O 'Livro de Kells', o ícone irlandês (século 8)

O 'Livro de Kells', o ícone irlandês (século 8)

o Livro de Kells (também chamado de Grande Evangelho de São Columba) é provavelmente a quintessência da obra de arte irlandesa, um verdadeiro ícone do país e uma fonte de orgulho nacional.

Pode ter sido criado por uma comunidade de monges na (agora escocesa) ilha de Iona no século 8, embora tenha o nome da Abadia de Kells, a noroeste de Dublin, onde foi preservado por séculos.

Hoje está em exibição permanente na biblioteca do Trinity College na capital irlandesa.

O livro inclui os quatro Evangelhos na versão da Vulgata, embora inclua algumas passagens em latim antes de São Jerônimo.

Conteúdo do 'Livro de Kells'

Destaca-se por suas ilustrações altamente elaboradas e letras ornamentadas que combinam a iconografia cristã tradicional com os motivos ondulados e complexos típicos da arte da ilha.

Seus belos motivos decorativos foram (e continuam a ser) copiados inúmeras vezes, e certamente não existe um bar irlandês no mundo que não use uma fonte derivada deles em seu letreiro.

O próprio James Joyce foi inspirado por este famoso manuscrito iluminado. Este manuscrito faz parte do livro "Grandes manuscritos medievais", de Christopher de Hamel.

Depois de estudar História na Universidade e depois de muitos testes anteriores, nasceu Red Historia, um projeto que surgiu como meio de divulgação onde você pode encontrar as notícias mais importantes sobre arqueologia, história e humanidades, bem como artigos de interesse, curiosidades e muito mais. Em suma, um ponto de encontro para todos onde possam compartilhar informações e continuar aprendendo.


Vídeo: BOOK OF KELLS OF IRELAND