William Sudell Preston North End

William Sudell Preston North End

William Sudell, gerente de uma fábrica local, tornou-se secretário da Preston North End. Sudell decidiu melhorar a qualidade do time importando jogadores importantes de outras áreas. Isso incluiu vários jogadores da Escócia.

Nos anos seguintes, jogadores como John Goodall, Jimmy Ross, Nick Ross, David Russell, John Gordon, John Graham, Robert Mills-Roberts, James Trainer, Samuel Thompson e George Drummond. Ele também recrutou alguns jogadores locais de destaque, incluindo Bob Holmes, Robert Howarth e Fred Dewhurst. Além de pagar a eles por jogarem no time, Sudell também os encontrou com empregos bem pagos em Preston.

Em janeiro de 1884, Preston North End jogou contra o time de Londres, Upton Park, na Copa da Inglaterra. Depois do jogo, Upton Park queixou-se à Football Association que Preston era uma equipa profissional, e não amadora. Sudell admitiu que seus jogadores estavam sendo pagos, mas argumentou que isso era uma prática comum e não infringia os regulamentos. No entanto, a FA discordou e os expulsou da competição.

Preston North End agora juntou forças com outros clubes que estavam pagando seus jogadores, como Aston Villa e Sunderland. Em outubro de 1884, esses clubes ameaçaram formar uma nova Federação Britânica de Futebol. A Associação de Futebol respondeu criando um subcomitê, que incluía Sudell, para examinar esta questão. Em 20 de julho de 1885, a FA anunciou que era "do interesse do Futebol Associado legalizar a contratação de jogadores profissionais de futebol, mas apenas sob certas restrições". Os clubes podiam pagar aos jogadores, desde que eles tivessem nascido ou vivido por dois anos em um raio de seis milhas do terreno.

Sob a liderança do Major William Sudell, o Preston North End se tornou um dos melhores clubes da Inglaterra. Na primeira rodada da Copa da Inglaterra em 1887-88, Preston venceu Hyde por 26-0. Esta é a maior pontuação já registrada na competição. Jimmy Ross, que havia desenvolvido uma boa parceria com o atacante John Goodall, marcou sete dos gols contra Hyde.

Preston jogou contra o West Bromwich Albion na final daquele ano. Segundo relatos, Preston era o time muito melhor e Bob Roberts, o goleiro WBA fez boas defesas de Fred Dewhurst, Jimmy Ross, John Goodall e George Drummond. Dewhurst acabou marcando, mas WBA venceu o jogo por 3-1.

Em março de 1888, William McGregor, um diretor do Aston Villa, circulou uma carta sugerindo que "dez ou doze dos clubes mais proeminentes da Inglaterra se combinam para organizar jogos em casa e fora de casa a cada temporada". No mês seguinte, a Liga de Futebol foi formada. Consistia em seis clubes de Lancashire (Preston North End, Accrington, Blackburn Rovers, Burnley e Everton) e seis de Midlands (Aston Villa, Derby County, Notts County, Stoke, West Bromwich Albion e Wolverhampton Wanderers). A principal razão pela qual o Sunderland foi excluído foi porque os outros clubes da liga se opuseram aos custos de viagem para o Nordeste.

A primeira temporada da Football League começou em setembro de 1888. Preston North End venceu o primeiro campeonato sem perder uma única partida e adquiriu o nome de "invencíveis". Os maiores artilheiros foram Jimmy Ross (21), John Goodall (20) e Fred Dewhurst (12).

Preston North End também venceu o Wolverhampton Wanderers por 3-0 para vencer a final da FA Cup de 1889. Os gols foram marcados por Jimmy Ross, Fred Dewhurst e Samuel Thompson. Preston venceu a competição sem sofrer nenhum gol.

Preston North End também venceu a liga na temporada seguinte, mas terminou em segundo lugar, atrás do Everton (1890-91) e do Sunderland (1892-93).

Os melhores jogadores de Preston foram persuadidos a assinar por outros clubes: John Goodall (Derby County), Jimmy Ross (Liverpool), David Russell (Nottingham Forest), Samuel Thompson (Wolverhampton Wanderers), enquanto Bob Holmes, George Drummond, Robert Mills-Roberts, James Trainer e John Graham se aposentaram do futebol profissional em tempo integral.

Em 1893-94, Preston terminou em terceiro lugar (14º). Naquela temporada, William Sudell foi enviado para a prisão por desviar £ 5.000 de seus empregadores. Acredita-se que mais tarde ele emigrou para a África do Sul, onde se tornou um repórter de futebol de sucesso.


William Sudell

Quantas pessoas sabem a diferença entre a Football Association e a Football (Premier) League? Pode ser usado para ilustrar a divisão norte / sul na Inglaterra. Seguidores de PNE & amp Proud Prestonians devem saber com razão o papel desempenhado pelo club & amp town no desenvolvimento do jogo mais popular do mundo.

Embora o futebol tenha sido jogado em várias formas ao longo dos séculos, ele era a pequena nobreza do público chique, ou seja, faculdades e universidades exclusivas, por exemplo, Harrow, Eton, Oxford centrou-se em Londres e no sul que estabeleceu o jogo com as suas leis básicas em 1864. Estritamente amador, era de facto um & # 8216Jogo para cavalheiros & # 8217s & # 8217, eles tinham o tempo, claro, não tendo de trabalhar nas fábricas ou descer as minas. Mas este novo jogo sulista & # 8217 estava se espalhando rapidamente para o Norte.

Em 1867, William Sudell, um contador brilhante e amante do esporte, ingressou no Preston Nelson & # 8211a clube de críquete e rugby. Sudell seria a figura principal na luta para estabelecer o futebol profissional. Mudando o caminho de Moor Park para a fazenda Deepdale em 1875, os primeiros experimentos começaram com este novo jogo de futebol de associação. Em 1880, as pessoas pagavam de boa vontade para assistir aos jogos e ao amp Sudell, agora o principal homem do comitê supervisionava as cercas bancárias e de amplificadores erguidas com uma tenda de pavilhão de vestiário situada no canto noroeste do terreno, muito semelhante à do Blackburn Rovers. Na verdade, Sudell copiou outros clubes importantes como Darwen, Blackburn et al & amp; provou-se melhor e mais astuto em atrair escoceses de Edimburgo e pagá-los de forma indiscreta.

Os sulistas do F.A. ficaram aborrecidos com o que estava acontecendo com seu jogo e # 8216oop North & amp baniu o PNE junto com outros clubes de sua prestigiosa FA Cup. O resoluto Sudell manteve-se firme e ameaçou chefiar uma organização separatista alinhada com os escoceses e federais britânicos. A FA temia perder o controle de seu game & amp em 1885, cedido à noção de jogadores de futebol profissionais pagos. Sem a influência do Sudell & # 8217s, a associação de futebol seguiria o caminho do código do Rugby, ou seja, liga / sindicato?

No entanto, todos os jogos foram arranjados ad hoc & amp de uma forma desconexa. Em 1888, por iniciativa de William McGregor do Aston Villa 12 clubes, 6 de Lancashire, 6 de Midlands foram convidados para formar a Football League, nota: nenhum clube do nordeste ou do sul. Sudell foi convidado para se tornar o primeiro tesoureiro da League & # 8217s. A Liga, claro, confessou obedecer às leis de associação da FA & # 8217, mas enfatizou a todos os clubes que a competição da liga vinha em primeiro lugar e que todos os clubes devem jogar com seu time mais forte (a única regra original ainda aplicável).



(Acima) Lord Triesman, ex-presidente da FA.

McGregor admitiu que essa nova ideia não teria sucesso sem o PNE. Foi Sudell quem lhe deu o nome de Liga em oposição a União. Deepdale pode, portanto, reivindicar ser o campo de futebol profissional mais antigo do mundo. Junto com Burnley, os únicos clubes membros fundadores em seu terreno original. Isso justifica uma placa azul do Patrimônio Mundial? Eu acredito que sim e possivelmente situado no canto noroeste & # 8211 o local da tenda do pavilhão original.

Assim começou uma revolução com o PNE - os primeiros vencedores da primeira liga de futebol do mundo e tanto mais surpreendente que em poucos anos Sudell tornou o PNE o time de futebol mais respeitado e temido do país.

Não pode haver dúvida de que o sul da federação é responsável por dar início a esse fenômeno mundial do futebol, mas talvez o jogo que vemos agora em clubes como o PNE ou mesmo nas competições da copa do mundo da FIFA seja mais amplamente devido ao & # 8216proativo & # 8217 papel de William Sudell e os rapazes da classe trabalhadora das cidades industriais do Norte.

Considere também que quando Ronaldo se muda para o Real Madrid por £ 80 milhões ou Touré está em um relatado £ 200.000 por semana no Manchester City, isso se deve principalmente aos esforços de William Sudell?

Nota de rodapé divertida.
Enquanto trabalhava para o Museu Nacional do Futebol na Câmara dos Comuns, conheci o então presidente da FA, Lord Triesman. Um convidado perplexo perguntou quem era. Eu disse a ela o nome dele, ao qual ela disse & # 8220mas quem ele representa & # 8221? & # 8220As escolas públicas & # 8220 disse I. & # 8220E quem você representa & # 8221? a senhora perguntou. & # 8220Por que, & # 8216As casas públicas & # 8221 respondi.

Este site foi projetado e é mantido por Gary Bond.
O conteúdo deste site é copyright de Gary Bond & copy2002-2016, salvo indicação em contrário.
Quaisquer opiniões expressas neste site não são as opiniões expressas pelo Preston North End FC.


Introdução

O Preston North End Football Club foi formado em 1881. O clube teve um passado turbulento, mas poucos podem argumentar que o Preston é um clube com uma das histórias mais ricas do futebol inglês. O site de Preston em Deepdale também abriga o Museu Nacional do Futebol, inaugurado em setembro de 1998 pelo presidente da FIFA, Sepp Blatter.

O Preston North End também detém uma série de recordes no futebol inglês, incluindo ser o primeiro clube do futebol inglês a colocar um jogador profissional negro e o recorde da maior vitória de todos os tempos na FA Cup - 26-0 contra Hyde.

Lancashire também é o lar de várias outras equipes da Premiership e do Campeonato, incluindo Bolton Wanderers, Blackburn Rovers e Wigan Athletic. No entanto, os jogos contra Burnley e os rivais ferozes Blackpool, consistentemente provam não ser para os fracos de coração.

Os invencíveis originais

Os Lilywhites são bem conhecidos por serem um dos membros fundadores da Football League em 1888, e eles jogam em casa em Deepdale. O Major William Sudell provou ser o equivalente do século 19 a Arsene Wenger, pois ele sistematicamente escolheu jogadores de alta qualidade de outros países (neste caso a Escócia) e os trouxe para Preston North End.

Muitos clubes ficaram indignados com o fato de a FA estar aparentemente deixando isso acontecer sem oposição, e então a FA agiu expulsando Preston da FA Cup em 1884. Isso criou níveis incomparáveis ​​de controvérsia no norte da Inglaterra, e a FA não teve escolha senão legalizou o profissionalismo em 1885, depois que um grande número de clubes do norte ameaçou formar sua própria associação de futebol.

Os métodos de Sudell para selecionar jogadores de elite escoceses podem ter sido controversos, mas ninguém pode contestar sua eficácia. Depois de derrotar Hyde por 26-0 na primeira rodada da FA Cup, durante a temporada de 1887/88, eles se tornaram os primeiros campeões da Liga inglesa. Como se isso já não fosse uma conquista em si, Preston acrescentou o ponto de exclamação ao seu domínio no jogo inglês ao vencer a FA Cup na mesma temporada, e mais tarde derrotou o Stoke City por 10-0 para registrar sua maior vitória na liga. North End entrou para a história a partir deste ponto como sendo o vencedor "duplo" original, e certamente estabeleceu a referência para outros seguirem no jogo inglês.

Queda dos invencíveis

Infelizmente para Preston, outros jogadores logo alcançaram os padrões futebolísticos que haviam estabelecido, o que levou ao aumento da competição nacional pelo clube. Os Lilywhites ainda conseguiram manter a pressão no topo da liga por algumas temporadas após seu famoso sucesso "duplo". No entanto, as coisas começaram a correr mal para o Preston quando vários dos seus jogadores mais talentosos deixaram o clube para ganhar mais dinheiro noutro local.

Os Lilywhites também sobreviveram por pouco a um play-off de rebaixamento com o Notts County, pouco antes de William Sudell deixar o clube. O clube estava em crise, e as rachaduras nas fundações do clube & # 8217s ficaram ainda mais expostas depois que Sudell foi posteriormente condenado a três anos de prisão por desvio de fundos da fábrica em que trabalhava para o clube de futebol a fim de financiar jogadores & # 8217 salários e despesas. A tensão de perder vários jogadores de alta qualidade e uma variedade de pressões externas prejudicando o clube finalmente cobraram seu preço em 1901, quando o clube foi rebaixado.

Apesar desse revés, o Preston conseguiu recuperar seu status de primeira divisão em 1904. No entanto, na década seguinte, o clube provou ser forte demais para a oposição na segunda divisão, mas lutou continuamente contra o rebaixamento da primeira divisão.

O clube precisava de uma pausa, seguindo a etiqueta de salto da liga que estava começando a se fixar no Preston North End. A guerra interrompeu a progressão do jogo inglês por vários anos, e muitos torcedores esperavam ver em breve um time de Preston rejuvenescido. Apesar de chegar à final da FA Cup em 1922 sob a direção de Vincent Hayes, o clube acabou repetindo sua forma anterior à guerra e culminou no rebaixamento em 1925.

Ressurgimento de Preston North End

Muitos homens ocuparam o posto de comando dos gerentes em Deepdale, cada um esperando guiar North End de volta à Divisão Um. Nem Frank Richards, Alex Gibson nem Lincoln Hayes foram bem-sucedidos em restaurar o status de primeira divisão de Preston. James Taylor foi uma figura de proa instrumental no clube por vários anos, mas seu maior golpe de mestre é amplamente considerado quando ele persuadiu Ted Harper a trocar Tottenham Hotspur por Preston em 1931.

Bill Shankly se juntou ao clube vindo do Carlisle United em 1933 e provou ser uma das várias contratações influentes pelo North End na época. Harper quase sozinho demitiu Preston North End de volta à Divisão Um, com um recorde de 37 gols na temporada de 1932/33. O clube como um todo continuou a igualar as conquistas em campo, já que as instalações de Deepdale também começaram a progredir lentamente.

Os Lilywhites estavam agora começando a ter um desempenho consistente no campeonato nacional e também foram derrotados como finalistas da FA Cup em 1937. No entanto, a equipe estava novamente na final da FA Cup na temporada seguinte e não cometeu nenhum erro com sua segunda chance na FA Cup glória. Infelizmente para Preston, este foi seu último troféu nacional até o momento. O time pode ter acrescentado mais talheres à sua sala de troféus se a progressão do futebol inglês não tivesse sido interrompida mais uma vez pela Segunda Guerra Mundial. No entanto, havia motivos para otimismo, pois, nessa época, um jovem Tom Finney estava abrindo caminho na carreira em Preston North End.

Preston pós-guerra

Finney finalmente fez sua estreia pelo North End em 1946, aos 24 anos. No entanto, os Lilywhites foram rebaixados após uma péssima temporada de 1948/49. Foi nessa época que o lendário Tommy Docherty veio do Celtic para o North End e Eddie Quigley quebrou o recorde de transferências britânicas ao assinar com Sheffield Wednesday por £ 26.000. Esta injeção de talento pareceu inspirar Preston, e eles logo estavam de volta à primeira divisão.

Depois de uma temporada encorajadora de volta à primeira divisão, os Lilywhites quase adicionaram um terceiro título da liga à sua coleção, mas o Arsenal conseguiu roubá-lo de suas mãos após uma vitória por 3-2 sobre Burnley. Preston manteve a pressão interna e conseguiu chegar à final da Copa da Inglaterra na temporada seguinte. No entanto, o destino mais uma vez não estava do lado do clube de Lancashire, e os Lilywhites perderam uma final apertada por 3-2 contra o West Bromwich Albion.

Cliff Britton assumiu o comando de Preston North End em 1956 e supervisionou os últimos anos da carreira de Tom Finney. O velho astro estava cada vez mais ciente de que seus dias de jogador estavam chegando ao fim e decidiu pendurar as chuteiras em 1960, depois de ter disputado 433 partidas pelo Preston North End. A saída de Finney também provou ter um efeito prejudicial no desempenho da equipe, e eles posteriormente renunciaram ao seu status de primeira divisão, que ainda não foi recuperado até hoje.

Os produtos da seleção juvenil de Preston, no entanto, também mostraram sinais encorajadores para o futuro do clube, ao chegarem à final da FA Youth Cup contra o Chelsea. A multidão de 17.764 também estabeleceu um novo recorde de público para um jogo da equipe juvenil no processo. Em 1961, Cliff Britton percebeu que não poderia mais levar o clube adiante e foi substituído por Jimmy Milne.

Uma era para esquecer

O sucesso de Milne no clube não foi imediato, embora ele tenha conseguido conduzir Preston à final da FA Cup mais uma vez em 1964, perdendo por pouco por 3-2 para o West Ham United. Howard Kendal também se tornou o jogador mais jovem a figurar na final da FA Cup, aos dezessete anos de idade. Empolgados com a conquista de seu time chegando à final, os torcedores esperavam um rápido retorno à primeira divisão. No entanto, Jimmy Milne provou que não era o homem para aceitá-los, após uma passagem de sete anos no clube. Bobby Seith assumiu o cargo em 1968, mas North End foi rebaixado em 1970, após uma combinação letal de má forma em campo e a perda de vários jogadores importantes para outros clubes.

Os Lilywhites foram deixados presos na selva da Divisão Três, a mais baixa da história do clube. Alan Ball Sr. assumiu o comando e imediatamente levou North End de volta à Divisão Dois em sua primeira temporada no comando. Sua estada no clube provou ser curta, mas agradável, quando ele saiu em 1973. O clube começou a fazer "ioiô" entre a Divisão Dois e a Terceira Divisão, enquanto Preston lentamente ganhava a reputação de clube de vendas.

Isso levou à venda do influente Michael Robinson para o Manchester City por uma taxa recorde de £ 765.000. Preston não estava mais progredindo como clube e começou um período chocante de declínio que quase os viu deixar de existir. North End foi novamente rebaixado para a Terceira Divisão em 1981, mais tarde seguido pela demissão da ex-lenda do Lilywhites, Tommy Docherty.

Embora Gordon Lee tenha assumido o comando do clube e interrompido brevemente a queda de Preston na liga, as multidões em Deepdale agora eram escassas e a confiança dos fãs em seu time há muito havia desaparecido. Concedendo 100 gols na temporada 1984/85, inevitavelmente, o North End enfrentou novamente a guilhotina, deixando-o no território inédito da Divisão Quatro. A forma dos Lilywhites era tão ruim nesta divisão, que mais tarde eles foram forçados a se candidatar à reeleição após terminar em 91º lugar na classificação da liga de futebol.

Felizmente, esta aplicação foi bem-sucedida, e o clube prontamente colocou uma nova superfície sintética em Deepdale na tentativa de mudar a sorte do time. Na temporada de 1986/87, North End terminou como vice-campeão da Divisão Quatro. O clube agora percebeu que um período gradual de progressão era necessário, e John McGrath estava no comando quando Preston começou seu ataque à Divisão Três.

Uma equipe formidável estava começando a tomar forma, incluindo Sam Allardyce, John Thomas, Gary Brazil, bem como as novas contratações de Brian Mooney e Tony Ellis. Apesar da brilhante gama de talentos em oferta em Deepdale, o clube não conseguiu sair da Terceira Divisão. McGrath logo foi demitido e Les Chapman assumiu o comando em 1990. Infelizmente, era uma história muito familiar para o North End, à medida que mais jogadores de renome eram vendidos para garantir a estabilidade financeira do clube. A forma em campo era consistentemente fraca e Chapman parecia certo para a demissão. Em 1992, a diretoria de Preston obedeceu devidamente e Sam Allardyce teve um breve papel como Gerente Interino de Preston, antes de John Beck ser nomeado chefe em tempo integral do clube.

O pesadelo do clube sob o comando de Beck foi completo, já que eles foram rebaixados de volta ao último escalão do futebol inglês. Os fãs estavam ficando inquietos, e o campo de plástico foi rasgado e substituído pela tradicional superfície de grama. No entanto, isso teve pouco efeito no desempenho da equipe, e Beck deixou o cargo de Gerente do North End em 1994. Gary Peters foi o próximo na fila para assumir o cargo de gerente em Deepdale.

David Beckham foi contratado pelo North End por um mês de empréstimo durante a temporada 1994/95, e havia sinais de que o clube não estava muito longe do sucesso doméstico.

Continuidade no clube

Um novo acordo de patrocínio com o BAXI, juntamente com uma série de contratações influentes, levou ao ressurgimento do Preston North End. Os Lilywhites foram coroados Campeões da Terceira Divisão após uma campanha inspiradora de 1995/96, liderada pelo atacante Andy Saville. Isso foi seguido pela grande inauguração do Tom Finney Stand em Deepdale, mais tarde renomeado como Sir Tom Finney Stand. Continuar o sucesso no clube agora era o tema principal na mente do conselho, e novas contratações, incluindo Mark Rankine, foram trazidas para reforçar o ataque do North End.

Percebendo que mais sucesso não seria alcançado com Gary Peters, ele logo foi introduzido em sua nova função como Diretor do Centro de Excelência. Seu sucessor foi um jovem David Moyes, que viria a ter quatro anos de muito sucesso como gerente do North End.

Os Lilywhites quase conseguiram voltar à segunda divisão do futebol inglês depois de um empolgante desempate contra o Gillingham. Na temporada seguinte, a forma de Preston continuou e eles terminaram a temporada como campeões da segunda divisão em abril de 2000. Em dezembro de 2000, Preston decidiu quebrar seu recorde de transferência trazendo David Healy do Manchester United por £ 1.500.000, aumentando para £ 1.800.000 dependendo das aparências . Esta foi uma jogada ousada para um clube que, não muito antes, passara por um período de incerteza financeira.

A promoção à Premiership agora estava se tornando uma possibilidade muito realista em 2002, embora os Lilywhites tenham vendido Jon Macken para o Manchester City e também perdido David Moyes para o Everton na mesma temporada. Moyes que foi para o Everton também o viu como o gerente mais caro de todos os tempos, após seu pacote de remuneração chegar a £ 1.000.000.

Craig Brown assumiu o Preston, mas suas táticas defensivas nunca foram populares entre os fiéis do North End, e ele logo deixou o clube em 2004 para ser substituído pelo carismático escocês Billy Davies. Davies provou ser uma revelação no clube e deu continuidade ao bom trabalho de Moyes, levando o North End à final do Play-off em 2005 contra o West Ham United no Estádio Millennium de Cardiff. Apesar de ter sido derrotado por 1-0 por pouco, em um confronto tenso, o Preston conseguiu chegar novamente à repescagem na temporada seguinte.

Davies então deixou o clube sem cerimônia em 2006 para ingressar no Condado de Derby, após uma amarga guerra de palavras com o presidente Derek Shaw. Paul Simpson assumiu o comando do North End, tendo tido sucessos anteriores no Carlisle United. A forma de Preston no início da temporada fez com que eles subissem na liga para as vagas de promoção automática, com David Nugent fazendo a maioria dos gols. No entanto, notáveis ​​empurrões tardios de Derby County, Birmingham City e Sunderland, fizeram com que o North End escapasse da disputa pela promoção nas últimas semanas da temporada.

David Nugent foi então vendido para o Portsmouth, da Premiership, por uma verba recorde do clube, e a pressão para encontrar um goleador substituto antes do início da temporada 2007/08. Com grevistas com a qualidade de Nugent em falta, não foi surpresa que North End não tenha sido capaz de substituí-lo diretamente. O North End está lutando até agora nesta temporada, e Paul Simpson foi recentemente demitido após a série de resultados desastrosos do clube, incluindo uma derrota por 3-0 em Hull City.

O treinador adjunto do Everton, Alan Irvine, foi agora escolhido como o novo chefe do Preston North End, enquanto os Lilywhites lutam para permanecer um clube do campeonato.


Futebol externo [editar | editar fonte]

Sudell trabalhava em uma fábrica de algodão, onde, graças à sua matemática, ele rapidamente subiu na hierarquia e acabou se tornando gerente. & # 913 & # 93 Seu título militar veio do serviço na unidade de rifle da Força Voluntária local, um precursor do Exército Territorial. & # 913 & # 93 Ele foi inicialmente comissionado como contramestre no 11º Corpo de Voluntários de Rifle de Lancashire em agosto de 1874, & # 9117 & # 93 ele renunciou a essa comissão em fevereiro de 1879, para assumir uma comissão como tenente na mesma unidade. & # 9118 & # 93 Ele foi promovido a capitão em 23 de junho de 1886, & # 9119 & # 93 e recebeu o título honorário de major em 19 de outubro de 1889. A unidade agora se tornava parte do 1º Batalhão de Voluntários do Loyal North Lancashire Regiment. & # 9120 & # 93 Ele se aposentou em 30 de julho de 1892 e foi autorizado a manter sua patente e continuar usando o uniforme do batalhão. & # 9121 & # 93

Desfalque [editar | editar fonte]

Depois de seu mandato como presidente da Preston, em 1895, Sudell foi condenado por desviar milhares de libras da fábrica de algodão em que trabalhava, a fim de custear os salários e despesas dos jogadores, embora não tivesse ganho pessoalmente. A fraude, totalizando £ 5.326, resultou em uma sentença de prisão de três anos. & # 915 & # 93 Após sua libertação, Sudell emigrou para a África do Sul. Na Cidade do Cabo, Sudell teve uma segunda carreira de sucesso como um popular escritor de esportes e missionário do futebol. Um membro da equipe editorial do Notícias da África do Sul, ele se tornou um dos maiores especialistas em esportes da colônia. & # 9122 & # 93 Sudell reconstruiu sua vida. De acordo com este relato, Sudell tornou-se um jornalista de rúgbi de sucesso, morrendo de pneumonia em 5 de agosto de 1911. & # 9123 & # 93


Os Invencíveis Esquecidos: Preston North End 1888/89

Em 15 de maio de 2004, a vitória do Arsenal & # 8217s por 2-1 sobre o Leicester City garantiu o título da Premier League, um feito não visto no futebol inglês há 115 anos. A temporada invicta do Arsenal na liga foi recebida com muitos elogios e a posição dos jogadores no folclore do futebol inglês foi consolidada. Os nomes de Pires, Vieira, Bergkamp e Reyes vão trazer de volta memórias do futebol tentador e de uma época em que Arsene Wenger era considerado um gênio e não uma piada. O que raramente foi mencionado como o triunfo do Arsenal & # 8217s foi celebrado foi o recorde ainda mais impressionante do Preston North End durante a temporada de 1888/89.

A primeira temporada da English Football League & # 8217s em 1888 viu Preston vencer a Primeira Divisão e a FA Cup sem perder um jogo. A iniciativa do Presidente / Treinador William Sudell significava que Preston vinha escalando uma equipe profissional nos anos anteriores a 1888. Embora os jogadores pagantes fossem contra as regras da Federação de Futebol antes de 1885, Sudell contratava jogadores talentosos de áreas como a Escócia e os empregava em empregos altamente remunerados dentro de Preston. Preston teve um sucesso considerável, mas os procedimentos do North End e de vários outros clubes de Lancashire frustraram os clubes que ainda seguiam a insistência do FA & # 8217 no amadorismo. North End foi expulso da FA Cup em 1884, após reclamações sobre o profissionalismo de Preston do Upton Park FC. Embora o profissionalismo tenha sido legalizado em 1885, ainda não havia uma liga nacional organizada até 1888. Preston continuou a ter sucesso, incluindo uma vitória de 26-0 sobre Hyde na Copa da Inglaterra, que continua sendo a maior margem de vitória na história do futebol inglês.

Quando a temporada inaugural da Football League & # 8217s começou, o time de Preston & # 8217s era composto inteiramente por jogadores nascidos em Preston, escoceses e um punhado de galeses. A confiança do North End & # 8217s nos jogadores escoceses é demonstrada pela composição de seu XI titular na final da FA Cup de 1889. A equipe era composta por um galês, quatro ingleses e seis escoceses. O goleiro galês RH Mills-Roberts começou a jogar jogos da copa pelo Preston em 1887. Personagem fascinante, Mills-Roberts foi cirurgião doméstico no Birmingham General Hospital enquanto ainda trabalhava no Preston e, como resultado, jogou apenas uma partida da liga pelo Preston durante a temporada de 1888/89. Robert Holmes, R.H. Howarth e Fred Dewhurst nasceram em Preston, enquanto John Goodall nasceu em Londres, filho de pais escoceses. Goodall mudou-se para a Escócia quando tinha 3 anos e passou a maior parte da juventude ao norte da fronteira. O contingente escocês de Preston e # 8217s na final da FA Cup foi formado por John Graham, Alexander Sanders-Robertson, John Gordon, James Ross, Sam Thomson e George Drummond. A maioria dos escoceses foi contratada anos antes de o profissionalismo ser legalizado no futebol inglês, levantando suspeitas entre outros clubes de negligência em Deepdale.

A temporada de Preston & # 8217s começou com 6 vitórias consecutivas de forma dominante. 25 gols foram marcados em 6 jogos, com destaque para a vitória por 7-0 sobre o Stoke. A parceria letal de Jimmy Ross e John Goodall e # 8217 no início que definiria a temporada era óbvia nos estágios iniciais da temporada. Ross terminou com 19 gols em 21 jogos, enquanto Goodall terminou com 20 gols em 20 jogos. 2 empates nos próximos 4 jogos foram imprensados ​​fora de uma demolição por 7-0 em Notts County e uma vitória por 5-2 contra o Wolves. Quatro vitórias consecutivas foram seguidas por um empate de 2 a 2 contra o rival local Burnley. Após o decepcionante empate com Burnley, John Goodall marcou 4 vitórias consecutivas, enquanto o North End se preparava para conquistar o título antes do último dia. O empate de 2 a 2 com o Blackburn precedeu a vitória por 2 a 0 em casa do Everton, antes de uma vitória por 2 a 0 sobre o Aston Villa no último dia da temporada garantindo a invencibilidade do Preston e do # 8217 na liga. Quando Preston conquistou o título da liga, a FA Cup havia acabado de completar sua primeira rodada. Preston & # 8217s 3 vitórias na segunda rodada (2-0 em Grimsby), na terceira rodada (vitória por 2-0 sobre o Birmingham St.Georges) e na semifinal (1-0 contra o West Bromwich Albion) foram bem menos impressionantes do que muitos de suas vitórias na liga, mas ainda se encontraram na final da FA Cup se preparando para enfrentar o Wolverhampton Wanderers no Kensington Oval.

O Preston XI que se alinhou no Oval em 30 de março de 1889 não teria percebido o significado de longo prazo de sua conquista se quisesse vencer a FA Cup e completar a temporada invicta. Preston venceu o Wolves por 3-0 com gols de Fred Dewhurst, Jimmy Ross e Sam Thomson. Teria sido compreensível se os contemporâneos tivessem presumido que a temporada invicta seria uma ocorrência regular, como havia sido alcançada por uma equipe na primeira temporada de futebol profissional inglês.

Por que o recorde de invencibilidade de Preston e # 8217s ficou sozinho por 115 anos? A explicação óbvia é que o Preston estava tão à frente de todos os outros quando o profissionalismo foi legalizado que outros clubes tiveram que se atualizar nas primeiras temporadas do futebol profissional. Depois que outras equipes alcançaram Preston financeiramente, tornou-se mais difícil para as equipes formarem times significativamente melhores. A introdução do salário máximo em 1901 também teve um papel monumental em garantir que a temporada invicta de Preston e # 8217 não se repetisse. Não é por acaso que os dois times invictos da história da Primeira Divisão inglesa jogaram em momentos da história do futebol quando a disparidade entre os times mais ricos e os mais pobres estava no auge.


Links Recentes

Lucrando com o comércio de escravos

Aidan Turner-Bishop adicionou uma introdução abrangente ao comércio de escravos de Lancashire ao site da Sociedade Histórica Preston, com referência particular ao povo de Preston, como os Athertons, que lucraram com isso. Encontre aqui: artigo Aidan Turner-Bishop


Construindo um Preston melhor?

Dois artigos sobre habitação social em Preston acabam de ser publicados. Ambos são bem escritos e representam uma grande contribuição para a história da cidade. A primeira descreve as primeiras propriedades do conselho da cidade desenvolvidas entre as guerras. O segundo aborda a era dos arranha-céus.
Preston & # 8217s alojamento municipal antes da guerra
Preston & # 8217s alojamento municipal no pós-guerra

Diretórios comerciais de Preston
Uma das melhores fontes para qualquer pessoa interessada na história de Preston são os diretórios comerciais publicados desde o início do século 19 até os anos 1950. Many of these directories have been put online at the Preston Past and Present Facebook group by Barney Smith. More are promised.


David Berry has now put on line a wonderfully detailed treatment of the infamous 1768 Preston election, which saw Catholic chapels burned amidst the riots that accompanied the Stanleys wresting control of the town’s parliamentary seats from the Corporation. It’s an excellent read.


Settlers

Listed by Tract Number: (Note: amounts listed in pounds were taken from "Chalkley's" or Orange County Deed Books)

  • 1. John Dunlap (622/625 acres—$68.69 in 1745) —295 acres sold to Robert Dunlap, 1761, for £100. (Note: Robert Dunlap was John's nephew, son of his brother Alexander Dunlap, who was apparently the original settler of this land, but died in 1744 prior to its conveyance).
  • 2. William Jameson, (170 acres, $20.87).
  • 3. Thomas Gilham, (168 acres—$18.86) —sold, 1752, by Thomas (Margaret) Gilham to James Lockridge for same price—resold, 1767, by John Dickenson (Dickinson) to William Thompson for $200.
  • 4. Robert Crockett, (370 acres—$41.15) —sold, 1760, by pioneer's sons:—James (Martha) and Robert, Jr. (Janet), both of Mecklenburg County, N. C., to William Thompson for $200—295 acres sold by Thompson, 1767, for $166.67.
  • 5. David Davis, (290 acres—$29) —sold, 1749, by Lewis and Patton to John Poage.
  • 6. Thomas Weems, (525 acres—$31.10) —sold, 1768, by Thomas (Eleanor) Weems to William Given (Givens) for $723.33.
  • 7. Henry Gay — (694 acres —$33.39) — 100 acres sold, 1769, to James Frasier for $33.33.
  • 8. Francis Donally, (266 acres—$30.02).
  • 9. Robert Gay, (519 acres-$57.89).
  • 10. Samuel Hodge (700 acres on Calfpasture, from William Beverley, 13th August, 1743), 350 acres of which was sold by Samuel Hodge and Elizabeth to William Kinkead, ₤20, 21 August, 1765.
  • 11. John Miller, (316 acres—$70.08) —sold by John (Ann) Miller to John Ramsey, 1757.
  • 12. Loftus Pullin, (252 acres (240?)—$26.92) —sold to James Shaw, 1760, for $30—sold by Shaw to John Ramsey, 1768, for $150.
  • 13. Robert Bratton, (834 acres—$96.67) —400 acres sold to James Bratton, 1771, for $133.33.
  • 14. James Lockridge, (280 acres—?) —sold by James (Isabella) Lockridge to Andrew Lockridge, 1764, for $66.67.
  • 15. John Graham — (696 acres on Great River of Calfpasture, on east side, corner to James Lockridge, corner to Given's land, from James Patton & John Lewis — ₤23.9.6 currency money Virginia, 14th April, 1746), $79.58—150 acres sold to James Graham (son). 1763, for $16.67.
  • 16. Robert Gwin (Gwinn), (544 acres—?) —sold by William (Agnes) Gwin to Robert Lockridge, 1766, for $575.
  • 17. John Preston, (1,054 acres—$31.15) —520 acres sold by William Preston (and Susanna) to Mary Preston, 1762, for $333.33. The same sold by Mary Preston to Robert Lockridge, 1763, for $366.67.
  • 18. William Warrick (Warwick), (1,060 acres—$118.67) —sold, 1745, to John Kincaid.
  • 19. James Carlisle — (600 acres on Great River of Calfpasture corner to Jacob Clemens, corner to Wm. Worwick's land black birch black oak and thorn, from James Patton & John Lewis — ₤19.18.4, 2nd April, 1748), $65.39—250 sold, 1753, to John Carlile, and sold by him, 1762, to Thomas Hughart for $166.67—200 acres sold by John (Mary) Carlile to Thomas Adams, 1796, for $391.67.
  • 20. Jacob Clements, (457 acres—$51.67) —202 acres sold, 1751, by Jacob (Mary) Clements to John Campbell for $66.67, and sold by John (Ann) Campbell, 1768, to James Carlile for $250.
  • 21. John Campbell, (308 acres—$34.17) —208 acres sold by Samuel Campbell to William Lockridge, 1769, for $713.33.
  • 22. James Carter, (300 acres—$33.38) —sold to Robert Gay, 1746.
  • 23. John Wilson, (600 acres—$66).

Not all the original claimants were actual settlers on the survey, but lived on the Beverly or Borden grants and took lands here for speculation or for their sons. This seems to be the case with Crockett, Davis, Donally, Moleiro, and Preston. Moleiro is named as a resident of Albemarle. John Kincaid "Clerk, County of Chester, Pennsylvania" (also referred to as "Rev. John Kincaid), acquired 1,061 acres in the Calfpasture from James Patton and John Lewis on 17 July, 1745. He apparently stayed in Pennsylvania for several years and appears to have sold this land to David Kincaid.

The first deeds were issued mainly in April and July, 1745, and in Orange County. Carlile, Graham, and Weems did not take deeds until 1748.


William Sudell Preston North End - History

PRESTON NORTH END FOOTBALL CLUB
1888-1889

PRESTON NORTH END 1888-1889
Standing: Sudell (Manager), Holmes, Ross, Russell, Howarth, J. Graham and Dr Mills-Roberts.
Seated: Gordon, Ross, J. Goodall, Dewhurst and Drummond.

MANAGER: William SUDDELL


GOALKEEPERS:

James TRAINER
Robert MILLS-ROBERTS

Robert HOWARTH
Robert HOLMES
Richard WHITTLE
William GRAHAM

MIDFIELDERS:

Alexander ROBERTSON
David RUSSELL
John GRAHAM
Archie GOODALL

John GORDON
James ROSS
John GOODALL
Frederick DEWHURST
Samuel THOMPSON
Jock INGLIS
Jack EDWARDS
George DRUMMOND


2-3-5 FORMATION:

GK TRAINER
CB HOWARTH
CB HOLMES
DMF ROBERTSON
DMF RUSSELL
DMF J. GRAHAM
WL ROSS
WL DEWHURST
RWF GORDON
LWF THOMPSON
CF J. GOODALL

Captains: Robert Holmes | David Russell | John Goodall
Short Free Kick: John Gordon
Long Free Kick: John Gordon
Free Kick 2: -
Left Corner: Sam Thompson
Right Corner: John Gordon
Penalty: John Goodall

The Football League: Champion
FA Cup: Winner

The Football League was founded in 1888. North End were one of the founder members and went on to make history. In the League's first season (1888-89), North End were inaugural league champions, achieving the feat without losing a match. On top of this, they completed the league and cup 'Double', winning the FA Cup without conceding a single goal, defeating Wolverhampton Wanderers 3-0 in the final. Preston were the first club to achieve the league and cup "Double" and they did so with a majority of their team being made up of "Scotch Professors" - as the professional Scottish players of the time were known.


Preston Guardian digest 1891-1905

The introduction and digest below were written by Henry Kirby. Errors may have crept in as the result of OCR processing from a poor quality photocopy of the original typescript.

INTRODUÇÃO

This list of articles and news items lays no claim to completeness. It simply records a collection of readings that have been of interest to the compiler. In the main, the readings concern the changing topographical scene in Preston, references to the town’s strong Free Church tradition, and its historic links with the Temperance and Teetotal Movement. It also includes items of interest that may not be conveniently found elsewhere.

The words ”(and subsequent)” following an item indicate that in the week, or weeks, following a certain date, other articles sometimes at length, on the same subject may be found. Occasionally, more than one reference may be found to a subject listed in any one week’s newspaper.

It must not be assumed that in every case proposed ventures (such as the Public Hall in 1844) necessarily came to fruition. It must also be noted that in a few cases (such as John Wesley’s connections with Bilsborrow, recorded in 1898) the information given may be inaccurate, or, at least, questionable. The reference given is that quoted in the newspaper and it may not always be correct.

The left hand column of dates are those of the newspaper and not the dates of the events described.


Preston North End 1888-93

Judging the quality of football teams and footballer players who operated prior to the advent of television is notoriously tricky for of course, we have no visual evidence on which to rely. We have to go by the memories of those who can still recall those days, from the books, the newspapers and perhaps the flickering newsreels of the day.

But if that’s tough, then reckoning on pre-war sides is tougher yet. What about pre-pre-war though? Or the inter-Boer War years? We may not know a huge amount about the way they played, but what we can tell is just who was the best and for a five or six year period from the late 1880s onwards, just as organised football was taking its grip, Preston North End were the boys. After all, they weren’t called the Invincibles for nothing. Even now, after near 50 years of non-achievement in the post Tom Finney years, such was their early success that North End are still rated as the fifth most successful English football club on a domestic level.

Not only that, but they revolutionised the game, pretty much creating professional football in England, taking the game away from the amateurs at the Football Association and the early FA Cup winners such as Wanderers, Old Etonians and the Royal Engineers. When Preston got down to business, they were in it to win it.

Under the leadership of Major William Sudell, they were the Manchester City of their day, swiftly assembling a team of all the talents, happily coughing up the wages and being expelled from the 1884 FA Cup after being accused of “professionalism”. Thirty-six other clubs, largely in the north, protested and so, a year later, the FA recognised the professional game.

Preston’s main hunting ground was Scotland, their team being built around the likes of Nick and Jimmy Ross, Geordie Drummond, David Russell and the legendary John Goodall who, though born in London, learnt the passing game in Scotland after his family moved north. Brought back to England, he was a revelation and the basis of the team that was all but unstoppable.

Their peerless period began in the 1887/88 season. They beat Hyde United 26-0 in the first round of the FA Cup, still the competition record, and progressed serenely to the final, beating Bolton Wanderers 9-1, Halliwell 4-0, Aston Villa and Sheffield Wednesday both 3-1 and Crewe Alexandra 4-0. The final at The Oval was against West Bromwich Albion, and so confident were Preston of winning it that they asked the referee if, to save time afterwards when they’d want to be heading home, they could be pictured with the trophy before the game. “Hadn’t you better win it first?” came the reply, and the referee was pretty shrewd in his judgement as Preston lost 2-1.

But no matter. That humiliation brought the club back to earth and there was a collective realisation that their results were won on performances, not reputations. The inaugural season of the Football League gave Preston the opportunity to show their worth, and they did just that. The best team in the land right from the off, they simply decimated the opposition in the league season that ran from September through to the end of January. The 12 team league saw them play 22 fixtures. They won 18 of them, drew the other four and, in the days of two points for a win, won the title by a massive 11 points and at a stroll, their use of the “Scottish style” weaving rings around the rest.

The league won, it cleared the way for the FA Cup to begin in February. Bootle, Grimsby and Birmingham St George’s were beaten on the way to a meeting with West Bromwich Albion in the semi-finals, where revenge was served cold in the shape of a 1-0 win. It was back to The Oval for the final, against midlands opposition again, but this time there was no arrogance before the game and Wolves were seen off, 3-0, to complete a perfect season – the double and an unbeaten fixture list.

Such dominance required other teams to up their game and many followed the Preston route north to find fresh talent, or simply paid more to rival clubs in England to have the pick of their players. Consequently, the league fight was altogether closer the following year, but Preston retained their title in the end, two points ahead of Everton, but losing four games this time. Signs that the others were catching were also seen in the FA Cup, where they were defeated by Bolton Wanderers in the third round.

Preston’s purple patch continued over the next three seasons where they were the runners up on each occasion, once to Everton, twice to Sunderland, reaching the FA Cup semi-finals in 1893 where they were beaten by Everton, Sudell losing control of the club in that same year.

The loss of their driving force was significant of course, but in the end, it was the identity of those clubs that gave the biggest clue as to why the Preston era was ultimately doomed. Bigger cities taking a bigger interest in the professional game, pulling in bigger crowds, thereby creating bigger resources and overtaking smaller provincial towns such as Preston. By 1901, North End were struggling to keep up and were relegated from the top flight, caught out by the financial conundrum they’ve been trying to resolve pretty much ever since.


Assista o vídeo: Preston North End-The Original Invincibles. AFC Finners. Football History Documentary