Neste verão, descubra as cidades do nosso país que são Patrimônio Mundial

Neste verão, descubra as cidades do nosso país que são Patrimônio Mundial

A Espanha é o terceiro país do mundo com mais cidades e monumentos do Patrimônio Mundial, atrás apenas da Itália e da China.

Não tem, nem mais nem menos, que 15 cidades declaradas pela UNESCO. Elas são:

  • Alcala de Henares
  • Avila
  • Baeza
  • Cáceres
  • Cordova
  • Bacia
  • Ibiza
  • Merida
  • Salamanca
  • San Cristóbal de La Laguna
  • Santiago de Compostela
  • Segovia
  • Tarragona
  • Toledo
  • Úbeda

E agora com o verão em que temos um pouco mais de tempo (além de um clima muito bom, porque não aproveitar descubra os tesouros que cada um esconde?

Como passar por eles? A melhor forma é alugar um carro, tanto para fazer diferentes percursos e ir de um para o outro com total liberdade, como para visitar as ilhas em visita. Ibiza (Ilhas Baleares) ou San Cristóbal de La Laguna (Tenerife, Ilhas Canárias). Consultando Guia de Liligo sobre como alugar um carro você desfrutará de nossos passeios sem nenhum problema.

Patrimônio de Alcalá de Henares

A apenas 20 minutos de Madrid encontramos Alcalá de Henares, um lugar para entrar na Idade de Ouro nas mãos de Miguel de Cervantes, que nasceu nesta cidade.

Declarado Patrimônio da Humanidade em 1998, é obrigatório visitar seus cantos emblemáticos a partir, claro, do Berço de Cervantes localizado no meio da Calle Mayor (de origem medieval) onde se recria o ambiente em que o escritor cresceu.

Além disso, devemos viajar pelo Universidade de Alcalá, fundada em 1499 pelo Cardeal Cisneros e que representa um claro exemplo de renascimento espanhol.

O Corral de Comedias, o Museu Arqueológico Regional e a Catedral Magistral, construída em 1497 e em estilo gótico, são três outros sítios que devemos descobrir, como a Casa Hippolytus ou o Ruínas do Parque Arqueológico Complutum.

Claro que temos de acompanhar tudo isto com a sua cozinha requintada onde se destacam a sopa de alho e o borrego e cabrito assados.

Avila Heritage

Sem dúvida, a principal característica de Ávila é a sua impressionante parede medieval, que circunda a cidade e contém 87 torres e 9 portões, o que a torna a área urbana murada mais bem preservada do mundo.

Atualmente é possível percorrer 1.700 metros da passarela (de um total de 2.515), e é uma visita imprescindível na cidade.

Nesta cidade não encontramos apenas a sua muralha, mas é essencial descobrir a Avila românica, com El Episcopio, a Catedral, o templo de San Pedro ou Ntra. Sra. de la Antigua como grandes expoentes.

Também o Avila Palaciega que, como disse Azorín, “Ávila é, entre todas as cidades espanholas, a maior desde o dia 16”, Contém um enorme património que reflecte o esplendor que a cidade teve entre os séculos XV e XVI; onda Ávila judia, onde devemos ver a inscrição na basílica de San Vicente em escrita gótica onde, segundo a tradição, está sepultado o judeu que construiu a primitiva igreja.

Para terminar (embora tenhamos deixado muitas coisas no tinteiro), devemos seguir os passos de Santa Teresa. Daqui foi Santa Teresa de Jesús (Ávila, 28 de março de 1515), e nesta cidade escreveu um grande número de seus textos.

E, claro, que uma viagem a Ávila não pode ser feita sem experimentar alguns dos pratos típicos de Ávila, onde se destaca o bife de vaca, embora devamos também provar o Feijão do Barco e a Teoria de Santa Teresa.

Baeza Heritage

Baeza, porta de entrada para a Andaluzia, Está localizado no centro de Jaén e sua beleza pode ser apreciada à distância quando lá chegamos, graças à sua silhueta inconfundível onde se destaca a torre de sua Catedral, uma das visitas obrigatórias junto com a Câmara Municipal, o Seminário de San Felipe Neri, a Palacete Rubín de Ceballos e, claro, os portões gémeos, a Puerta de Jaén e o Arco de Villalar, que na altura eram o ponto de acesso à cidade rodeada de muralhas.

Baeza também destaca seu passado árabe. A Sé Catedral está edificada sobre uma antiga mesquita, mas também entre os vestígios que ainda restam desse passado, encontramos a Puerta de Úbeda e a Torre de los Aliatares.

Está gastronomia É outro dos seus pontos fortes, onde encontraremos influências romanas, judaicas, islâmicas, mouriscas e mudéjar. Alguns de seus pratos típicos são o lombo de orza, pipirrana, ochíos (pão feito com azeite de oliva extra virgem, páprica e matalahúva) e o famoso bacalhau baezana.

Patrimônio de cáceres

Centenas de cantos nos aguardam no Cidade velha de cáceres, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1986 por ser um dos conjuntos urbanos da Idade Média e Renascença mais completos do mundo.

Imperdíveis são os Co-Catedral de Santa Maria ou Palácio dos Veletas, que atualmente é o Museu Provincial de Cáceres, bem como a Torre do Bujaco, o Arco de la Estrella, a entrada principal do recinto amuralhado.

Perca-se em suas ruas entre casas fortificadas medievais e palácios renascentistas É obrigatório nesta cidade, que mostra com orgulho os vestígios de todas as culturas que por aqui passaram, desde o Neolítico, que incluem Vetons (e os impressionantes javalis que aqui podemos encontrar), Romanos, Visigodos e Almohads, entre outras.

Patrimônio de Córdoba

Dizer Córdoba é dizer o Mesquita-Catedral de Córdoba, um dos monumentos mais incríveis do mundo e o mais importante de todo o Ocidente islâmico.

Nele podemos encontrar a evolução completa do estilo omíada no país, bem como dos estilos gótico, renascentista e cristão barroco.

A sua localização é a história de um local que sempre se dedicou ao culto. Aqui o Basílica de São Vicente para os Visigodos, sobre a qual foi construída a primeira mesquita, e após a conquista por Abderramán I, foi destruída para construir a primeira Mesquita de Alhama, embora no seu interior possamos encontrar restos de cada uma das anteriores.

Mas Córdoba não é apenas a Mesquita. Também é sinônimo de “pátios”. Os pátios de Córdoba São mundialmente famosos e embora na primeira quinzena de maio de cada ano possamos apreciá-los em seu máximo esplendor graças ao Festival dos Pátios Cordobeses, ao longo do ano é possível visitar alguns deles.

Porém, Córdoba é uma cidade que tem muito, muito mais a ensinar. O Palácio de Viana, as suas portas e muros e cada um dos recantos da cidade são essenciais, tal como o são, sem dúvida, os banhos árabes da cidade, tanto os de Santa Maria como os do Califado Alcázar.

Dezenas de monumentos, museus, igrejas e casas e palácios esperam por nós para desfrutar de um complexo urbano único, numa das mais belas cidades de Espanha e do mundo.

Patrimônio Cuenca

o Cidade velha de Cuenca Foi declarada Patrimônio da Humanidade em 1996. Vielas sinuosas com casarões coloridos e imponentes farão com que desfrutemos de uma das cidades mais charmosas do país e que a cada dia ganha mais adeptos no que diz respeito ao turismo.

Entre outros, devemos visitar o atual Arquivo Histórico Provincial, que foi a sede do Tribunal da Inquisição e, posteriormente, uma prisão provincial. Na época fazia parte do castelo, assim como o Arco de Bezudo, que hoje, juntamente com uma torre e alguns vestígios da muralha, pertencem aos vestígios da fortaleza.

o Catedral de Santa Maria e San Julián, na Plaza Mayor, é Monumento Nacional desde 1902, foi erguida em 1183, uma vez que o rei castelhano Alfonso VIII tomou Cuenca em 1177 e mandou edificar a sede católica onde se localizava a mesquita principal.

Mas sem dúvida alguma, O prato principal de Cuenca são suas casas suspensas. Estas casas foram muito frequentes em toda a fachada do Hoz del Huécar, mas restam apenas três, restauradas no início deste século.

De estilo gótico, ainda conservam muitos elementos originais, assim como a estrutura original foi mantida apesar da restauração e, portanto, no interior encontramos muitos componentes de madeira.

Herança de Ibiza

Ibiza é conhecida por suas praias e vida noturna, masvocê sabia que também é Patrimônio Mundial? Foi declarado pela Unesco em 1999 e tem caráter misto, ou seja, é considerado patrimônio natural e cultural.

É um patrimônio natural por ser um dos grandes exemplos no mundo da interação entre ecossistemas marinhos e costeiros; e pela diversidade de vida marinha que sustenta a espécie endêmica Posidonia oceanica, que só pode ser encontrada neste local.

Por outro lado, é patrimônio cultural pela grande quantidade de evidências históricas que nele podemos encontrar. Ibiza desempenhou um papel fundamental na proto-história, no comércio marítimo durante os períodos fenício e cartaginês, como os sítios arqueológicos de Sa Caleta, como povoação, e Puig des Molins, como necrópole, atestam isso.

Mas, também encontramos Dalt Vila, a "cidade alta", um dos maiores exemplos de arquitetura militar renascentista, embora sua história seja anterior, a partir do ano 902 quando os árabes tomaram posse da ilha até a conquista por Jaime I de Aragão em 1235.

É imprescindível passear pelas suas ruas, descobrir a Sé Catedral e simplesmente deixar-se levar pelo ar medieval que nos transporta para outros tempos, num dos destinos turísticos mais importantes do mundo.

Herança de Mérida

Patrimônio da Humanidade pela Unesco desde 1993, Mérida é um lugar que devemos conhecer e visitar pelo menos uma vez na vida. É uma das cidades romanas mais bem preservadas do mundo, construída por ordem do imperador Augusto e onde se destaca, assim que chegamos de Madrid, o imponente circo romano localizado fora da cidade.

Uma vez em Mérida, devemos visite o sítio arqueológico onde conheceremos o verdadeiro emblema da cidade: o teatro romano. O verão também é a melhor época para visitá-lo para poder desfrutar de alguns dos requintados peças que acontecem nele em junho, julho e agosto, onde representam grandes clássicos em um ambiente único.

Junto ao teatro encontramos o anfiteatro, inaugurada no ano 8 a.C. e que tinha capacidade para 14.000 espectadores, que iam assistir a lutas de gladiadores, contra feras e naumaquias.

No mesmo recinto, devemos ver o Casa de Mitreo e desfrute de seus muitos quartos, pátios e fontes termais, suas pinturas de parede e dois mosaicos bem preservados.

Também em Roman Mérida encontramos o Templo de Diana, o Aqueduto dos Milagres, o Aqueduto de San Lázaro e o Arco de Trajano, além da incrível Ponte Romana.

Mas não nos instalaremos apenas na Roma Antiga, nesta cidade, mas encontraremos dezenas de Edifícios visigóticos, árabes e medievais, como a Co-Catedral de Santa María ou a Basílica de Santa Eulalia y Hornito.

Patrimônio de Salamanca

Salamanca foi declarada Património da Humanidade em 1988 devido ao seu importante património histórico e artístico, onde devemos destacar a sua duas catedrais, a velha e a novaAmbos são espetaculares, a Plaza Mayor, uma das mais belas de Espanha, a Casa de las Conchas, o Convento de San Esteban e as Escolas Maiores.

A sua arquitectura irá deslumbrá-lo, começando pela Plaza Mayor, no barroco ou churrigueresco, nome que vem do sobrenome Churriguera, arquitetos que projetaram a praça (Nicolás e Alberto Churriguera).

Além disso, você deve visitar o Huerto de Calixto y Melibea, que fica muito perto das duas catedrais e onde se acredita que se encontra a obra "La Celestina" de Fernando Rojas.

O grande número de conventos da cidade também merece ser descoberto, a começar pelo de San Esteban, de estilo plateresco e em forma de arco triunfal, qualidades que o tornam um dos grandes joias do Renascimento não só de Salamanca, mas também da Espanha.

Perca-se nas suas ruas e encontre igrejas românicas Faz parte da caminhada obrigatória, além de encontrar o famoso Sapo de Salamanca, prestando muita atenção à fachada da Universidade, que é onde se encontra.

Uma dica, visite o Museu da Casa Unamuno, do século XVIII e que funcionou como antiga casa dos reitores da Universidade, que se conserva como o tinha o escritor quando ocupou o mesmo cargo.

Patrimônio de San Cristóbal de La Laguna

É hora de pegar um vôo para ir a Tenerife, nas Ilhas Canárias. Para desfrutar da ilha é necessário alugar um carro, não só para poder ir a San Cristóbal de La Laguna, Património da Humanidade desde 1999 e da qual falaremos agora, mas também para poder visitar o Teide, o terceiro maior vulcão da Terra e localizado em um Parque Nacional também considerado Patrimônio da Humanidade.

A Lagoa, como também é chamado, foi declarado Patrimônio por ser “um exemplo único de uma cidade colonial sem muralhas”, Onde a primeira universidade das Canárias se destaca e continua ativa.

A cidade mantém seu layout original do século 15 intacto, e tanto sua conformação quanto suas cores lembram outras grandes cidades coloniais da América, como Cartagena das Índias ou Havana velha, entre outras.

Possui um grande número de igrejas e conventos, sendo necessário visitar todas as Prefeituras, que não só nos transporta para a era colonial, mas também nos mostra o encanto de seus pátios.

Sendo considerado ao longo dos séculos como o "lugar da intelectualidade das Canárias”, Aqui encontramos, entre outros, o Museu de História de Tenerife, o Ateneo de La Laguna, a Universidade com o seu auditório, o Museu da Ciência e do Cosmos, o Museu de Antropologia de Tenerife e a sede do Instituto de Astrofísica das Ilhas Canárias, uma das mais importantes do mundo.

Como dica, perca-se em suas ruas, aproveite o clima, o clima e cada um de seus recantos, pois é uma cidade que vale a pena conhecer.

Patrimônio de Santiago de Compostela

Famosa por sua Catedral impressionante e local de peregrinação do cristianismo, Santiago esconde muito mais coisas que merecem sua visita.

O Mercado de Abastos, que está em operação há 300 anos; a Hostal dos Reis Católicos, construído em 1501 por ordem dos Reis Católicos para atender aos enfermos e peregrinos; a Casa do Deán, de 1747; ou a Casa do Cabido, em estilo barroco de meados do século XVIII, são apenas alguns dos monumentos que a cidade não pode deixar de visitar.

Mas, sem dúvida, o imperdível é o famoso Catedral, a obra mais destacada do românico na Espanha, o lugar onde termina a peregrinação ao túmulo do apóstolo, e cuja estrutura nos impressiona desde o primeiro momento em que a vemos.

Uma cidade para conhecer, descobrir e desfrutar, não só de um dos mais belos ambientes, mas também para mergulhar na cultura como podemos fazer em poucos lugares.

Patrimônio de Segovia

Segovia, minha cidade adotiva e Patrimônio da Humanidade desde 1985, se destaca acima de tudo, por sua impressionante aqueduto romano, um dos monumentos mais significativos e mais bem preservados da Roma Antiga na península, e a obra de engenharia civil mais importante de Roma, na Espanha.

Pouco se pode acrescentar sobre o aqueduto, mas o melhor é que você o veja por si mesmo e se surpreenda com sua presença imponente, antes de continuar a caminhada pela rua Real, se perder entre casas senhoriais e desfrutar da Casa de los Picos, o Palácio del Conde Alpuente, o Torreón de Lozoya ou a Casa do Selo, antes de chegar à Plaza Mayor, onde encontraremos outro de seus tesouros: a Catedral.

De estilo gótico tardio, é considerada a Senhora das catedrais por sua elegância, embora na realidade seu nome seja La Santa Iglesia Catedral de Nuestra Señora de la Asunción e San Frutos de Segovia. Altamente recomendado é subir à sua torre e desfrutar de lindas vistas.

Continuamos em nosso caminho para Alcázar de Segóvia, uma imponente fortaleza que realmente parece um navio, com um fosso fundo com uma ponte levadiça, foi uma das residências preferidas dos reis de Castela e daqui Isabel La Católica partiu para a Plaza Mayor da cidade para ser coroada rainha.

Um conselho, Eu recomendo que você veja o Alcázar à noite do bairro de San Marcos. A iluminação e a atmosfera geradas ao ver o Alcázar de lá são de uma beleza única.

Em Segóvia, também é obrigatório perder-se no bairro judeu e descobrir a grande quantidade de igrejas românicas que toda a cidade contém. Igrejas como San Lorenzo, San Millán, San Esteban, Santísima Trinidad, Santos Justo y Pastor ou San Juan de los Caballeros, entre outras, merecem ser visitadas e assim descobrir seus tesouros.

Herança de Tarragona

Uma das principais cidades da Hispânia romana e capital da província de Hispania Tarraconensis, foi declarada Patrimônio da Humanidade em 2000 graças ao seu incrível sítio arqueológico.

As muralhas romanas, o fórum, o circo, o recinto de culto imperial, o Fórum, o teatro, o anfiteatro, o cemitério cristão primitivo, o seu grande aqueduto e a torre dos Cipiões, são apenas alguns dos locais que devemos descobrir neste cidade.

Seu circo, construída sob o comando de Domiciano, Foi construído no final do século I e era usado principalmente para corridas de cavalos, embora também houvesse Ludi circos e jogos teatrais.

Com capacidade para até 25 mil pessoas, é uma das joias do lugar junto com a Fórum Romano, construído em 73 por ordem de Vespasiano. Sim, o mesmo imperador que pressionou por um imposto sobre a urina em Roma.

Herança de toledo

Para falar sobre o “cidade das três culturasPrecisaríamos de um artigo tão longo quanto este. Esta impressionante cidade medieval, declarada Patrimônio da Humanidade em 1986, teve grande importância durante a Idade Média e os Tempos Modernos, destacando-se aqui como sede dos Reis Católicos.

O seu Alcázar, localizado num local que ao longo da história foi fortificado (desde os tempos romanos), a Catedral Primada, a Casa do Templo, a Mesquita do Cristo de la Luz ou a Igreja de Santo Tomé, são apenas alguns dos Lugares marcantes que devemos conhecer em uma visita a Toledo.

Como seus mosteiros, San Juan de los Reyes e Santa Clara La Real; ou suas pontes imponentes (Alcántara, San Martín).

Imperdível também é descobrir o Sinagoga Santa Maria La Blanca, o maior de Toledo e reconstruído no século XIII, já que o anterior foi erguido em 1180.

O melhor conselho que posso dar para esta cidade é ir cedo, descobrir cada um dos cantos que se escondem em suas vielas, e descubra o charme e a atmosfera que tem durante a noite, que fará com que você tenha uma experiência inesquecível em uma das cidades mais bonitas do mundo.

Ubeda Heritage

Quando formos a Baeza não podemos deixar de visitar Úbeda. Localizada bem próxima a ela, esta cidade foi declarada Patrimônio da Humanidade em 2003 pela alta qualidade de seus edifícios renascentistas.

Destaca o Praça Vazquez de Molina, uma das mais belas do país e com um conjunto de monumentos que não podemos deixar de ver. A Sinagoga da Água, o Hospital de Santiago ou o Palacio Vela de lo Cobos são imperdíveis na cidade, assim como suas muralhas, seus portões (del Losal, Granada e Puerta de Santa Lucía) e suas torres (das Arcas, do Relógio e dos Cavaleiros).

Passear e perder-se no seu recinto amuralhado é uma experiência que devemos viver, mas também descobrir as suas igrejas, palácios e conventos.

Imagens: StockPhotos no Shutterstock


Vídeo: #EuFiscalizo - Patrimônio Cultural