O Ankh, o Djed e outros símbolos egípcios antigos e seus significados

O Ankh, o Djed e outros símbolos egípcios antigos e seus significados

>

Os símbolos egípcios antigos eram prolíficos em toda a região, como uma forma de transmitir informações para a sociedade basicamente analfabeta. Símbolos como o Ankh, o Djed, o Cetro de Wes, o Disco Solar Alado e muitos outros eram instantaneamente reconhecíveis na sociedade egípcia antiga e tinham uma função importante na religião egípcia antiga. Embora a classe dominante, os escribas e os cidadãos ricos do Egito Antigo tivessem habilidades de alfabetização, o Egito era em grande parte uma sociedade analfabeta com potencialmente apenas 1% da população sendo alfabetizada

O Egito antigo era uma cultura letrada, com os primeiros exemplos de escrita sobrevivendo do período pré-dinástico, que data entre c. 6000 aC - c. 3150 AC. A literatura egípcia inclui inscrições, mitos e histórias, escritos religiosos, hinos, poesia, cartas e registros judiciais - apenas para citar alguns - e algumas dessas obras são frequentemente retratadas por meio da arte que transmite a mensagem por meio de símbolos.


☥ Símbolos egípcios e seus significados [Lista completa]

Cheio de mistério e espiritualidade, o mitologia e cultura do egípcios antigos são, sem dúvida, uma parte importante da história da civilização.

SUMÁRIO DE SÍMBOLOS EGÍPCIOS :

  1. ANKH
  2. OLHO DE HORUS
  3. OLHO DE RA
  4. OUROBOROS
  5. AMEMPTAH ou AMENTA
  6. BESOURO ou SCARAB EGÍPCIO
  7. O PILAR DE DJED
  8. TYET, O ISIS KNOT
  9. SÍMBOLO DE KA ou "O espírito de Ka"
  10. O SÍMBOLO EGÍCIO "BA"

O símbolo de Ka ou o espírito de Ka


É certo que, em certa medida, agora somos capazes de compreender hieróglifos, que representam eventos que ocorreram durante o tempo do Faraós. Dito isso, o conhecimento de Simbolismo egípcio é essencial para um bom entendimento desses tempos.

Os significados dos símbolos egípcios modernos e antigos

Então, para aqueles que estão se perguntando o que esses símbolos significam,

Aqui está um lista dos símbolos egípcios mais importantes e seus significados:

1- O Ankh

Isto é o símbolo mais amplamente usado de todos os símbolos egípcios antigos. o Ankh (também conhecido como "cruxansata" pelos cristãos coptas) representa a vida e a imortalidade.

Também tem sido usado como um símbolo da união entre homens e mulheres, e em particular a união entre Ísis e Osíris, que foi criada para provocar a inundação do Nilo, trazendo fertilidade ao Egito. Esta é a razão pela qual o Ankh também é chamado de Chave do Nilo.

Também representa o poder purificador e revigorante da água e a clarividência (a capacidade de ver a "vida após a morte"). Também se pensou que o Ankh era "a chave para a eternidade" e "a chave para o submundo".

Às vezes isso símbolo foi desenhado nas paredes dos templos porque se pensava que atraía proteção divina.

2- Olho de Horus

Também conhecido como Wadjet (Udjat, Uadjet, Uto, Wedjoyet, Edjo e Uto), a símbolo do olho de Horus representa proteção, cura, boa saúde e poder real. Também é considerado o símbolo da lua. Os antigos egípcios acreditavam que os amuletos que usavam o olho de Hórus tinham poderes curativos. o Olho de Horus também tem sido usado como uma ferramenta médica para medir ingredientes na preparação de remédios.

De acordo com o mito, Hórus e Seth entraram em confronto para substituir Osíris após sua morte e Seth feriu Hórus no olho esquerdo. Hator (ou Toth) teria curado o olho usando magia, mas Hórus teria oferecido seu olho a seu pai Osíris, para trazê-lo de volta à vida. É por isso que olho de Horus também é conhecido como um símbolo de sacrifício.

O Olho da Providência (o olho maçônico que tudo vê) presente nos dólares americanos viria do olho de Hórus.

3- Olho de Ra

Existem diferentes mitos sobre a origem deste símbolo. No entanto, a maioria dos especialistas acredita que o símbolo era realmente o olho direito de Horus, que teria se convertido no olho de Ra na antiguidade. Os dois símbolos representavam os mesmos conceitos em sua maior parte. Dito isso, de acordo com outros mitos, o símbolo do olho de Ra teria representado a personificação de muitas deusas de Mitologia egípcia como Wadjet, Hathor, Mut, Sekhmet e Bastet.

Ra, também conhecido como Ra, é o deus do sol da mitologia egípcia. É por isso que o olho de Ra representa o sol.

4- Ouroboros

Os ouroboros, em Mitologia egípcia, era um dos símbolos do sol, porque representava as viagens de Aton, o disco solar da mitologia egípcia. Além disso, o ouroboros representava renascimento, recriação da vida e perpetuidade.

No Livro dos Mortos, a imagem da "cobra que se come ou da cobra que come sua cauda" está intimamente associada a Atum, o primeiro deus nascido das águas caóticas de Nun (a água primordial, da qual viria a criação primeiro) que nasceu dessas águas na forma de uma cobra que se renova a cada manhã.

Os egípcios passaram o símbolo do ouroboros aos fenícios, que por fim o transmitiram à cultura grega. O nome ouroboros foi dado ao símbolo pelos gregos.

Também conhecido como o símbolo do infinito, o ouroboros é um símbolo comumente usado em todo o mundo, incluindo na mitologia nórdica, onde é conhecido como Jörmungandr.

5- Amemptah ou Amenta

6- O Escaravelho / Escaravelho Egípcio

o besouro é um dos melhores símbolos importantes da cultura egípcia antiga. O besouro de esterco representa o sol, a recriação da vida, ressurreição e transformação.

Quando viram os besouros de esterco cultivar bolas de esterco (sua fonte de alimento), os antigos egípcios pensaram que esses besouros recriaram a vida. Isso se deve ao fato de eles confundirem os ovos postos e enterrados na areia pelas fêmeas da raça besouro do esterco com a bola de esterco que utilizam como alimento. É por isso que eles pensaram que esses besouros tinham "criado a vida do nada".

7- O pilar Djed

O pilar Djed, também conhecido como "a coluna vertebral de Osiris", é um símbolo naquela representa força e estabilidade na cultura do antigo Egito.

Ele está associado a Ptah, o deus da criação e a Osíris, o deus do inframundo e dos mortos. Embora tenha sido inicialmente conhecido como o símbolo de Ptah, o símbolo do pilar Jed foi adotado pelo culto de Osíris ao longo do tempo. Daí o nome "espinha de Osíris".

Os egípcios pensavam que o pilar Djed era, na realidade, a combinação dos quatro pilares que sustentavam os quatro cantos da terra.

8- Tyet - O nó Ísis

Tiet ou Tyet, também conhecido como o nó de Ísis ou o sangue de Ísis, é um Símbolo egípcio que se assemelha muito ao símbolo do Ankh. Seu significado também foi considerado semelhante ao do Ankh. É assumido que simboliza a vida.

Foi associado à deusa Ísis e é usado principalmente com o Ankh e o pilar Djed de Osíris, porque juntos eram considerados uma representação da natureza dual da vida.

Não há informações precisas sobre o motivo pelo qual ele recebeu o nome de sangue de Ísis, mas presume-se que foi dado a ele porque representava o sangue mensal de Ísis e os poderes mágicos que conferia.

9- O símbolo de Ka ou o espírito de Ka

o O símbolo Ka é um dos símbolos egípcios mais complexos do hieróglifo era porque representa três conceitos espirituais diferentes. Ka representava o fato de receber a vida de outros homens e deuses, o fato de ser a fonte desses poderes e o duplo espiritual de todos os homens vivos..

A palavra "Ka" significa literalmente "espírito" ou "alma". Acredita-se que representam a alma que teria sido inalada pelas deusas Heket e Meskhenet no nascimento.

O Ka foi também o duplo espiritual que nasceu com cada ser humano. Ele vivia mas não morreria com aquela pessoa, porque continuou a existir enquanto tivesse um lugar para morar, ou seja, um corpo para morar. Esta é uma das principais razões pelas quais os antigos egípcios mumificaram seus mortos. Pensava-se que os mortos perdiam a possibilidade de viver uma vida eterna caso seus corpos se decomponham, causando a morte do Ka.

10- O símbolo egípcio "Ba"

Semelhante a um pássaro (mais precisamente um falcão) com uma cabeça humana, o símbolo de Ba foi representado entrando ou saindo da sepultura de alguém ou foi colocado ao lado do corpo mumificado.

A palavra "Ba" pode ser interpretada como "alma" ou "espírito", mas "manifestação espiritual"seria uma tradução mais precisa. Porque Ba era uma parte da alma, nas antigas crenças egípcias. Mais precisamente, pensamos que Ba era a singularidade de um objeto. Esta definição é bastante semelhante à definição do termo "personalidade", por falta de uma palavra melhor. De acordo com essa crença, mesmo um objeto inanimado poderia ter um Ba.

Conforme observado nos Textos de Coffin, Ba nasce após a morte de uma pessoa e se une a seu Ka, a essência da vitalidade na vida futura - mas algumas pessoas acreditam que ela já existe antes da morte e que teria sobrevivido à experiência. O famoso egiptólogo Louis Žabkar pensava que o Ba que ressuscitou após a morte era a própria pessoa.

11- Pena de Ma'at

o A caneta Maat ou Ma'at é um dos símbolos egípcios mais comumente usados ​​em hieróglifos. A deusa Maat representava a justiça na cultura egípcia, portanto, a caneta de Maat representaria o conceito de "garantia de justiça" em inscrições antigas. Isso se deve ao fato de que os antigos egípcios acreditavam que o coração de cada homem seria pesado e comparado ao peso da pena de Maat no Salon des Deux Trités quando sua alma entrou no Duat. Se seu coração pesasse a mesma coisa (ou fosse mais leve) que a pena, isso significava que esse homem era virtuoso e poderia entrar no Aaru (o paraíso governado por Osíris). Do contrário, seu coração foi comido por Ammit, a deusa que comia almas, e o homem foi amaldiçoado e condenado a vagar pelo inframundo para sempre.

12- Deshret

Deshret, também conhecido como Coroa Vermelha do Egito, é o símbolo que representa o Baixo Egito, as terras da deusa Ouadjet. Também é usado como um símbolo de Kemet, as terras férteis do território de Seth.

13- Hedjet

Hedjet, a Coroa Branca, é uma das duas coroas do Egito. Isto representou o reino do Alto Egito e combinada com a Coroa Vermelha do Baixo Egito para formar o Pschent, a Coroa Dupla do Egito, durante a unificação do país.

14- Pschent

O Pschent representava a Dupla Coroa do Egito, composta pela Coroa Vermelha e a Coroa Branca, Deshret e Hedjet, que representavam o Baixo Egito e o Alto Egito, respectivamente. Isto representava a unidade do Egito e o controle total do Faraó sobre aquele país.

15- O anel Chen

Shen é o círculo espiral encontrado na cultura do antigo Egito. Ele representa a divindade. Foi usado principalmente na Mesopotâmia e no Egito. O símbolo, que originalmente tinha uma forma circular, às vezes era usado como um cartucho. Este tipo de uso reivindicado para representam proteção divina. Isso significa que, de acordo com as crenças da época, a pessoa cujo nome estava escrito no símbolo de Shen e que muitas vezes era um rei ou membro da realeza, estava sob proteção divina.

16- Uraeus a cobra

Derivado da palavra "iaret", que significa "o ressuscitado", Uraeus é um importante símbolo egípcio da antiguidade que representa uma cobra ascendente. O símbolo de Uraeus representava a conexão entre os deuses e os faraós. Alguns deles foram reconhecidos pelo símbolo de Uraeus que usavam. Uraeus também simbolizava a autoridade e poder absolutos dos deuses e faraós.

Acredita-se que, para que ele concedesse poderes mágicos e garantisse a proteção mágica de quem o utilizava, esse símbolo deveria ser usado como amuleto.

17- O ladrão e a praga - Hekha e Nekhakha

O símbolo do ladrão do pastor? na cultura egípcia antiga era o símbolo do poder do estado sobre o povo. A palavra "Hekha (HqA)", que também é um epíteto de Osíris, significa "governar".

Da mesma forma, a praga (Nekhakha) foi considerada o símbolo do poder real. O famoso egiptólogo Toby Wilkinson acreditava que o símbolo do redemoinho representava o poder coercitivo do rei e o controle sobre seus súditos.

18- Menat

Intimamente associado a HathoryIhy, seu filho, Menat era o símbolo da deusa Hator. Na verdade, "o Grande Menat" era um dos números de Hator. The Menat símbolo representava vida, fertilidade, nascimento, renascimento, poder e alegria. Os egípcios usavam amuletos decorados com este símbolo na esperança de que isso lhes trouxesse prosperidade, fertilidade e fortuna.

Relação entre os deuses e os símbolos egípcios

Como já mencionado, a religião no antigo Egito estava completamente integrada à vida diária dos egípcios. Os deuses estiveram presentes desde o nascimento, por toda a vida e na transição da vida terrena para a vida eterna, e então continuaram a cuidar das almas na outra vida. O mundo espiritual sempre esteve presente no mundo físico e este foi simbolicamente representado na arte, arquitetura, amuletos, estátuas e objetos utilizados pela nobreza e clero no desempenho de suas funções.

Esses símbolos, em uma sociedade amplamente analfabeta, desempenhou um papel vital na transmissão dos valores culturais mais importantes ao povo egípcio, geração após geração. O camponês não tinha acesso à literatura, poesia ou hinos que contassem a história de seus deuses, faraós e país, mas podiam ver um obelisco ou baixos-relevos nas paredes do templo e descobrir sua história por meio dos símbolos usados.

Assim, cada amuleto ou representação egípcia tinha um significado que transmitia a história dos deuses e o simbolismo relacionado a ela.

Descubra joias do antigo Egito


Símbolos egípcios com seus significados

Os antigos egípcios respeitavam a realeza. É por isso que, mesmo hoje, você descobrirá que os egípcios modernos tratam seus líderes com respeito e honra. A seguir estão os símbolos e significados egípcios.

1. Ankh

Ankh. Foto: @ Ethan Miller
Fonte: Instagram

O Ankh é um dos mais famosos símbolos do antigo Egito. É também conhecida como Chave do Nilo, pois simboliza a união entre Osíris e Ísis. O símbolo representa o conceito de vida eterna.

O banquinho de ouro em Gana: história, significado e fatos

2. O djed

Pilar de Djed egípcio. Foto: @Gerard Mirabelli
Fonte: Instagram

O djed também é conhecido como a espinha dorsal de Osíris. É um dos símbolos religiosos do Antigo Egito que são tratados como sagrados. Este símbolo era de natureza osiriana e estava principalmente associado a temas de renascimento e regeneração.

3. Olho de Wadjet (olho de Horus)

Olho de Wadjet. Foto: @korpsskalle
Fonte: Instagram

Este é outro símbolo religioso do antigo Egito que é amplamente conhecido hoje. Representa qualidades sacrificiais e curativas. O olho de Wadjet protege contra a inveja, doenças, animais nocivos e espíritos malignos.

Olho de Ra. Foto: @molaxchopa
Fonte: Instagram

Especialistas e historiadores vêm debatendo há séculos sobre a origem do símbolo do Olho de Rá. No entanto, muitos acreditam que era essencialmente o olho direito de Hórus e ficou conhecido como o Olho de Rá nos tempos antigos. O olho de Ra simboliza o sol e também é identificado como a personificação de deusas como Wadjet, Hathor, Mut, Sekhmet e Bastet.

5. Era cetro

Lista de especiarias na Bíblia e seus usos

Era o cetro. Foto: @korpsskalle
Fonte: Instagram

O cetro era um dos símbolos mais importantes do antigo Egito. Era visto como um símbolo de poder e representava o domínio dos deuses. Ele salvaguardou o prolongamento da opulência e do sucesso de um rei.

6. Escaravelho

Escaravelho. Foto: @ Ethan Miller
Fonte: Instagram

Os vivos e os mortos usavam o escaravelho. Este antigo símbolo do Egito representava morte, renascimento, grande poder, guia e proteção na vida após a morte. Era tão popular que as sociedades fora do antigo Egito o reconheceram.

7. Cartela

Cartouche. Foto: @pyramidprintworks
Fonte: Instagram

A placa de identificação hieroglífica egípcia antiga é um dos símbolos mais distintos. Simboliza proteção contra espíritos malignos nesta vida e na vida após a morte. A cartela tinha originalmente a forma de um círculo antes de ser alterada para oval com uma barra horizontal. Essa placa de identificação também representou a intervenção divina.

8. O lótus

Lótus. Foto: @Agnes Ashe
Fonte: Instagram

Havia dois tipos principais de lótus, branco e azul. Representa o renascimento e a unificação dos dois reinos egípcios. A Lotus teve outros usos como a fabricação de perfumes durante os tempos antigos.

Os dez mandamentos em Ebonics

9. Uraeus

Cobra Uraeus do Royal Headdress. Foto: @ Ethan Miller
Fonte: Instagram

Uraeus é um dos símbolos mais honrados associados aos deuses, deusas e faraós do antigo Egito. Representa Wadjet, uma deusa antiga associada à realeza. A cobra também era um fetiche e acreditava-se que tinha poderes mágicos e proteção divina.

10. Ka

Símbolo egípcio Ka. Foto: @ Ethan Miller
Fonte: Instagram

Ka representa a recepção da vida e do poder espiritual que viveu dentro do corpo de uma pessoa e sobreviveu à morte. O símbolo estava relacionado com o local onde o corpo foi colocado na câmara mortuária de um cemitério.

11. Ba

Símbolo de Ba. Foto: @Walters
Fonte: Instagram

Ba é o espírito celestial e a personalidade humana no mundo espiritual. Este signo egípcio tem a forma de um pássaro com uma cabeça humana exibindo as características da pessoa falecida.

12. O sol alado

Sol alado. Foto: @minimal_monster
Fonte: Instagram

O sol alado era um símbolo reconhecido não apenas no antigo Egito, mas também muito além. Ele representa o deus do sol do meio-dia. Este símbolo foi usado em templos e como um amuleto para proteger os egípcios que o usavam. Também fui usado para homenagear outros deuses egípcios.

Tribo Mole-Dagbon: História, comida, dança, línguas, fatos

13. Ouroboros

Ouroboros. Foto: @jupitarian_arts
Fonte: Instagram

Ele representou a jornada de Aton, o disco solar na mitologia egípcia. Também simboliza o renascimento, a recriação da vida, perpetuidade e infinito. Como uma dúzia de outros símbolos egípcios, Ourorobos também foi usado em outras sociedades no mundo antigo. É conhecido como Jörmungandr na mitologia nórdica.

14. Amenta

Amenta. Foto: @ pharaohscloset.official
Fonte: Instagram

O Amenta representa o mundo terreno ou a terra dos mortos. Foi originalmente usado como símbolo do horizonte durante o pôr do sol. Posteriormente, pretendeu-se representar a margem ocidental do Nilo. Os antigos egípcios enterraram seus mortos no Nilo.

15. Nó de Ísis

Nó de Ísis. Foto: @cathleen_nardi
Fonte: Instagram

Este símbolo egípcio representa a vida. Ele assume uma forma quase semelhante ao símbolo ankh. A forma não é a única coisa que a torna semelhante ao ankh, já que seu significado também foi interpretado como semelhante ao ankh.

16. Pena de Ma & # 39at

Kusasi: origem, população, costumes do casamento, canções, festivais

Pena de Ma'at. Foto: @efdot
Fonte: Instagram

A pena de Maat representava justiça no antigo Egito. Isso aconteceu quando os antigos egípcios acreditavam que o coração de uma pessoa seria pesado contra a pena maat no salão das duas verdades quando a alma de uma pessoa entrasse no duat.

17. Crook e mangual

Cajado cruzado e mangual. Foto: @Peter Hermes Furian
Fonte: Instagram

O cajado e o mangual simbolizam a autoridade dos faraós. Os dois símbolos eram originalmente emblemas do deus Osíris antes de serem alterados para reconhecer os reis. O cajado simbolizava o Faraó como o pastor de seu povo. O mangual representava o papel de provedor de alimento para seus governantes.

18. Deshret

Deshret é um dos símbolos da deusa egípcia que representa o baixo Egito, as terras da deusa Wadjet. O deshret também estava relacionado com o símbolo de Kemet, as terras férteis dentro do território de Seth.

19. Hedjet

Hedjet. Foto: @Peter Hermes Furian
Fonte: Instagram

Hedjet também era conhecido como a coroa branca. É uma das duas coroas do Egito que representam o reino do Alto Egito. Hedjet foi combinado com o Baixo Egito e a coroa vermelha do deshret para criar o pschent quando o país foi unido.

Cultura Ashanti, idioma, religião, comida, rituais, roupas, fatos

20. Pschent

Pschent. Foto: @sonofsekhmet
Fonte: Instagram

O pschent, ou a coroa dupla do Egito, era composta da coroa vermelha e branca deshret e hedjet representando o Egito inferior e superior. Significava a unidade do Egito e quanto controle e poder Faraó tinha no Egito.

21. Árvore da vida

Um retrato da árvore da vida. Foto: @ancient_symbols
Fonte: Instagram

A árvore da vida mítica proporcionou vida eterna e conhecimento dos ciclos do tempo. Era um símbolo de vida entre os egípcios. A palmeira e o sicômoro foram os mais reconhecidos. Isso ocorre porque os antigos egípcios acreditavam que os espécimes de sicômoro deveriam crescer nos portões do céu.

22. Seba

Seba. Foto: @teamtaelegypt
Fonte: Instagram

Os antigos egípcios dominavam as estrelas. É por isso que há uma dúzia de símbolos ligados às estrelas. Seba é um dos símbolos que representam as estrelas. Era freqüentemente usado para decorar os templos e o interior das tumbas.

23. Ajet

Moda agbada para homem: 10 coisas que você precisa saber

Um retrato de Ajet. Foto: @thegarnetsoul
Fonte: Instagram

Ajet era uma representação do horizonte e do sol acima dele, seu nascimento diário e seu ocaso. O Ajet era a personificação do nascer e do pôr do sol no antigo Egito. O círculo no centro do símbolo caracteriza o sol e as formas encontradas na base são os símbolos do djew ou montanhas.

24. O menat

O menat. Foto: @mazzantistreetart
Fonte: Instagram

Este lindo colar egípcio tem um formato distinto e um contrapeso para mantê-lo na posição certa. O amuleto do qual a deusa Hathor emitiu seu poder também era um símbolo de fertilidade, nascimento, vida e renovação.

25. O shen

Anel shen do Egito Antigo. Foto: @wecareegypt
Fonte: Instagram

Este símbolo incorpora infinito, integridade, eternidade e proteção divina. Os antigos egípcios usavam o shen como um amuleto protetor. Qualquer imagem de deuses e deusas tem o shen nas obras de arte. Devido à sua simetria impressionante, os egípcios amavam o Shen e usavam suas tumbas, templos e sarcófagos.

26. O crescente

Mami Wata: A misteriosa história da deusa do mar mais famosa do mundo

O crescente. Foto: @pharaohsclosetofficial
Fonte: Instagram

A lua crescente representa a deusa da maternidade, cura, magia e fertilidade. O crescente era visto como um sinal de sorte para mães e crianças pequenas. A deusa Ísis estava ligada à lua crescente, pois ela era a mãe dos deuses.

27. O pássaro Bennu

Pássaro Bennu. Foto: @bussolavintage
Fonte: Instagram

O pássaro parecido com a fênix abrigado na árvore Persea, a árvore da vida. O pássaro representa o conceito de ressurreição e o sol nascente. O significado deste símbolo de pássaro egípcio é derivado da palavra "Weben", que significa subir radiantemente ou brilhar.

28. O ben-ben

Pedra Ben-ben. Foto: @deviantart_hot
Fonte: Instagram

O ben-ben era a colina primordial sobre a qual o deus Atum estava no início da criação. Assim como o ankh, o ben-ben é um dos símbolos mais populares e importantes do antigo Egito. As pirâmides do Egito representam os ben-ben conforme eles se elevam da terra em direção aos céus.

29. O sistro

O sistro. Foto: @deviantart_hot
Fonte: UGC

O sistro é um antigo instrumento egípcio usado em rituais para adorar as deusas. É uma alça e uma série de peças de metal que produziam um som distinto quando sacudidas.

Mais de 100 melhores citações, mensagens, desejos e versos do Ramadã do Alcorão

30. Jarros canópicos

Canopic Jars. Foto: @egyptian_perankh
Fonte: Instagram

Esses eram recipientes usados ​​para conter os órgãos internos dos mortos. Os egípcios acreditavam que quando uma pessoa morresse, ela voltaria para a vida após a morte e usaria seus órgãos.

Para entender o povo egípcio, você precisa saber um pouco de sua história, incluindo os símbolos egípcios e seu significado. Aprender sobre diferentes culturas é uma experiência reveladora. Os seres humanos tendem a adotar alguns hábitos observando e até observando os outros. Ao aprender sobre a cultura e os símbolos do Egito, pode-se escolher algumas de suas práticas que podem ser úteis.

Yen.com.gh publicou recentemente um artigo sobre os símbolos Adinkra e seus significados. Eles estão intimamente ligados às tradições, crenças e história do povo Asante. Nana Kwadwo Agyeman Adinkra criou e projetou esses símbolos e os chamou com seu próprio nome.

O povo Akan tem uma longa lista de ricos símbolos Adinkra, seus nomes e significados. Esses símbolos ainda são úteis na vida de muitos ganenses até o presente.

Um artigo abrangente sobre os símbolos mais comuns do Adinkra, seus nomes e significados


1. O Ankh

The Ankh & # 8211 Ancient Egyptian Symbols & # 8211 Egypt Tours Portal

Um dos símbolos mais famosos e usados ​​do antigo Egito e do mundo, o Ankh, que apresenta o conceito de proteção interna e divina. É uma cruz com um topo em forma de chave, que não tem começo ou fim como o espírito de Rá, além de representar a vida eterna, o sol da manhã, purificando o poder vivificante da água, a clarividência e a união de opostos como terra e céu e masculino e feminino (Ísis e Osíris). O símbolo Ankh apareceu no início do período dinástico (3150 -2613 aC) e pelo antigo reino (2613-2181 aC), o ankh tornou-se um símbolo poderoso da vida eterna e era conhecido como Neb-Ankh. O símbolo está associado a “O Nó da Deusa Ísis”E seu poderoso culto entre (c. 3150 - c. 2613 AEC), pois representa o vínculo que mantém toda a vida unida. O símbolo pode ser visto nas mãos de quase todas as antigas divindades egípcias e Faraós. Também é conhecido como crux ansata pelos cristãos coptas, que representa a vida e a imortalidade. Esse símbolo aparece em pinturas, nas paredes de templos e em tumbas, pois era a chave da existência e usado como um amuleto para fornecer proteção divina a ponto de se acreditar ser a chave que pode abrir a porta para a vida após a morte. O Ankh pode ser visto como um símbolo de alegria e equilíbrio entre masculinidade e feminilidade. O antigo símbolo egípcio era conhecido como a chave do Nilo, que representa a união eterna do céu e da terra. O símbolo era freqüentemente visto com os símbolos Djed e Was.

Observação: O Ankh é considerado um antigo símbolo egípcio de Vida, Proteção, Fé, Energia, transformação, Luz e fertilidade. O Ankh também pode se referir aos conceitos e símbolos de união sexual entre os dois sexos opostos e fertilidade devido à sua conexão com a deusa Ísis. O Ankh é o exemplo mais claro e simples do antigo entendimento egípcio de imortalidade, vida futura, reprodução e, em geral, o conceito de ciclo de vida.


3. Mandala (Budismo)

Uma pintura da Mandala de Vishnu.
Jayateja (, morreu N / A), Domínio público, via Wikimedia Commons

No budismo, a Mandala, que significa círculo, é um padrão geométrico que representa o universo e a sabedoria.

Acredita-se que a mandala representa o espírito dos ensinamentos Vajrayana que afirmam que a mente humana é um microcosmo que representa os poderes divinos em ação no universo.

O círculo externo de fogo simboliza a sabedoria, enquanto o anel de oito cemitérios serve como um lembrete da morte e da transitoriedade da vida.

Portanto, representa uma mente iluminada.

Em outros textos, o anel de cemitérios retrata a natureza perigosa da vida humana. No centro está o Palácio da Mandala, que se acredita ser a casa dos Budas e divindades.


Conclusão dos Símbolos Egípcios

O Egito Antigo é uma civilização fascinante para estudar por muitos motivos. Sua religião, arte, linguagem, arquitetura, música, moda e rituais são incrivelmente ricos e complexos - e os arqueólogos continuam a descobrir mais e mais sobre a civilização a cada dia! Apenas recentemente, foram encontrados caixões com hieróglifos que não puderam ser decifrados pelos principais pesquisadores.

Além disso, muito conhecimento e sabedoria podem ser obtidos estudando textos e culturas egípcias antigas. Os Textos de Sabedoria, por exemplo, compartilham o seguinte: “Não exalte alguém de nascimento nobre mais do que o filho de um homem humilde, mas escolha um homem por causa de suas ações.”

Se você está particularmente interessado no Egito antigo e em sua linguagem e símbolos, considere a possibilidade de estudar na área. Existem muitas instituições educacionais que oferecem graus e outros certificados em egiptologia, história egípcia e arqueologia. Embora o campo seja bastante competitivo, com bastante estudo, tempo e dedicação deve ser possível encontrar trabalho.


O termo "Olho de Ra" é usado em alguns contextos diferentes. Às vezes, é um símbolo semelhante ao Olho de Horus. No entanto, o Olho de Ra é mais do que simplesmente uma referência a uma parte de um deus. O Olho de Ra é seu próprio elemento distinto na mitologia egípcia, um poder feminino que opera a vontade de Rá, geralmente nas mãos de uma variedade de deusas diferentes, como Hathor e Sekhmet. O Olho de Ra é geralmente representado por um disco solar com uma cobra ao seu redor. Ankhs emergindo do pescoço das cobras não são incomuns.


Crook e Flail

O cajado e o mangual (chamados heka e nehkhakha) eram símbolos da antiga sociedade egípcia que significavam autoridade, poder, divindade, fertilidade e realeza. Colocado especificamente, o cajado do pastor significava realeza, enquanto o mangual representava a fertilidade do reino.

Originalmente usados ​​como símbolos do importante deus Osíris, os objetos foram posteriormente associados ao governo dos reis e rainhas. Muitas obras de arte egípcias antigas retratam o cajado e o mangual nas mãos do faraó, normalmente em cruz no peito. Juntos, o par de símbolos significa a autoridade do faraó e a proteção sobre seu povo.


Símbolos antigos egípcios mais importantes

O Egito Antigo era uma terra de cultura e tradição mística. Os egípcios acreditavam na vida após a morte. Aspectos estranhos da vida eram muito praticados. O Egito Antigo era uma terra de atividades espirituais. Teve um impacto essencial na vida das pessoas. Eles retrataram sua cultura na forma de arquitetura artística, símbolos e várias outras coisas. Conseqüentemente, eles acreditavam que esses 20 símbolos egípcios antigos mais importantes e elementos culturais lhes ofereceriam boa sorte e proteção.

O fetiche egípcio por magia e inclinação sobrenatural é profundo. Eles são bem conhecidos por isso em todo o mundo.

A religião no antigo Egito foi integrada à vida diária das pessoas. Os deuses estiveram presentes em um nascimento. No entanto, o mundo espiritual estava sempre presente no mundo físico. Esse entendimento foi simbolizado por imagens de arte e arquitetura. Amuletos, estátuas e os objetos eram usados ​​pela nobreza e pelo clero no desempenho de seus deveres.

Os símbolos egípcios geralmente representam o conceito de vida após a morte. Também representa amor, poder, alma, fraqueza, espírito e, acima de tudo, religião. Vamos falar sobre todos os importantes símbolos egípcios antigos em detalhes.

1. O Ankh - os símbolos egípcios antigos mais importantes

o ankh é uma cruz com um topo em loop. Além do conceito de vida, também simbolizava a vida eterna. O sol da manhã, os princípios masculino e feminino, os céus e a terra são outras representações. Sua forma incorporou esses conceitos em sua forma de chave. O ankh simbolizava a posse da chave dos segredos da existência. A união dos opostos e a extensão da vida terrena ao eterno foram todos representados na forma de uma cruz em arco. O símbolo foi adotado pela fé cristã no século 4 EC como um símbolo de seu Deus.

A origem do ankh o símbolo é desconhecido. But, the Egyptologist E. A. Wallis Budge claims it may have developed from the tjet, the ‘Knot of Isis. Female deities were popular and considered more powerful (as in the example of the goddess Neith). In the early history of Egypt, the ankh did develop from the tjet, but this theory is not universally accepted.

o ankh finds its association with the cult of Isis. However, and as her popularity grew, so did that of the symbol.

Credit: www.egypttours.com

2. Djed- Most Important ancient Egyptian Symbols

The djed column was an Egyptian hieroglyph that represented stability. It was often displayed in combination with the was the staff and the ankh, which created a combined meaning of strength, success, and long life. Although understood as representing stability, the symbol served to remind one of the close presence of the gods as it also referenced the God Osiris and so was linked with resurrection and eternal life. o djed represents God’s backbone and appears on the bottom of sarcophagi. This helps the newly arrived soul stand up and walk into the afterlife.

Credit: www.ancientegypt.com

3. Wadjet Eye( Eye of Horus)

The Eye of Horus, also known as the Wadjet Eye, was an important ancient Egyptian symbol. It was a symbol of protection against illness, danger, evil spirits, envy, etc. The Egyptians believed that it offered good health and royal power. The Udjat is one of the most important ancient Egyptian Symbols.

The symbol was often a representation of knowledge, enlightenment. However, there are other interpretations, as well. The Eye might face left or right. Perhaps the most famous depiction of the symbol is in an image of Aleister Crowley.

Some connect this symbol with the Eye of Providence , which exists within Christian and deist contexts. The watchful Eye of a superior power surveying humanity. The conspiracy theorists emphasized on this connection. These theorists believed in mysticism and magic which bears textual evidences.-

Credit:www.ancientegypt.com

4. Eye of Ra- Most Important ancient Egyptian Symbols

The Eye of Ra is often the subject of controversy. Most of the facts about it still not discovered. Some historians believe that the Right Eye of the Horus is similar to The Eye of Ra.

As one of the most important ancient Egyptian symbols, it was personified vividly. It was a personification of many ancient goddesses like Wadjet, Hathor, Mut, Sekhmet, and Bastet. It also symbolizes The Sun in the old Sun mythology were it is ‘Re’.

The Eye of Ra is more than a reference to a part of a god. Its distinct element in Egyptian mythology, a feminine power that works Ra’s will. It was most often in the hands of a variety of different goddesses such as Hathor and Sekhmet. A sun disk with a cobra surrounding the Eye is a representative of the symbol.

Credit: www.Egypttravels.com

5. ‘Was’ Symbol

The Was symbol in the ancient Egyptian culture represents the dominion of God. It represents the supremacy and power of the almighty. The Egyptians believe that it brings prosperity and good luck to the king. Often used as a symbol of good Omen, for the kings’ and his empire. Its orientation was that of a straight shaft, a crooked handle in the shape of an animal head and a forked base.

Hathor , associated with the cow, holds the wand forked at the bottom in the shape of cow horns. Isis has a similar object but with the traditional fork representing duality. The scepter of Ra-Horakhty (‘Horus in the Horizon’), the God of the rising and setting Sun. The color blue symbolizes the sky. While the sun god Ra represents a snake attached to it symbolizing rebirth, as the Sun rose every day in the morning.

Credit: www.ancientegypt.com

6. The Scarab Beetle

The scarab is the famous beetle image seen in Egyptian art and iconography. It represents the Scarabaeus sacer, a species of the dung beetle. The dung beetle finds its association with the gods. It is because it rolled dung into a ball in which it laid its eggs. Henceforth, the waste served as food for the young when they hatched. In this way, new life came.

Scarabs became popular amulets during the First Intermediate Period (2181-2040 BCE). It remained so for the duration of Egypt’s history until the rise of Christianity.

Credit: www.ancientegypt.com

7. Cartouche

The Cartouche is an important ancient Egyptian Symbol that represents a ‘Nameplate’. It has close links to the Sun. It symbolizes protection against evil spirits, both in life and afterlife. Initially, it had a circular shape. But later shapes of an oval with a horizontal bar shows that was similar to a cartouche.

Credit: www.egypt.com

8. The Lotus Symbol

One of the most important ancient Egyptian Symbols, the Lotus Flower, was sacred. This plant has its association with rebirth. Firstly, this is a consequence of it supposedly retracting into the water at night, and emerging a fresh in the Sun the next day (see the introduction for how a lotus plant comes into bloom).

The Egyptians, therefore, associated the lotus flower with the Sun, which also disappeared in the night, only to re-emerge in the morning. Thus the lotus came to symbolizes the Sun and the creation. In many hieroglyphics works, the lotus depicts emergence from Nun (the primordial water) bearing the Sun God.

Secondly, the lotus flower meaning to the Egyptians was the way that it finds its usage as a symbol for the unification of the two Egyptian kingdoms. That is to say, the bonding of upper and lower Egypt.

For a long time, the lotus was in the hieroglyphics and art of upper Egypt, whereas in lower Egypt, the Papyrus plant was notably in abundance. Lastly, the pictures of lotus and Papyrus that grow together and become inter-wound with each other became a symbol of the bringing together of the two kingdoms.

Credit: www.egypt.com

9. Uraeus Symbol

The uraeus or the rearing cobra is another vital sign of royal regalia in ancient Egypt. It is on headdresses, crowns, and the brow of statues of kings and queens and even extending to deities. It is an important symbol. Firstly, it is a symbol of the legitimacy of the king’s rule, known as ‘Weret Hekau’ (usually with a human head), which means Great of Magic. Secondly, the uraeus is an Egyptian spitting cobra that the people use interchangeably with the ideas of sovereignty, deity, royalty, and divine authority. Lastly, the golden symbol finds its place mostly in the royal garb and even in individual burial sites.

In hieroglyphs, the uraeus had several varieties and interpretations. It may refer to a priestess, a goddess-like Menhit and Isis, or a shrine of a goddess.

Initially, the uraeus is the symbol of the Lower Egypt patron goddess, Wadjet. The Egyptians believe that she takes the form of the cobra on land, and having her on the crown of the king would signify her protection from enemies as well as the extension of rule over the entire Lower Egypt. During the unification of the country, the uraeus merged with the vulture – the symbol of Upper Egypt’s patron deity, Nekhbet. Together, the two creatures became the nebty or the two ladies protecting the pharaoh.

Credit: www.ancientegypt.com


Download Now!

We have made it easy for you to find a PDF Ebooks without any digging. And by having access to our ebooks online or by storing it on your computer, you have convenient answers with Meaning Of Egyptian Symbols . To get started finding Meaning Of Egyptian Symbols , you are right to find our website which has a comprehensive collection of manuals listed.
Our library is the biggest of these that have literally hundreds of thousands of different products represented.

Finally I get this ebook, thanks for all these Meaning Of Egyptian Symbols I can get now!

I did not think that this would work, my best friend showed me this website, and it does! I get my most wanted eBook

wtf this great ebook for free?!

My friends are so mad that they do not know how I have all the high quality ebook which they do not!

It's very easy to get quality ebooks )

so many fake sites. this is the first one which worked! Many thanks

wtffff i do not understand this!

Just select your click then download button, and complete an offer to start downloading the ebook. If there is a survey it only takes 5 minutes, try any survey which works for you.


Assista o vídeo: Det gamle Egypt