Harry Truman

Harry Truman

Em 20 de janeiro de 1949, iniciando seu segundo mandato, o presidente Harry Truman denuncia o comunismo e apresenta um programa pela paz em seu discurso inaugural.


Harry Truman

Harry Truman (1884-1972) foi presidente dos Estados Unidos desde as semanas finais da Segunda Guerra Mundial até janeiro de 1953.

Truman, filho de um criador de gado, foi criado na zona rural do Missouri. Ele recebeu uma educação rudimentar, começando a escola aos oito anos e concluindo o ensino médio em 1901. Ele é o último presidente dos Estados Unidos a não ter um diploma universitário.

Truman trabalhou em ferrovias e em empregos clericais, antes de ingressar no exército em 1917. Ele serviu como capitão de artilharia na Primeira Guerra Mundial, enfrentando extensos combates na Frente Ocidental. Truman se estabeleceu no Kansas após a guerra, antes de retornar ao seu Missouri natal. Durante a década de 1920, Truman administrou uma loja de roupas (que faliu), vendeu associações de clubes de automóveis e ocupou uma série de cargos públicos.

Em 1934, Truman foi eleito para o Senado dos Estados Unidos. Dez anos depois, Truman foi escolhido como companheiro de chapa do presidente Franklin Roosevelt & # 8217s. Em novembro de 1944, Truman, que segundo ele próprio tinha um histórico político insignificante, foi eleito vice-presidente dos Estados Unidos.

Truman era vice-presidente há menos de três meses quando Roosevelt morreu em abril de 1945. Apesar de sua inexperiência em política externa, Truman logo provou ser um operador obstinado e astuto. Ele supervisionou os meses finais da Segunda Guerra Mundial e deu ordens para a detonação de duas bombas atômicas sobre o Japão.

Truman desprezava o comunismo e não confiava nos líderes comunistas, particularmente no ditador soviético Joseph Stalin. Ele foi o primeiro presidente dos EUA a aceitar a Teoria do Domino e tomar medidas para conter a expansão comunista.

Em 1947, Truman prometeu ajuda americana para outras nações que resistiam à agressão e infiltração comunista. Essa posição, mais tarde chamada de Doutrina Truman, sustentaria a política externa dos Estados Unidos durante a Guerra Fria.

Com relação ao Vietnã, o governo de Truman recusou-se a reconhecer a declaração de independência vietnamita de 1945 de Ho Chi Minh. Em vez disso, em fevereiro de 1950, Truman reconheceu um Vietnã autônomo ainda sob a soberania francesa. Em maio de 1950, ele destinou US $ 10 milhões em ajuda militar e estabeleceu o Gabinete do Adido de Defesa em Saigon, com o objetivo de apoiar as forças anticomunistas no Vietnã. Mais assistência militar e conselheiros dos EUA foram enviados ao Vietnã em 1951-52.

A ajuda de Truman ao Vietnã foi modesta quando comparada à dos presidentes subsequentes, no entanto, estabeleceu um compromisso americano com a região que moldaria a política futura. Truman deixou o cargo em janeiro de 1953 e morreu em 1972, aos 88 anos.


Harry Truman na Primeira Guerra Mundial

O artigo a seguir é um trecho de H.W Crocker III & # 8217s The Yanks Are Coming! Uma história militar dos Estados Unidos na Primeira Guerra Mundial. Já está disponível para encomenda na Amazon e na Barnes & amp Noble.

Harry Truman foi o único presidente americano a ter entrado em ação na Primeira Guerra Mundial. Franklin Roosevelt foi secretário-assistente da Marinha, e Dwight Eisenhower foi oficial de treinamento do Exército, tenente-coronel brevet, mas nenhum dos dois entrou em ação no exterior. Truman fez. Ele foi para a guerra sentindo-se “Galahad após o Graal. . . . Achei que devíamos algo à França por Lafayette. ”

O homem de trinta e três anos que tinha essas noções nasceu em uma fazenda no sul do Missouri. A metrópole para a qual sua família se mudou quando ele tinha seis anos era Independence, uma cidade de estradas não pavimentadas e sem abastecimento público de água ou eletricidade, mas seis mil pessoas. Os Trumans se mudaram para lá pelas escolas, pois o jovem Harry, embora tivesse olhos fracos e precisasse de óculos, lia constantemente (a Bíblia do início ao fim duas vezes), e sua mãe tinha ambições para seu filho pequeno.

Como um estadista mais velho que se deleitava com sua reputação de beber muito e falar palavrões, ele confessou: “Nunca fui popular. Os meninos populares eram aqueles que eram bons em jogos e tinham punhos grandes e apertados. Eu nunca fui assim. Sem meus óculos, eu era cego como um morcego e, para falar a verdade, era meio maricas. ” Na verdade, seus colegas o achavam mais “sério” do que um “maricas” - um árbitro que poderia endireitar sua história quando jogavam como Jesse James ou os irmãos Dalton, um garoto em quem confiariam para arbitrar um jogo de beisebol. Ele era um bom aluno em uma escola que ensinava um currículo clássico tradicional, um leitor ávido em uma casa bem abastecida de livros, um menino que preferia assistir o trem ou tocar piano aos esportes rudes (onde seu vidros podem quebrar) e que se mantinha limpo e arrumado. Ele gostava, como se lembrava, de uma infância feliz em uma pequena cidade.

Sua mãe lia muito e adorava Harry, o mais velho de seus três filhos sobreviventes. Seu pai era trabalhador, um negociante, um comerciante de gado bem-sucedido, um homem respeitado - embora com um temperamento desagradável facilmente inflamado - que manteve a família em relativo conforto até Harry terminar o ensino médio. Então, alguns investimentos ruins em terras colocaram a família em situação difícil. A herança da família era do sul, e os heróis da infância de Harry incluíam Robert E. Lee (venerado por sua mãe) e Andrew Jackson. Muitas vezes sonhava acordado em se tornar um general (esperava ir para West Point até perceber que sua visão o desqualificava) - ou, dadas as horas que praticava, um pianista.

PAGANDO UMA DÍVIDA

Após o colegial, ele fez cursos em uma faculdade comercial, eventualmente parecia ter encontrado seu nicho, pelo menos temporariamente, como um caixa de banco, e em 1905 encontrou uma saída para seus interesses militares alistando-se em uma unidade de artilharia da Guarda Nacional (memorizando o olho gráfico para que sua visão não o desqualificasse). Em 1906, ele atendeu a um chamado de seu pai e começou a trabalhar em uma fazenda da família - para a qual a família havia se aposentado - onde passou os próximos onze anos trabalhando na terra, uma ocupação de que não gostava, e lendo ou tocando piano em suas poucas horas de lazer. Em 1911, após dois alistamentos de três anos na Guarda Nacional, ele decidiu que não poderia justificar o tempo fora da fazenda. Isso mudou depois de abril de 1917, quando ele decidiu que era hora de pagar sua dívida com Lafayette.

Houve outros fatores também. Ele havia gostado do serviço militar, era um patriota e, como um democrata ativo que conquistou algumas nomeações políticas menores, sabia que passar algum tempo uniformizado poderia fazer sua carreira política progredir. Ele se realistou na Guarda Nacional, passando furtivamente pelo teste de visão novamente, foi eleito primeiro-tenente e mostrou, como em todos os seus empregos, que era uma alma zelosa e dedicada. Antes de sua unidade terminar o treinamento em Fort Sill, Oklahoma, ele foi recomendado para promoção a capitão. Em abril de 1918, ele estava na França e frequentava a Escola Avançada de Artilharia. As demandas intelectuais do currículo, as longas horas (das sete da manhã às nove e meia da noite) e o treinamento físico intenso levaram Truman a escrever: “Quando eu voltar, serei um agrimensor, um matemático, um desenhista mecânico, um cavalo médico, um excelente atirador e um cidadão durão se me mantiverem aqui por muito tempo. Temos períodos de palestras e exames e tudo como West Point. . . e com certeza nos dão trovões se chegarmos atrasados. ” Ele se formou na escola, recebeu sua promoção oficial a capitão e recebeu o comando de uma bateria de artilharia notoriamente indisciplinada. “Give 'em hell Harry” começou aqui, rebentando malfeitores, promovendo jogadores de alto desempenho e surpreendendo até a si mesmo com seu sucesso em administrar e treinar muitos homens difíceis: “Você pode me imaginar sendo um capitão duro de uma dura bateria irlandesa ? ” ele escreveu para sua namorada (e futura esposa), Bess Wallace.

Tendo vindo para pagar sua dívida com Lafayette, Truman não se importava particularmente com a França ou os franceses. Típico era sua frustração com os hábitos de refeição dos oficiais franceses: "Eles demoram tanto para servir uma refeição que fico sempre com mais fome quando termino do que antes." Ele era um turista diligente quando estava de licença, mas inflexível em seu patriotismo e totalmente convencido da superioridade do Missouri em relação a La Belle France, de Kansas City na Cidade das Luzes e de tudo que era americano para tudo que era francês.

Ele viu sua primeira ação em agosto de 1918, em meio à lama e ao lodo da cordilheira Vosges, na Alsácia-Lorraine, disparando uma barragem de artilharia e sendo atacado em retorno. O capitão se manteve firme. Muitos de seus homens não. Ele os amaldiçoou por isso e conquistou seu respeito.

Marchas forçadas na chuva fria e amarga os levaram à Floresta Argonne e à enorme ofensiva que acabaria com a guerra. Truman lembrou que a barragem de abertura, para a qual contribuiu sua bateria, arrotou “mais ruído do que ouvidos humanos poderiam suportar. Homens que serviam armas ficaram surdos por semanas depois. Eu estava surdo como um poste por causa do barulho. Parecia que todos os canhões da França foram disparados e o céu estava vermelho de uma ponta a outra por causa dos flashes de artilharia. ” A artilharia seguiu a infantaria e, no final de tudo, com o armistício de novembro, apenas um homem da bateria de Truman, a Bateria D, foi morto em combate e apenas dois outros foram feridos, todos eles designados a outro comando. Ele teve um desempenho excepcionalmente bem. A guerra foi o que ele fez.

Com o fim da guerra, ele queria voltar para casa, mas brincou sobre sua lealdade e carinho por suas peças de artilharia: “Se o governo me deixasse ficar com uma delas, eu pagaria e pagaria o transporte para casa só para alugar ele senta no meu jardim da frente e enferruja. Homens que você conhece - especialmente artilheiros e chefes de seção - tornam-se muito apegados a suas armas. . . . É como despedir-se de velhos amigos que estiveram ao meu lado durante os bons e os maus momentos. " Bess Wallace tinha ficado ao lado dele em bons e maus momentos também. Ela se casou com o capitão Truman em 28 de junho de 1919.

Truman entrou no uplon da política voltando para casa. Ao longo das décadas seguintes, ele subiu na hierarquia do Partido Democrata devido ao seu firme apoio ao New Deal de Franklin D. Roosevelt e # 8217s. Ele acabou ganhando um lugar na chapa para vice-presidencial do partido & # 8217s em 1944.

PRESIDENTE DO TEMPO DE GUERRA

Truman foi vice-presidente por apenas 82 dias. Convocado à Casa Branca em 12 de abril de 1945, foi saudado por Eleanor Roosevelt. Com a mão em seu ombro, ela anunciou: "Harry, o presidente está morto."

Após um momento de silêncio atordoado, Truman respondeu: "Há algo que eu possa fazer por você?"

A viúva do presidente respondeu: “Há algo que possamos fazer por você, Harry? Pois você é o único em apuros agora. ”

O General Patton, na Europa, achava que agora era a América que estava com problemas. Ele disse sobre Truman: “Parece muito lamentável que, para garantir a preferência política, pessoas sejam feitas vice-presidentes que nunca foram pretendidas, nem pelo partido nem pelo Senhor, para serem presidentes”. Em problemas mais graves, no entanto, estavam as Potências do Eixo. Em menos de um mês, a Alemanha se rendeu. O Japão não tinha esperança de vitória no Pacífico; em vez disso, estava se preparando para fazer uma vitória incondicional para os Aliados extraordinariamente custosa.

No arsenal de Truman havia uma arma da qual ele nada sabia quando era vice-presidente: a bomba atômica. Outra arma que esperava usar contra o Japão era o poder militar soviético. Truman conheceu o líder soviético, o marechal Joseph Stalin, na Conferência de Potsdam em 17 de julho de 1945. Ele gostava dele (achava que era uma versão eslava de Tom Pendergast) e estava convencido de que poderia trabalhar com ele, mesmo considerando a União Soviética como um Estado policial e se opunha abertamente - em princípio, se não em vigor - à exportação do comunismo para a Europa Oriental.

Demorou o lançamento de duas bombas atômicas - uma em Hiroshima em 6 de agosto e outra em Nagasaki em 9 de agosto (o mesmo dia em que a União Soviética declarou guerra e invadiu a Manchúria) - e um ataque aéreo convencional massivo em Tóquio em 13 Em agosto, os japoneses emitiram uma declaração formal de rendição em 14 de agosto. Truman calculou que, ao lançar as bombas atômicas, ele poderia acabar com a guerra rapidamente - e, com isso, salvar centenas de milhares de vidas.

Este artigo faz parte de nossa extensa coleção de artigos sobre a Grande Guerra. Clique aqui para ver nosso artigo abrangente sobre a Primeira Guerra Mundial.

Você também pode comprar o livro clicando nos botões à esquerda.


Truman Revisted: o historiador diz que Harry deu racismo

NOVA YORK (AP) _ Harry Truman, que fez dos direitos civis uma prioridade federal pela primeira vez desde a Reconstrução, expressou fortes sentimentos racistas antes, durante e depois de sua presidência, disse um historiador na quinta-feira.

Embora Truman tenha atenuado suas expressões racistas depois de entrar na Casa Branca, ele continuou a usar calúnias raciais em conversas privadas pelo resto da vida, de acordo com William Leuchtenburg, presidente da American Historical Association.

Leuchtenburg, um professor da Universidade da Carolina do Norte, está escrevendo um livro sobre Truman.

Em 1911, ano em que completou 27 anos, Truman escreveu para sua futura esposa, Bess: “Acho que um homem é tão bom quanto outro, desde que seja honesto e decente, e não um negro ou chinês. O tio Will diz que o Senhor fez um homem branco do pó, um negro da lama, então Ele jogou o que sobrou e caiu um chinês. ″

″ (Tio Will) odeia chineses e japoneses ″, continuou Truman. ″ Eu também. É preconceito racial, eu acho. Mas eu sou fortemente da opinião que os negros deveriam estar na África, os homens amarelos na Ásia e os homens brancos na Europa e na América. ″

Mais de 25 anos depois, o então senador Truman escreveu uma carta para sua filha descrevendo os garçons da Casa Branca como ″ um exército de guaxinins ″. Em uma carta para sua esposa em 1939, ele se referiu ao ″ dia do piquenique dos negros ″.

Em 1941, em uma carta para sua filha, ele escreveu sobre a Guerra Civil: “Sinto como sua velha avó do interior o expressou - 'Que pena um homem branco como Lee teve de se render ao velho Grant. ‴

Em uma entrevista por telefone na quinta-feira, Leuchtenburg disse que alguns estudiosos souberam das declarações racistas de Truman desde que suas cartas foram abertas. ″ Mas de alguma forma ″, disse Leuchtenburg, ″ isso não permeou a consciência pública. ″

Liz Safly, uma bibliotecária da Biblioteca Truman em Independence, Missouri, concordou que as observações de Truman eram familiares aos estudiosos. A citação de ″ Uncle Will ″, disse ela, estava contida em um volume de cartas publicado em 1983.

As atitudes de Truman em relação à raça foram moldadas por sua juventude no Missouri. Seus avós tinham escravos, sua mãe foi internada pelas tropas da União durante a Guerra Civil e permaneceu ″ violentamente irrestrita ″ pelo resto de sua vida. O jovem Harry desenvolveu ″ uma crença inabalável na supremacia branca ″, disse Leuchtenburg.

Mas depois de suceder Franklin D. Roosevelt, Truman superou seus preconceitos. Em 1946, quando lhe falaram de ataques a veteranos negros da Segunda Guerra Mundial no Sul, ele exclamou: “Meu Deus, 3/8, não fazia ideia de que era tão terrível assim. Temos que fazer algo 3/8 ″

″ Quaisquer que sejam minhas inclinações como nativo do Missouri, como presidente eu sei que isso é ruim ″, disse ele. ″ Vou lutar para acabar com males como este. ″

O presidente nomeou um comitê para estudar os abusos dos direitos civis e, posteriormente, apoiou o apelo do painel por uma legislação anti-linchamento e anti-poll tax. Ele também ordenou a dessegregação das forças armadas e se tornou o primeiro presidente a fazer campanha no Harlem. Como resultado, ele foi ridicularizado por seus antigos aliados democratas do sul.

″ Ele foi puxado em duas direções na corrida ″, disse Leuchtenburg. ″ Sempre houve a tensão entre ser um filho da Confederação e um orgulhoso americano. ″

Algumas das atitudes racistas de Truman perduraram nas décadas de 1950 e 1960, disse Leuchtenburg. O ex-presidente continuou a usar calúnias raciais e não apenas se opôs às manifestações dos anos 1960, mas disse que elas poderiam ser de inspiração comunista. Ele chamou os nortistas de intrometidos em Freedom Rides e o reverendo Luther King Jr. de encrenqueiros.

Leuchtenburg disse que encontrou evidências do racismo de Truman nas cartas publicadas e não publicadas do ex-presidente e em histórias orais e outros documentos na Biblioteca Truman.

Ele apresentou suas opiniões em um discurso na Louisiana State University em abril e resumiu-as na edição de novembro da revista American Heritage.


Harry S. Truman: a vida antes da presidência

Harry S. Truman nasceu na pequena cidade de Lamar, Missouri, em 8 de maio de 1884. Em 1890, os pais de Harry, John e Martha, mudaram a família (que incluía o irmão de Harry, Vivian e a irmã Mary Jane) para Independence, Missouri, uma cidade com sede no condado de apenas 6.000 habitantes. Localizada a dezesseis quilômetros a leste de Kansas City, a Independence tinha ligações com o oeste e o sul americanos. A cidade, na qual os trens de vagões pegavam as trilhas de Oregon e Sante Fe, era uma porta de entrada para a fronteira oeste da América. A maioria dos residentes de Independence havia migrado dos estados do Upper South, no entanto, trazendo com eles muitos costumes culturais e sociais do sul. Como em muitas outras cidades do sul - e em algumas cidades do norte também - residentes negros viviam em uma parte segregada da cidade.

A infância e a juventude de Harry às vezes foram muito difíceis. Ele se esforçava muito para fazer amigos, mas se sentia desconfortável na companhia de garotas de sua idade ou mais velhas. Ele nasceu com visão deficiente e precisava de óculos, uma solução que o separava de muitos de seus colegas. Além disso, a mãe de Truman, a quem ele era muito apegado, o orientou a evitar brigas com seus colegas. Em vez disso, Harry desenvolveu um grande interesse por leitura e música. Ele se tornou um excelente pianista e até considerou por um breve período seguir a carreira de pianista concertista. Como outros meninos de sua idade, ele também sonhava em se tornar um grande soldado.

Harry era um estudante sólido e trabalhador que se formou no colégio em 1901. Ele queria estudar em West Point, mas sua visão deficiente excluiu a possibilidade de uma comissão. Além disso, os problemas financeiros de seu pai, que começaram no início dos anos 1900, impediram Harry de frequentar uma faculdade de quatro anos. Em vez disso, ele frequentou uma faculdade de administração em Kansas City por um semestre, mas, com as finanças de sua família cada vez mais difíceis, abandonou a escola e conseguiu um emprego na sala de correspondência do Kansas City Star no verão de 1902. Truman posteriormente trabalhou em uma construção empresa e como escriturário de banco.

Em 1906, Truman deixou seu cargo no banco e foi trabalhar na fazenda da família em Grandview, Missouri, com seu pai e seu irmão Vivian. Truman passou a maior parte da década seguinte na fazenda, embora a fazenda em si raramente desse muito lucro. Harry mantinha os livros e fazia seu trabalho manual, nenhum dos quais gostava. Ele, no entanto, encontrou satisfação em duas outras atividades. Em 1905, Truman entrou para a Guarda Nacional, o que ofereceu uma chance de escapar da fazenda e proporcionou-lhe companhia masculina pelos seis anos seguintes. Em 1910, Truman começou a cortejar Bess Wallace, com quem havia se formado no ensino médio. Bess recusou uma proposta de casamento em 1911, mas eles continuaram seu romance mesmo assim.

O pai de Truman morreu em 1914, um evento que causou muita dor de cabeça a Harry. O falecimento de John Truman, no entanto, permitiu que Harry se afastasse da fazenda. Ele passou os anos seguintes tentando ganhar a vida como proprietário e operador de uma pequena empresa de mineração e como sócio em uma empresa de petróleo. Nenhuma das empresas obteve muito sucesso. Em 1917, com os Estados Unidos prestes a entrar na Primeira Guerra Mundial, ele voltou para sua unidade da Guarda Nacional. Depois de federalizado, Harry Truman tornou-se membro do 129º Regimento de Artilharia.

Carreira militar e casamento

A vida de soldado convinha a Truman. Ele ascendeu ao posto de capitão e dirigia o único cantil bem-sucedido do regimento. Mais impressionante, ele transformou sua bateria - que tinha uma reputação de indisciplina e ineficácia - em uma unidade de primeira linha. Em março de 1918, seu regimento foi enviado para a França. Truman e seus homens viram sua primeira ação nas montanhas de Vosges (agosto de 1918) e depois na campanha de Argonnes (setembro e outubro de 1918), o último grande confronto da guerra.

O serviço de Truman durante a Primeira Guerra Mundial teve um efeito profundo em sua vida. Sua capacidade de liderar um grupo de homens nas mais difíceis circunstâncias aumentava sua autoconfiança. Seus homens, por sua vez, respeitavam sua liderança. Truman estabeleceu amizades íntimas com alguns de seus colegas soldados. Eddie Jacobson, o braço direito de Truman na cantina, tornou-se seu parceiro de negócios no início dos anos 1920. Harry Vaughn, embora não estivesse na bateria de Truman, serviria como assessor ao longo da vida política de Truman. Finalmente, o serviço de Truman na guerra - e os amigos e conhecidos que ele fez - acabariam por fornecer a ele uma base de poder político na área de Kansas City.

Antes de partir para treinar com seu regimento em 1917, Bess Wallace disse a Truman entre as lágrimas que queria se casar. Truman pediu que ela esperasse até que ele voltasse da guerra, escrevendo "Não acho que seria certo eu pedir a você que se amarre a um possível aleijado - ou a um sentimento". Mas ele deixou claro seus sentimentos em uma carta para ela, escrevendo: "Estou louco por você". Em 28 de junho de 1919, após o retorno de Truman para casa um mês antes, Harry e Bess se casaram na Independência. Quatro anos depois, o casal teve seu primeiro e único filho, Mary Margaret.

Ajuda do chefe democrata

Poucos meses após seu casamento, Truman e seu amigo de guerra Eddie Jacobson abriram uma retrosaria (uma loja que vendia roupas e acessórios masculinos) em Kansas City. Truman e Jacobson fizeram vários empréstimos para colocar a loja em funcionamento e, a princípio, o negócio estava muito bom. A empresa, no entanto, não conseguiu sobreviver à aguda desaceleração econômica do país no início da década de 1920. A loja de roupas fechou suas portas em setembro de 1922, deixando Truman quase falido e com dívidas pesadas.

Embora a loja tenha falido financeiramente, ela trouxe benefícios sociais distintos a Truman. Ele mantinha contato com sua rede de amigos e conhecidos da Guarda Nacional, muitos dos quais passavam frequentemente na loja. Como um empresário respeitado, ele se juntou a várias organizações cívicas, como o Triangle Club (um grupo de empresários dedicados a melhorar a cidade), e participou ativamente de grupos de veteranos como a American Legion e a Reserve Officers Association.

Em 1922, Thomas J. Pendergast, o chefe democrata de Kansas City e tio de um dos amigos de guerra de Truman, pediu a Harry para concorrer a um cargo de juiz no tribunal do condado do distrito leste do condado de Jackson. (O condado de Jackson abrangia Kansas City no oeste e Independence e outras cidades e comunidades menores no leste.) Pendergast acreditava que a reputação de Truman de honestidade e trabalho duro atrairia eleitores de mentalidade independente e, tão importante, que os colegas veteranos de Truman o fariam apoiá-lo nas urnas. Truman venceu uma apertada primária democrata com cinco candidatos, depois derrotou facilmente seu adversário republicano em novembro.

Como juiz distrital do leste, Truman serviu essencialmente como comissário do condado. Suas principais preocupações eram o orçamento do condado e as estradas, e a distribuição de posições de patrocínio e contratos aos apoiadores de Pendergast. Truman perdeu sua candidatura à reeleição em 1924, quando uma rivalidade no Partido Democrata do condado lhe custou votos. Em 1926, porém, ele foi eleito (novamente com a ajuda da máquina Pendergast) como juiz presidente do tribunal do condado, ele venceu facilmente a reeleição em 1930. Como juiz presidente, ele habilmente orientou uma grande reconstrução e modernização da estrada do condado de Jackson sistema, presidiu vários projetos de construção significativos e administrou as finanças do condado durante os primeiros anos da Grande Depressão.

Embora Truman não pudesse escapar da mancha de corrupção que vinha de sua associação com Pendergast, ele estabeleceu uma reputação de integridade pessoal, honestidade e eficiência. Como parte da máquina Pendergast, Truman certamente recompensou os aliados da máquina que não teria permanecido nas boas graças de Pendergast se tivesse agido de outra forma. Mas ele também se esforçou genuinamente para tornar a governança local o mais eficiente e eficaz possível. Na verdade, sua reputação de escrupulosidade beneficiou Pendergast, que poderia apontar para o juiz honesto como um exemplo de governo bom e limpo. Tão importante quanto, Truman durante esses anos provou ser um político que poderia ganhar o apoio tanto das minorias urbanas - incluindo negras e étnicas - quanto das zonas rurais.

Senador Truman

Em 1934, Truman pediu a Pendergast que apoiasse sua candidatura a uma vaga na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos. Embora os detalhes desse episódio sejam obscuros, Pendergast supostamente concordou inicialmente, mas depois mudou de ideia: ele queria que Truman concorresse ao Senado dos EUA. Depois de uma contundente primária democrata que apresentou amplo enchimento de urnas pelos partidários de Truman (e de seu principal competidor), Truman conquistou a indicação democrata. Ele então derrotou facilmente seu oponente republicano em novembro. Em 31 de dezembro de 1934, o senador eleito Truman, sua esposa Bess e sua filha Margaret chegaram a Washington, D.C.

O primeiro mandato de Truman como senador não foi nada notável. Ele gostava de sua vida no Senado, especialmente da camaradagem masculina e da rede de "velhos" que caracterizavam a instituição. As longas horas e o tempo longe de Bess e Margaret testaram sua vida familiar, no entanto. Politicamente, Truman emergiu como um aliado confiável dos programas do "New Deal" do presidente Franklin D. Roosevelt e construiu laços especialmente fortes com os sindicatos. Ele deixou sua marca em questões de transporte como membro do Comitê de Dotações e do Comitê de Comércio Interestadual. Ele ajudou a escrever (com o senador democrata Burton Wheeler de Montana) o Ato de Transporte de 1940, que tentou trazer alguma ordem ao emaranhado de regulamentações que afetavam as indústrias de transporte. Truman também ajudou a projetar a Lei da Aeronáutica Civil de 1938, que lançou as bases para o crescimento da indústria aérea nas quatro décadas seguintes.

Truman enfrentou uma dura campanha de reeleição em 1940. A máquina democrata que o impulsionou à vitória em 1934 entrou em colapso durante os anos intermediários. Pendergast estava doente e na prisão quando o ciclo eleitoral se aproximava. Como em 1934, o maior desafio de Truman foi ganhar a indicação democrata. Ele conseguiu derrotar o governador Lloyd Stark por apenas 8.000 votos. Truman superou o apoio de Stark dos eleitores rurais, conquistando grandes margens nas áreas urbanas de Kansas City e St. Louis. De acordo com o biógrafo de Truman, Alonzo Hamby, a eleição de 1940 mostrou que Truman era um "candidato das cidades, um liberal urbano". Truman começou seu segundo mandato no Senado em 1941 quando os Estados Unidos se preparavam para a guerra. Durante os últimos seis meses de 1940, o Congresso destinou mais de dez bilhões de dólares para gastos militares e de defesa. Truman convenceu a liderança do Senado e a administração Roosevelt a torná-lo chefe de um comitê investigativo especial do Senado - que ficou conhecido como o comitê Truman - encarregado de descobrir e impedir gastos desnecessários com defesa. Ele descreveu o trabalho do comitê como protegendo o "homenzinho" das predações gananciosas do grande trabalho e dos grandes negócios. Embora moderadamente bem-sucedido nessa pontuação, ele conquistou popularidade e reconhecimento.

A chegada da Segunda Guerra Mundial forçou Truman a esclarecer e cristalizar seu pensamento sobre a política externa americana. Em meados da década de 1930, Truman votou pelas Leis de Neutralidade, mas esse apoio foi motivado politicamente - seus constituintes eram levemente isolacionistas - em vez de indicativo de um isolacionismo profundamente enraizado. De fato, Truman advertiu publicamente sobre as ameaças representadas pela Alemanha e pelo Japão e sobre a necessidade de maior preparação militar americana. Após a eclosão das hostilidades em agosto de 1939, Truman apoiou iniciativas como as políticas "cash-and-carry" e Lend-Lease destinadas a socorrer os aliados americanos em tempos de necessidade. Ele também apoiou os esforços de rearmamento americanos e a Lei do Serviço Seletivo. Truman explicou sua posição em evolução no início de 1941, escrevendo a um eleitor do Missouri: "Estamos enfrentando um bando de bandidos, e a única teoria que um bandido entende é uma arma e uma baioneta."

Vice-presidente Truman

Em 1944, o presidente Roosevelt decidiu retirar Henry A. Wallace, seu vice-presidente em exercício, da chapa democrata nas próximas eleições gerais. As visões políticas liberais de Wallace e o misticismo um tanto bizarro ofenderam os profissionais do partido e os democratas conservadores cujo apoio o presidente precisava. Depois de uma série de complicadas manobras nos bastidores orquestradas por funcionários do partido democrata, Truman emergiu como a escolha consensual para a vaga de vice-presidente e teve um desempenho admirável, senão perfeito, durante a campanha nacional. A chapa democrata derrotou os adversários republicanos Thomas Dewey e John Bricker por uma margem confortável nas eleições gerais de novembro.

Como vice-presidente, Truman funcionou como um "duto" entre a Casa Branca e o Senado, que presidia. Ele também deu votos de desempate para confirmar o ex-vice-presidente Wallace como secretário de comércio e para evitar a aprovação da emenda Taft lend-lease, que teria proibido o uso de contratos de lend-lease para alívio pós-guerra. Truman, no entanto, não era um ator importante no governo Roosevelt e tinha uma relação superficial com o presidente.

Truman serviu apenas 82 dias na vice-presidência. Na tarde de 12 de abril de 1945, foi convocado à Casa Branca. Ao chegar, Eleanor Roosevelt se aproximou dele e disse: "Harry, o presidente está morto." Em poucas horas, Harry S. Truman fez o juramento de posse para se tornar o trigésimo terceiro presidente dos Estados Unidos.


Capitão Harry S. Truman

Em 14 de junho de 1905, o homem que se tornaria o 33º presidente da América se alistou na Bateria Leve B da Guarda Nacional do Missouri. Harry S. Truman, de 21 anos, estava tão orgulhoso de seu novo uniforme que prontamente foi ao estúdio de um fotógrafo e mandou fazer uma série de retratos. No entanto, seu orgulho foi destruído em casa quando sua avó, uma defensora ferrenha do final da Confederação, disse a ele que ela não teria um uniforme azul em casa.

Não obstante, o jovem Truman permaneceu membro da Bateria B e serviu como seu escrivão até ser dispensado como cabo em 1906. Quando os Estados Unidos declararam guerra à Alemanha em 1917, Truman era um fazendeiro de 33 anos que poderia facilmente ter evitado o serviço. Ele optou por se alistar novamente na Guarda Nacional, onde foi eleito primeiro-tenente. Em 5 de agosto de 1917, a 2ª Artilharia de Campo do Missouri foi declarada no Exército regular como a 128ª Artilharia de Campo da 35ª Divisão. A unidade foi enviada em 1918 para a França, onde o Capitão Truman assumiu o comando da Bateria D em 11 de julho.

A Bateria D havia sido organizada em Kansas City e era um grupo corpulento de católicos irlandeses e alemães de primeira geração. Truman sentiu que teria que trabalhar muito para obter sua aceitação e aprovação. No final do verão, ele havia desenvolvido sua bateria em uma unidade de combate compacta. They won regimental records for firing accuracy and range assembly speed, and participated with distinction in the Vosges, St. Mihiel, and Meuse-Argonne campaigns.

Truman won something greater — his men's confidence, support, and respect. At war's end, Battery D presented its commander with an engraved silver loving cup as a token of that respect. In turn, Truman told them, "Right now, I'm where I want to be — in command of this battery. I'd rather be here than president of the United States."


Articles Featuring Harry S. Truman From History Net Magazines

Few people believed that President Harry S. Truman had a chance of winning the 1948 presidential election. The three great national polling organizations all predicted that Governor Thomas E. Dewey of New York, his Republican opponent, would win by a wide margin. The press was equally certain of a Dewey victory, for the odds against the incumbent seemed insurmountable. Truman’s own party had split, with Democrat Strom Thurmond running in the South as a ‘Dixiecrat’ and former vice president Henry Wallace running as the candidate of the newly formed Progressive Party. It was expected that Wallace would drain vitally needed liberal votes away from the president. Among Democratic politicians and his own campaign staff, it seemed that the only person who thought Truman could win was the candidate himself.

Of course, there were many who wondered how Harry Truman had ever made it into the White House in the first place. The son of a Missouri mule-trader-turned-farmer, Truman differed markedly from his predecessor, Franklin Delano Roosevelt. Truman, who had served as a captain of artillery in World War I, was a failed businessman whose haberdashery in Kansas City had closed during a recession in 1922. While overseas, however, Truman had met Jim Pendergast, whose family was a Democratic political dynasty in Kansas City. With the support of less-than-reputable political boss Tom Pendergast, Truman was elected eastern judge of Jackson County and then, in 1934, United States Senator. Though Truman himself was a person of impeccable personal honesty and political integrity, many in Washington looked down on him as ‘the Senator from Pendergast.’ Only during his second term in the Senate, when he headed a committee investigating the national defense program, did he gain a reputation for hard work and diligence and the respect of his fellow senators.

In 1944, Franklin Roosevelt picked Truman as his running mate to replace Vice President Henry Wallace, whose extreme liberal views were far out of alignment which those of Democratic party leaders. When Roosevelt died on April 12, 1945, Truman became president. It was not a job he had ever aspired to, and he confided to his diary and in letters to his family his doubts about his abilities.

Inscreva-se online e economize quase 40%.

By 1948, however, Harry Truman had grown with the job and was determined to seek a full term in his own right. He also sought vindication for the rebuff his party had suffered at the polls in the 1946 congressional elections, when the Republicans gained an overwhelming majority in both the House and the Senate.

Inscreva-se online e economize quase 40%.

The Republicans had selected Truman’s opponent, Thomas Dewey, in June on the third ballot at their convention at Philadelphia’s Convention Hall. For his running mate, Dewey picked California governor Earl Warren. Roosevelt had defeated Dewey in 1944, but Truman’s hopes looked slim. ‘Barring a political miracle, it was the kind of ticket that could not fail to sweep the Republican Party back into power,’ Tempo magazine proclaimed.

The Democratic convention opened on July 12 in the same Philadelphia hall the Republicans had used, but the mood in the building had darkened. The decorative flags and bunting had not been changed and now looked bedraggled and shop-worn. The Associated Press noted that ‘The Democrats act as though they have accepted an invitation to a funeral.’ Until a few days before the convention there had been an active movement to deny the nomination to Truman. A diverse group of party leaders, headed by James Roosevelt, son of the former president, had pushed hard for General Dwight Eisenhower. The Eisenhower boom ended only when the general stated unequivocally that he would not accept the nomination if it was offered.

The Democrats were further fractured when a coalition of liberals led by Hubert Humphrey of Minnesota inserted a strong civil rights plank, modeled after Truman’s own proposals to Congress, in the platform. Delegates from the conservative South, intent on maintaining segregation there, were adamantly opposed to the plank. Before the nominating process even began, Alabama’s Handy Ellis announced that his state’s presidential electors were ‘never to cast a vote for Harry Truman, and never to cast their vote for any candidate with a civil rights program such as adopted by the convention.’ Half of the Alabama delegation and the entire Mississippi contingent walked out. Two days later, disaffected southern Democrats met in Birmingham, Alabama, to nominate Governor Strom Thurmond of South Carolina for president. The new party officially called itself the States’ Rights Democrats the press dubbed them ‘Dixiecrats,’ and the name stuck. The ‘Solid South’–a traditional Democratic stronghold–seemed lost to Truman. Meanwhile, on July 27, the Progressive Party nominated Henry Wallace for president.

Inscreva-se online e economize quase 40%.

Truman, who picked Senator Alben Barkley of Kentucky as his running mate, was undeterred by the defections from his party. For his convention acceptance speech, the president used only an outline written in short, punchy sentences. He electrified the audience when he said, ‘Senator Barkley and I will win this election and make the Republicans like it–don’t you forget it.’ It was the first time during the convention that anyone had spoken of actually winning. Truman then praised the higher wages, higher farm income, and greater benefits for Americans he claimed as Democratic accomplishments, and went on to condemn the Republican Congress. He spoke with scorn of the recently adopted Republican platform, contrasting the programs it contained with congressional inaction on similar programs he had proposed.

Truman roused the convention to a standing ovation when he announced his intention to call Congress back into special session to ‘ask them to pass the laws to halt rising prices, to meet the housing crisis–which they say they are for in their platform.’ When this special session did convene it accomplished little, as Truman expected, but it gave the president a campaign issue. The country’s woes, he asserted, were the result of the ‘do-nothing’ Republican Congress.

This article was written by Michael D. Haydock and originally published in the December 2000 issue of História americana Revista. For more great articles, subscribe to História americana revista hoje!


Oral History Project

Jimmy Carter with Bess Truman's nurses at the Truman Home, August 1980. Carter was interviewed in 1991.

The oral history project at Harry S Truman NHS began in 1983. When the National Park Service began tours of the home in 1984, little was known about the Truman family's private life and activities in the community. Early oral history interviews focused on the personal information critical to properly interpret, furnish, and preserve the home in a manner that accurately reflected the occupation of the Truman family.

For more than 30 years the program has preserved important information about the Truman family's home life and community ties in Independence and Grandview, Missouri. One Hundred thirty taped interviews have been conducted, totaling over 200 hours. The completed interviews allow the park to document the stories of family, friends and neighbors associated with Harry Truman and his family during their residence at 219 North Delaware in Independence and on the Truman farm in Grandview. Oral history informants included neighbors, secret service agents, medical personnel, shopkeepers, relatives, friends, household staff and other Truman contemporaries. The broad range of people interviewed helps paint a more complete picture of the Truman family's life.

Click on the alphabetical links below to browse the oral histories. Oral history transcripts in PDF format are accessible for many of the informants listed. Park staff and volunteers are working on finalizing recent interviews and these oral histories will be posted as they become available.

ORAL HISTORIES

A B C D E F G H I J K L M N O P Q

R S T U V W X Y Z

To search the oral histories by the informants' relationship with the Truman family, visit Oral History Informants by Association.

The Harry S. Truman Presidential Museum and Library has conducted interviews related to Truman's political life. Click here to visit the Truman Library's oral history page.


Today in History: Harry S. Truman is Born (1884)

On this day in 1884, one of the most influential presidents in American history was born in Lamar, Missouri. Harry S. Truman is most well-known for how he ended World War II, but there was more to his life and his presidency than meets the eye.

When someone asks &ldquoWhat do you know about Harry Truman,&rdquo most people would answer, &ldquoHe authorized the use of nuclear weapons to end World War II.&rdquo Ask them what else they know, and if they aren&rsquot history majors, they probably wouldn&rsquot have an answer.

His presidency might be the most pivotal in American history if you look at the sheer amount of things he did or was first at.

Truman&rsquos career as a politician started in 1922 as a county clerk, and grew from there. By 1934, he was a member of the U.S. Senate. He gained influence quickly, and in March 1941 he formed the Truman Committee, which was widely publicized. Its mission was to root out waste and inefficiency in wartime contracts.

Franklin Delano Roosevelt chose Truman to be his Vice President, and he took up that office in January 1945, just four months before Roosevelt died in office.

During this time, the world was embroiled in World War II. Nazi Germany was on its last dregs, and would surrender just a month or so after Truman took up the Presidency, but Japan was still very strong.

Military experts at the time predicted that the war in the Pacific could rage on for at least another year, and would likely cost hundreds of thousands of lives on both sides. The reason it would be so costly is due to the spread out nature of the Japanese islands, and Japan&rsquos military strength at the time. In order to save those lives, Truman did the one thing no other American (or anyone else for that matter) has ever done: he ordered the use of nuclear weapons on Japan, and on August 6 and on August 9, 1945, his orders were carried out.

Aftermath of the nuclear bomb in Japan. DailyMail

That decision may be the most controversial one ever to be made by a sitting U.S. president, and is still hotly debated to this day. Right or wrong, however, it is seen as the catalyst to Japan&rsquos unconditional surrender.

That&rsquos what most people know about Harry S. Truman. But that happened at the beginning of his time in office, and there is much more to his presidency. Because of World War II, Truman oversaw one of the greatest economic booms in the country&rsquos history. Despite this, there was a lot of strife in the economy as the United States struggled to transition from a wartime economy. Labor conflicts flared up, and several large-scale strikes took place after the war.

For example, in January 1946, 800,000 steel workers went on strike. A lot of this had to do with the economy at large as inflation was a real issue, and shortages in housing and consumer products were plaguing the nation. Labor relations would be a constant struggle for Truman during his presidency.

Harry S. Truman. Canal de Historia

Most of Truman&rsquos accomplishments during his presidency happened in the foreign arena. He instigated the Marshall Plan, which sent money to war-torn Europe, and he was the president who was in office in the opening salvos of the Cold War, a struggle that would last nearly 45 years. He created the Truman Doctrine to help prevent the spread of Soviet and Chinese communism.


Harry S Truman (1884-1972)

Harry S Truman, June 1956 © Truman was the 33rd president of the United States who oversaw the end of World War Two, including the atomic bombing of Japan, and the new challenges of the Cold War.

Harry Truman was born in Lamar, Missouri, on 8 May 1884. After leaving school he held a series of clerical positions, as well as farming. In 1917, he joined the US Army and fought in World War One. He returned home in 1919 and married Bess Wallace. They had one daughter.

In 1923, he was appointed a judge in Jackson County, a mainly administrative position, and in his spare time studied at Kansas City Law School. He became active in Democrat politics in Missouri and was elected to the senate in 1934 and re-elected in 1940. In 1941, he headed the Truman Committee investigating waste and fraud in the US defence programme. It was estimated to have saved around $15 billion and made Truman a national figure.

Franklin Roosevelt selected Truman as vice president in 1944. In April 1945, with the end of World War Two in sight, Roosevelt died and Truman became president. With very little preparation he faced huge responsibilities in the final months of the war, including authorising the use of the atomic bomb against Japan, and planning the post-war world. Two months after taking office he witnessed the signing of United Nations Charter.

Truman was unable to achieve many of his immediate post-war domestic aims because of opposition within his own party and the Republican Party regaining control of congress. In foreign policy, he responded to the growing threat from the Soviet Union. He issued the Truman Doctrine, justifying support for any country the US believed to be threatened by communism. He introduced the Marshall Plan, which spent more than $13 billion in rebuilding Europe. When the Soviets blockaded the western sectors of Berlin in the summer of 1948, Truman authorised a massive airlift of supplies until the Soviets backed down. The fear of the spread of communism in Europe led to the establishment in 1949 of the North Atlantic Treaty Organisation (NATO), a defence alliance between Western European countries, Canada and the US.

Truman expected to lose the 1948 presidential election as his pro-civil rights actions had alienated many southern Democrats. Nonetheless, he won and foreign policy again dominated in his second term. In the summer of 1950, he authorised US military involvement in the Korean War.

Truman retired from politics in 1952 and died in Kansas City on 26 December 1972.


Assista o vídeo: MP2002-300 Former President Truman Discusses 1948 Campaign and Other Presidents in History