteção Ambiental e promovendo a "administração privada do meio ambiente". [42]

Editar nomeações

De acordo com a Fox News [43] e as projeções dos delegados da Associated Press, [44] Mitt Romney, ex-governador de Massachusetts, conquistou a nomeação presidencial republicana nas primárias do Texas em 29 de maio de 2012 e tornou-se o candidato provável do partido. [45] Duas semanas antes da convenção, em 11 de agosto, Romney anunciou Paul Ryan como seu companheiro de chapa. [46] A decisão fez de Ryan o primeiro candidato a vice-presidente de um grande partido de Wisconsin. [47]

Rick Santorum e Newt Gingrich liberaram formalmente seus delegados na semana anterior à convenção e os incentivaram a votar em Romney. Ron Paul manteve seus delegados, como parte de uma estratégia geral para influenciar o partido. A composição final de várias delegações estava sujeita a decisão da Comissão de Concursos.

A lista de chamada tradicional dos estados, que permite aos delegados promover seus estados de origem, ocorreu na terça-feira, 28 de agosto de 2012, o primeiro dia completo da convenção.

Paul Ryan foi nomeado vice-presidente por voto verbal.

Editar palestrantes

O plano original previa discursos na segunda-feira, mas devido à tempestade tropical Isaac, a maior parte do programa da segunda-feira foi cancelada e todos os oradores principais foram remarcados para falar mais tarde na convenção. [48] ​​[49]

Ron Paul recebeu uma oferta para discursar, sob as condições de que a campanha de Romney pudesse revisar previamente suas observações e que ele endossaria Romney totalmente. [50] Paulo recusou a oferta, dizendo que ele permaneceu um "eleitor indeciso". [51] Paul explicou que "Não seria o meu discurso. Isso desfaria tudo o que fiz nos últimos 30 anos. Não o endosso totalmente para presidente." [50] Em vez disso, um vídeo de homenagem a Paulo foi mostrado na convenção. [52]

A congressista Cathy McMorris Rodgers serviu como anfitriã oficial da convenção, falando no início de cada noite da convenção para fornecer o tema dos discursos de cada noite. [53]

O horário de discurso mais cobiçado que deveria encerrar o programa da convenção na noite de segunda-feira estava programado para ir para Ann Romney, esposa de Mitt Romney. Mas como as principais redes de televisão optaram por não receber a cobertura do horário nobre de segunda-feira (antes do cancelamento das atividades na segunda-feira), seu discurso foi transferido para terça-feira, 28 de agosto, após as 22h00 EDT, quando as redes de transmissão começaram a cobertura, com uma introdução de Lucé Vela Fortuño, a primeira-dama de Porto Rico. [54] A tarefa de Ann Romney em seu discurso foi descrita por Lois Romano de Político como "tentar realizar o que as mentes mais afiadas da política republicana não conseguiram fazer: apresentar seu marido rígido e desajeitado como um cara agradável". [55]

Outros oradores de 28 de agosto incluíram os governadores John Kasich (Ohio), Nikki Haley (Carolina do Sul), Bob McDonnell (Virginia) e Mary Fallin (Oklahoma). [56]

Segunda-feira, 27 de agosto Editar

Devido à tempestade tropical Isaac, as atividades programadas na segunda-feira foram adiadas ou canceladas O presidente da RNC, Reince Priebus, convocou a convenção para ordem às 14h00 na segunda-feira e iniciou um cronômetro de dívidas na arena, antes de colocar a convenção em recesso às 14h10 PM. [57]

Terça-feira, 28 de agosto - Ann Romney e Chris Christie Editar

Na terça-feira à tarde, a maior parte dos delegados do Maine saiu da convenção em protesto contra a decisão de substituir 10 delegados de Ron Paul por 10 delegados de Romney. [58] Esta ação do RNC veio em resposta [ falha na verificação [ falha na verificação ] os dez delegados adicionais vieram às custas de Romney. [59]

Originalmente agendada para falar no encerramento do programa da noite de segunda-feira, Ann Romney falou na Convenção Nacional Republicana na terça-feira, 28 de agosto de 2012. Romney começou afirmando que seu discurso não era sobre política ou partido, mas sobre amor. Ela falou sobre seu marido, Mitt Romney, em uma tentativa de apresentá-lo como uma pessoa agradável e identificável, respondendo em parte à descrição de seus oponentes dele como um elitista inabalável. [60]

-Discurso da convenção RNC de 2012 de Ann Romney

Os palestrantes do dia foram:

    , rabino associado da Congregação Kehilath Jeshurun ​​da cidade de Nova York e diretor do Centro Straus para Torá e Pensamento Ocidental da Universidade de Yeshiva, co-presidente do Comitê Nacional Republicano. , Prefeito democrata de Tampa.
  • William Harris, CEO da Convenção Nacional Republicana.
  • Al Austin, presidente do Comitê Anfitrião de Tampa Bay. , Representante dos Estados Unidos para o 32º distrito congressional do Texas
  • Ricky Gill, candidato republicano a Representante dos EUA no 9º distrito congressional da Califórnia. , Representante dos Estados Unidos para o 23º distrito congressional do Texas.
  • Andy Barr, candidato republicano a Representante dos EUA no 6º distrito congressional de Kentucky. , membro do Senado da Carolina do Norte pelo 12º distrito e candidato republicano a Representante dos EUA no 7º distrito congressional da Carolina do Norte. , Candidato republicano a Representante dos EUA no 8º distrito congressional da Carolina do Norte. , Candidato republicano a Representante dos EUA no 11º distrito congressional da Carolina do Norte. , Representante dos Estados Unidos para o 1º distrito congressional de Michigan.
  • John Archer, candidato republicano a Representante dos EUA no 2º distrito congressional de Iowa. , ex-membro republicano da Câmara dos Representantes de Indiana pelo 21º distrito e candidato republicano a Representante dos EUA no 2º distrito congressional de Indiana. , Candidato republicano a Representante dos EUA no distrito congressional At-large de Montana. , Representante dos Estados Unidos para o 3º distrito congressional de Utah. , Representante dos Estados Unidos para o 1º distrito congressional da Carolina do Sul. , Representante dos Estados Unidos para o 7º distrito congressional de Wisconsin. , Candidato republicano a Representante dos EUA no 4º distrito congressional da Pensilvânia. , Representante dos Estados Unidos para o 2º distrito congressional de Arkansas. , membro da Legislatura de Nebraska pelo 43º distrito e candidato republicano ao Senado dos EUA por Nebraska. , Representante dos Estados Unidos para o distrito congressional At-large da Dakota do Norte e candidato republicano ao Senado dos EUA pela Dakota do Norte. , membro da Câmara de Delegados da Virgínia para o 34º distrito.
  • Rae Lynn Chornenky, presidente da Federação Nacional das Mulheres Republicanas.
  • Alex Schriver, Presidente Nacional do Comitê Nacional Republicano do Colégio. , Prefeito republicano de Oklahoma City.
  • Chris Fussner, Presidente Global dos Republicanos no Exterior e CEO da TransTechnology.
  • Lisa Stickan, Presidente dos Jovens Republicanos. , Senador dos Estados Unidos pela Dakota do Norte. , Representante dos Estados Unidos para o 7º distrito congressional do Tennessee. , Presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos. , Presidente do Comitê Nacional Republicano. , Prefeito de Saratoga Springs, Utah e candidato republicano a Representante dos EUA no 4º distrito congressional de Utah. , atriz e ativista do Tea Party. , candidato a Tenente Governador de Delaware. Trocou de lugar com Rick Santorum em comparação com a ordem publicada de palestrantes. , Representante dos Estados Unidos para o 5º distrito congressional de Washington. , Senador dos EUA por New Hampshire, acompanhado por Jack Gilchrist, proprietário da Gilchrist Metal Fabricating. , Governador de Ohio. , Governador de Oklahoma. , Governador da Virgínia, acompanhado por Bev Gray. , Governador de Wisconsin. , Governador de Nevada.
  • Phil Archuletta, empresário do Novo México. , ex-senador dos EUA pela Pensilvânia e candidato presidencial de 2012. , ex-procurador-geral do Texas e candidato republicano ao Senado dos EUA em 2012 pelo Texas. , ex-representante democrata dos Estados Unidos no 7º distrito congressional do Alabama e candidato democrata em 2010 para governador do Alabama. , Governador da Carolina do Sul. , Primeira Dama de Porto Rico. , ex-primeira-dama de Massachusetts e esposa do candidato republicano Mitt Romney. , Governador de Nova Jersey - orador principal. [5]

Quarta-feira, 29 de agosto - Paul Ryan Edit

Wednesday saw a speech from vice presidential nominee Paul Ryan. [61] The accuracy of some of Ryan's statements was widely challenged by the media, fact-checkers, and political opponents. [62] [63] The Associated Press criticized Ryan for taking "factual shortcuts", [64] and the speech was criticized in other outlets for being "misleading" [65] [66] and "dishonest". [67] [68] The most widely challenged portion of Ryan's speech occurred when Ryan criticized Obama for supposedly claiming, at a 2008 campaign appearance at a GM plant in Janesville, Wisconsin (which was slated for closure), that he (Obama) would keep that plant open if he became president. [69] GM began a phased plant closing for the Janesville facility during the 2008 presidential campaign, laying off nearly all of its 1,200 workers on December 23, 2008. 57 workers remained employed at the plant during final assembly and another 40 to 50 in the decommissioning of the plant. [70] [71] On September 19, 2011, GM reported that the Janesville plant was on standby status, as part of a contract between itself and the UAW. [72]

The speakers for the day were:

    , Republican Minority Leader of the Senate. , United States Senator from Kentucky. , Salt Lake City Gold Olympian alpine ski racer, and Jeanine McDonnell , U.S. Senator from Arizona and 2008 presidential nominee. , Attorney General of Florida, and Sam Olens, Attorney General of Georgia. , Governor of Louisiana. (Cancelled due to Tropical Storm / Hurricane Isaac) , U.S. Senator from South Dakota.
  • Yash Wadhwa, Wisconsin civil engineer.
  • Tad True, vice president of a pipeline company in Wyoming.
  • Michelle Voorheis, Michigan businesswoman. , U.S. Senator from Ohio.
  • Steve Cohen, CEO of Screen Machine Industries in Ohio. , Governor of Puerto Rico. , former Governor of Minnesota and 2012 presidential candidate. , former Governor of Arkansas and 2008 presidential candidate. , former U.S. Secretary of State. , Governor of New Mexico. , U.S. Representative from Wisconsin and nominee for Vice President of the United States. [5]

Thursday, August 30: Eastwood, Rubio and Romney Edit

Actor and director Clint Eastwood made a planned surprise appearance at the convention, speaking at the top of the final hour. He spent much of his speech time on a largely improvised routine addressing an empty chair representing President Obama. In at least two instances, Eastwood implied the President had uttered profanities directed both at Romney and Eastwood. [73] Eastwood's remarks were well-received within the convention hall, but responses were mixed in the media. [74] Film critic Roger Ebert commented "Clint, my hero, is coming across as sad and pathetic. He didn't need to do this to himself. It's unworthy of him". [75] Comedian Bob Newhart, who had popularized empty-chair interviews in the 1960s, tweeted in his deadpan humor style, "I heard that Clint Eastwood was channeling me at the RNC. My lawyers and I are drafting our lawsuit". [76]

Thursday night concluded with Romney's acceptance speech. He announced that if elected, a Romney administration energy policy would take "full advantage of our oil and coal and gas and nuclear and renewables". [77] Romney also joked about the Obama administration's policies on climate change, saying "President Obama promised to begin to slow the rise of the oceans and heal the planet", a line which elicited laughter from the convention audience. [78] By way of contrast, Romney continued "MY promise. is to help you and your family."

Thursday's speakers included:

    , United States Representative from Florida's 14th congressional district and 2012 Republican nominee from Florida for U.S. Senate. , former Republican Speaker of the House and 2012 Presidential candidate & his wife, Callista Gingrich.
  • Craig Romney, son of Mitt Romney. , former Governor of Florida accompanied by teacher Sean Duffy and former student Frantz Placide. , United States Representative for Washington's 5th congressional district.
  • Grant Bennett, CEO of CPS Technologies and former consultant of Bain Capital.
  • Ted and Pat Oparowsky and Pam Finlayson from Mitt Romney's former congregation , chairman of Romney for President campaign. , founder of Staples Inc.
  • Ray Fernandez, owner of Vida Pharmacy , former Lt. Governor of Massachusetts.
  • Jane Edmonds, former Massachusetts Secretary of Workforce. , actor he was confirmed to be the "mystery speaker" that had been subject of media speculation since the opening day of the convention. [79] , United States Senator from Florida. , former Governor of Massachusetts and nominee for President of the United States. [5]

Invocations and blessings Edit

Besides Rabbi Soloveichik, another five religious leaders were scheduled to provide blessings or invocations, including the Rev. Sammy Rodriguez, president of the National Hispanic Christian Leadership Conference Ishwar Singh of the Sikh Society of Central Florida Archbishop Demetrios, primate of the Greek Orthodox Archdiocese of America Ken and Priscilla Hutchins of The Church of Jesus Christ of Latter-day Saints (to open [80] ) and Roman Catholic Archbishop of New York Timothy Dolan. [81] Dolan gave the closing prayer.

In October 2011, Tampa city officials began planning for anticipated protests, and discussions centered around small prior protests by the Occupy movement. According to former Tampa City Council member John Dingfelder, then the senior staff attorney for the mid-Florida office of the American Civil Liberties Union, the convention should expect to draw far more protestors and the city should plan on up to 10,000. Dingfelder encouraged the city to be proactive regarding where protests could occur and protestors could sleep. Tampa's Mayor Bob Buckhorn's response was "If they want a place to sleep, they can go home or to a hotel. Just because they want to occupy something doesn't mean we are obligated to provide them with an opportunity to camp out in a public park or on a sidewalk." [82]

The city of Tampa has banned puppets from downtown during the convention, a decision which some puppet-makers say violates their civil liberties. Police claimed that puppets could be used to conceal weapons—at the 2000 RNC, police charged a group of puppet-makers in Philadelphia with conspiracy to resist arrest. [83]

On August 4, the American Civil Liberties Union (ACLU) held a forum addressing what would be considered free speech during the Convention. [84] [85]

In early August, the city announced plans to provide delegates and protestors alike with water and portable toilets. [86]

Various groups began demonstrating on July 27 in Tampa and Tallahassee as part of a one-month countdown to the convention, calling for "good jobs, healthcare, affordable education, equality and peace." [87]


Fact-Checking Ann and Mitt Romney's Hardknock Early Years

If you didn't know much about Mitt and Ann Romney's biography, you might have gotten the impression from Ann's speech at the Republican National Convention Tuesday night that they were once two crazy kids in love just scraping by in a sad little slum.

If you didn't know much about Mitt and Ann Romney's biography, you might have gotten the impression from Ann's speech at the Republican National Convention Tuesday night that they were once two crazy kids in love just scraping by in a sad little slum. There's no doubt the Romneys were very much in love, but their youthful real estate experience wasn't typical of impoverished college students, or even middle class ones. They lived off stock options.

Like Ann Romney, Chris Christie talked about his hardscrabble early years, when he and his wife moved into a "studio apartment," as if it's the norm of a young married couple to move into a suburban McMansion straight out of college. Let's go through the lines of Ann Romney's speech to see where the cute-poverty rhetoric doesn't quite match up with history:

Their first apartment

Ann Romney Tuesday: "We got married and moved into a basement apartment. We walked to class together, shared the housekeeping, and ate a lot of pasta and tuna fish."

Ann Romney in 1994: When Mitt Romney was running for Senate in 1994, his wife gave a candid interview with Jack Thomas of o Boston Globe, published October 20, 1994. She told Thomas that after their Hawaii honeymoon, Mitt transferred to Brigham Young University. Back then, she still thought of that time as tough. But she wasn't as good at describing it, suggesting that it was rough living off stock options:

"They were not easy years. You have to understand, I was raised in a lovely neighborhood, as was Mitt, and at BYU, we moved into a $62-a-month basement apartment with a cement floor and lived there two years as students with no income. Neither one of us had a job, because Mitt had enough of an investment from stock that we could sell off a little at a time."

Furnishings

Ann Romney 2012: "Our desk was a door propped up on sawhorses. Our dining room table was a fold down ironing board in the kitchen. Those were very special days. Then our first son came along."

Ann Romney 1994: "We had our first child in that tiny apartment. We couldn't afford a desk, so we used a door propped on sawhorses in our bedroom. It was a big door, so we could study on it together. The funny thing is that I never expected help." [Most college students would consider investment income help, right?]

Whether Mitt was 'handed success'

Ann Romney 2012: "Mitt will be the first to tell you that he is the most fortunate man in the world. He had two loving parents who gave him strong values and taught him the value of work. He had the chance to get the education his father never had. But as his partner on this amazing journey, I can tell you Mitt Romney was not handed success."

Ann Romney 1994: "Remember, we'd been paying $ 62 a month rent, but here, rents were $ 400, and for a dump. This is when we took the now-famous loan that Mitt talks about from his father and bought a $42,000 home in Belmont, and you know? The mortgage payment was less than rent. Mitt saw that the Boston market was behind Chicago, LA and New York. We stayed there seven years and sold it for $90,000, so we not only stayed for free, we made money. As I said, Mitt's very bright.

"Another son came along 18 months later, although we waited four years to have the third, because Mitt was still in school and we had no income except the stock we were chipping away at. We were living on the edge, not entertaining. No, I did not work. Mitt thought it was important for me to stay home with the children, and I was delighted."

The risk at the start of Mitt's career

Ann Romney 2012: "I saw the long hours that started with that first job. I was there when he and a small group of friends talked about starting a new company. I was there when they struggled and wondered if the whole idea just wasn't going to work. Mitt's reaction was to work harder and press on."

The Real Romney, by Michael Kranish and Scott Helman: At Bain & Company, founder Bill Bain treated Romney "as a kind of prince regent at the firm, a favored son." He selected Romney to start and run Bain Capital. "It would be Romney’s first chance to run his own firm and, potentially, to make a killing," they write. "It was an offer few young men in a hurry could refuse. Yet Romney stunned his boss by doing just that." They continue:

He explained to Bain that he didn’t want to risk his position, earnings, and reputation on an experiment. He found the offer appealing but didn’t want to make the decision in a “light or flippant manner.” So Bain sweetened the pot. He guaranteed that if the experiment failed Romney would get his old job and salary back, plus any raises he would have earned during his absence. Still, Romney worried about the impact on his reputation if he proved unable to do the job. Again the pot was sweetened. Bain promised that, if necessary, he would craft a cover story saying that Romney’s return to Bain & Company was needed due to his value as a consultant. “So,” Bain explained, “there was no professional or financial risk. ” This time Romney said yes.


Accuracy in Media

Chris Matthews, who has been on a rampage this week in trying to label the Republican Party as racist, switched gears last night after Ann Romney’s speech at the Republican National Convention and used the opportunity to attack Mitt Romney directly.

Matthews complimented Ann Romney for a speech that he said was personal and made her look good, and then turned his attention to Mitt Romney’s appearance on the stage at the end of her speech.

But then he came out at the end, and he almost looked like he came out on wheels And he almost looked like he came out on wheels, like he’s not real. That person who came out there like that, almost a statue of a person. His odd animation — his odd lack of animation. The way he moved in the room at the end was strange. She’s a real person trying to advertise him as a real person. But she really advertised a Mr.-Fix-It.

Matthews continued with his attack by referencing Romney’s wealth and calling him a “conehead” who doesn’t quite seem like an Earthling, adding that Ann Romney had to make Mitt seem like a real human being and not a “wooden like-figure.”

I’m not really sure how Romney was supposed to look last night in that very brief appearance. He kissed his wife and waved to the crowd, before departing with her, hand in hand.

Apparently that wasn’t sufficiently human for Matthews.

Don Irvine

Don Irvine serves as the Publisher for Accuracy in Media. He is active on Facebook and Twitter. You can follow him @donirvine to read his latest thoughts. View the complete archives from Don Irvine.

Ready to fight back against media bias?
Join us by donating to AIM today.


Ann Romney needles convention planners, promises "heartfelt" speech

Ann Romney, wife of Republican presidential candidate, former Massachusetts Gov. Mitt Romney hands out cookies during a flight to Tampa, Tuesday, Aug. 28, 2012. AP Photo/Evan Vucci

(CBS News) TAMPA, Fla. - A spirited Ann Romney arrived in Tampa late Tuesday morning, expressing excitement at her opportunity to introduce her husband to millions of Americans - and humorous surprise at adviser Stuart Stevens and other planners over their strong interest over what she'll wear for her convention speech.

"Frankly, I didn't realize that Stuart had to weigh in on this - or my husband," she told reporters on a charter flight from Bedford, Mass., to Tampa. "It was going to be like my wedding night I wasn't going to let him know what I was going to wear. But now they have opinions."

Offering a glimpse at the message she hopes to portray in her speech, Ann Romney said it will be "heartfelt." She said she hopes voters will consider "how important this election's going to be, and how important it's going to be for them to consider the right things to make their right decisions."

She frequently introduces her husband on the campaign trail. But tonight she will use a teleprompter to deliver her remarks, something she acknowledged not being entirely comfortable with.

Republican Convention 2012

"This is a unique experience for me, to actually have something written because I've never used it," she told reporters. "No one has ever written a speech for me, no one has ever, I've never given anything off a sheet . so I had a lot of input in this, I must say. And a lot of tweaking where I felt like I was getting what I really wanted to say from my heart."

The presumed Republican nominee and his wife both spent the past two days practicing their speeches at a New Hampshire prep school. Ann Romney joked that she had practiced her speech enough recently that it had been "reduced to a tweet," and so decided to take time to do something she loves - baking.

"These are my grandmother's recipe, Welsh cakes," she explained as she passed a red tin of the round pastries among the press corps. "The funniest thing is my one grandmother was a great cook, the Welsh grandmother was a terrible cook, and I never liked her Welsh cakes growing up and I've learned how to make them in such a way that they're much more moist and delicious."

First published on August 28, 2012 / 3:55 PM

© 2012 CBS Interactive Inc. All Rights Reserved.

Sarah Huisenga is covering the Mitt Romney campaign for CBS News and National Journal.


August 28, 2012

Partially reflected in a glass shelf, journalists cover a news conference of members of Syrian opposition groups presenting the program &lsquoThe Day After: Supporting a Democratic Transition in Syria&rsquo, in Berlin, Germany. (AP)

A chapter of the layered geological history of Mars is laid bare in this postcard from NASA&rsquos Curiosity rover. The image shows the base of Mount Sharp, the rover&rsquos eventual science destination. This image is a portion of a larger image taken by Curiosity&rsquos 100-millimeter Mast Camera on Aug. 23, 2012. (NASA/JPL-Caltech/MSSS)

An Albanian boy uses a branch in an effort to put out a blaze raging near the city of Memaliaj. Albania has battled multiple forest fires since June after several heat waves and months of drought. (AFP)

Many residents leave the New Orleans area in anticipation of tropical storm Isaac, which is expected to make landfall on the Louisiana coast as a hurricane in Kenner, Louisiana. (AP)

A clown performs during a media preview of &lsquoSlava&rsquos Snowshow&rsquo at the Marina Bay Sands in Singapore. The show was created by renowned Russian clown Slava Polunin in 1993. (AP)

A Chinese fisherman is rescued by South Korean coast guard officers, unseen, from a Chinese ship in Jeju, South Korea. A powerful typhoon pounded South Korea with strong winds and heavy rain. (AP)

A Gulf Air jet arrives over the top of houses to land at Heathrow Airport in west London. Britain&rsquos transport minister said she would probably resign if the government gave in to pressure to expand London&rsquos Heathrow airport. (Reuters)

Afghan locals gather at the site of a bomb blast in Kandahar province. The chief of police in Kandahar province survived the insurgent truck-bomb attack that killed four civilians, a spokeswoman for NATO-led forces and Afghan officials. (Reuters)

Republican vice presidential candidate, Rep. Paul Ryan, center, R-Wis., works on the speech he will deliver at the Republican National Convention, with senior adviser Dan Senor, left, and senior aid Conor Sweeney during the campaign charter flight from Wisconsin to Tampa, Florida. (AP)


Ann Romney’s speech will evoke her heart and family ties

TAMPA, Fla. -- As expected, the speech that Ann Romney is to deliver this evening is heavy on appeal to emotion, based on her role as Mitt Romney’s wife, the mother of his five sons and the grandmother to his 18 grandchildren.

In an excerpt released by the Romney campaign several hours before she was to take the stage around 10 p.m. EDT on the first full day of the Republican National Convention, the aspiring first lady invoked her family, their strong bonds and her husband’s generosity of spirit.

“Tonight I want to talk to you from my heart about our hearts,” the 63-year-old wife of the Republican nominee will say. “I want to talk not about what divides us, but what holds us together as an American family. I want to talk to you tonight about that one great thing that unites us, that one thing that brings us our greatest joy when times are good, and the deepest solace in our dark hours. Tonight I want to talk to you about love.”

Her speech contains a paean to her father-in-law, George Romney, to whom she grew close when he helped oversee her conversion to Mormonism at a time when her future husband was away, first at college, then on his two-year mission to France: “Mitt’s dad never graduated from college. Instead, he became a carpenter. He worked hard, and he became the head of a car company, and then the governor of Michigan.”

The Romneys, who have been married 43 years, have often been described as having a strong marriage, but Ann Romney will seek to correct misperceptions as she alludes to some of her well-known health struggles: “I read somewhere that Mitt and I have a ‘storybook marriage.’ Well, in the storybooks I read, there were never long, long, rainy winter afternoons in a house with five boys screaming at once. And those storybooks never seemed to have chapters called MS or breast cancer. A storybook marriage? Não, de forma alguma. What Mitt Romney and I have is a real marriage.”

People often say that Ann Romney is her husband’s best character witness. This evening, her speech will seek to convey the sense that Mitt Romney has spent a lifetime helping others.

“At every turn in his life, this man I met at a high school dance has helped lift up others,” she will say. “He did it with the Olympics, when many wanted to give up.”

Ann Romney, who said earlier today she was nervous about using a prompter for the first time, will close with an appeal to voters: “This is the man America needs. This is the man who will wake up every day with the determination to solve the problems that others say can’t be solved, to fix what others say is beyond repair. This is the man who will work harder than anyone so that we can work a little less hard.

“I can’t tell you what will happen over the next four years. But I can only stand here tonight, as a wife, a mother, a grandmother, an American, and make you this solemn commitment: This man will not fail.


Ann Romney’s Love Story

Ann Romney told the Republican National Convention that she had come to talk about love—“from my heart, about our hearts.” She had been sent to make people love her husband, or to like him, or at least to “humanize” him. Love is useful that way it is, as she said, a force that “unites us,” a passion, in some hands, that can turn into a broad embrace. And yet, she insisted more on modesty, restraint, and a certain measure of defiance. “This is important. I want you to hear what I am going to say. Mitt doesn’t like to talk about how he helps others, because he see it as a privilege, not as a political talking point.” What kind of political love affair is this?

When Ann entered, dressed in red, the frames on the convention stage filled up with pictures of her as a teen-ager and a young mother. For most of the speech, the pictures never showed her getting much older than that: there were her children, as babies or as preschoolers there she was, in a Peter Pan collar. Neither, rhetorically, did her husband age much. She said that for her he was still “that boy I met at a high-school dance,” and her memories seemed to get vaguer as Mitt got older: she talked about the business he started, but not what kind of business it was. She also mentioned, several times, how he made her laugh. (No examples were forthcoming.) “You can trust Mitt,” she said. “He will take us to a better place, just as he took me home safely from that dance.” A “better place” might not have been the best phrase there was already something stultifying about the frozen way we were asked to look at set pieces from their marriage without inquiring too much.

Does love mean not having to talk about politics, or about money? Ann’s contradictions in this respect are not new, but they are revealing, both about her and about her husband’s political program. She has opened up more about what might be seen as intensely personal matters—talking about her illnesses, and, Tuesday morning on CBS, about a miscarriage she had in her forties. (Mitt looked surprised at one point, and, asked about it, said that he hadn’t known how much the loss had upset their youngest son until hearing it then.) But the closer that Ann gets to matters that are properly public—like her husband’s wealth and financial connections, and how they might affect his policies as President—the more insistent her claims to privacy become. Her line about Mitt not liking to talk about how he helps others is baffling on its own—shouldn’t someone who is running for President give us a hint?—and also echoes the shameless explanation that she and her husband gave, in an interview with Parada, for not releasing their tax returns: that it would embarrass them by revealing just how charitable they were, and even impinging on their faith: “One of the downsides of releasing one’s financial information is that this is now all public, but we had never intended our contributions to be known. It’s a very personal thing between ourselves and our commitment to our God and to our church,” Mitt said.

Ann was the most on edge—after a relaxed, genial opening—when she began to talk about her husband’s “success,” as she put it, and what she all but called other people’s jealousy. “You know what, it actually amazes me to see his history of success being attacked,” she said, and asked if we wanted our children to be “afraid of success,” and said that if President Obama had been successful he wouldn’t be “attacking” success. She acknowledged that her husband had started life on firm ground—she mentioned “values” and education, not that he was the son of a governor, auto executive, and Presidential candidate--and then said, “I can tell you Mitt Romney was not handed success—he built it!”

“He built it”—maybe this had to be said. A variation on the line was in pretty much every Republican speech, and written on signs all over the convention hall: “We built it.” It is remarkable to see how much can be made of a misquotation. The reference is to President Obama saying, not that business owners didn’t build anything, but that there were things that helped them, like roads and schools, that no one person can build alone. What is interesting is why the words have such rhetorical force. Part of it is the idea of Obama as a hater of private enterprise the other, though, is in the “we”—and the character of the implied “they,” the non-builders. In this telling, America is something that was built by people about whom Barack Obama knows and understands nothing. The most remarkable, and dubious, achievement of the Republican convention so far has been to make “we,” the most inclusive word in the English language, into an exclusionary one. The same might be said about love, which in the Romney story acts as a door that closes.

Another apparent rhetorical directive was to mention not just small businesses but “family businesses,” as often as possible. (Kelly Ayotte of New Hampshire was especially good at that.) The phrase came up so deliberately and repetitively as to imply a patriotism of inheritance, something that should not be confused with a patriotic heritage.


Assista o vídeo: Ann Romney Full RNC Speech